quinta-feira, 31 de julho de 2014

Dicas que facilitam a vida de viajantes


Esse dia chegou e eu finalmente estou entrando de férias. Ai, corazón!

Vou passar praticamente agosto inteiro fora porque vou fazer duas viagens, uma saindo hoje e voltando dia 9 e outra indo dia 15 e retornando dia 31. Mas, não temam! Esse blog lindão vai continuar atualizado todos os dias. Eu fiz vários textos para entrarem automaticamente enquanto eu não estiver por aqui, então, programação normal: Posts diários, menos aos domingos.

Nesse ritmo de férias, seguem abaixo 35 dicas para viajantes que vi no Catraca Livre. Mesmo que você não vá viajar tão cedo, tem várias coisas que dá para aproveitar para a sua próxima volta ao mundo.

1. Use janelas anônimas quando for reservar voos e hotéis pela internet. (Dica mais sensacional de todas!)


Sites de viagem rastreiam as suas visitas e aumentam o preço quando sabem que você já os acessou antes.


2. Organize cabos soltos guardando-os em caixas de óculos.



3. Use canudos para levar pequenas quantidades de cremes em viagens.



4. Coloque uma folha de papel “dryer sheet” no topo de sua mala para que as suas roupas não fiquem com cheiro de mofo.



5. Use a mola de uma caneta velha para proteger os fios de carregadores.



6. Fuja das longas filas dos banheiros de aeroportos.


Pode parecer senso comum, mas o primeiro banheiro do terminal é o mais cheio. Use o próximo para evitar a perda de tempo em filas.


7. Use um prendedor do tipo “binder clip” para proteger as lâminas de barbear.




8. Se esquecer a parte que prende na tomada, carregue seus dispositivos conectando o cabo USB nas entradas da TV.



9. Enrole as roupas, ao invés de dobrá-las, para economizar espaço nas malas.



10. Se você tem roupas que precisam ser dobradas, use lenços de papel para evitar que elas amassem.



11. Use um porta pílulas para manter as bijuterias organizadas.



12. Salve imagens dos seus documentos antes de viajar.


No caso de perda ou furto, é muito útil ter cópias extras do passaporte, da sua identidade e dos documentos que mostram seus voos e reservas salvas no seu smartphone ou tablet.


13. Guarde seu sabonete e lave roupas com esse embrulho fácil de fazer.



14. Uma touca de banho é a melhor forma de embalar os sapatos para colocar na mala.



15. Coloque seu smartphone no modo avião para economizar bateria.



16. Evite os nós nos fones de ouvido enrolando-os em um prendedor do tipo “binder clip”.



17. Mantenha seus grampos de cabelo organizados dentro de uma caixinha vazia de Tic-Tac.



18. Ao fazer as malas, coloque cintos enrolados nas golas de camisas, para manter sua forma.



19. Sente-se nos assentos próximos das asas do avião para evitar turbulência.


Os assentos próximos das asas normalmente têm menor turbulência porque têm uma estrutura que dá maior suporte.


20. Ao invés de comprar de novo, guarde as embalagens pequenas e reponha os produtos.



21. Para usar o Google Maps offline, digite “OK Maps” e a área visível será salva para acessos futuros.



22. Ao invés de comprar água no aeroporto, leve uma garrafa vazia e encha-a após passar pelo raio-x.



23. Quando reservar poltronas para duas pessoas no avião, escolha o corredor e a janela.


Se ninguém pegar o assento do meio, você fica com a fileira toda. Se alguém pegar, é só pedir para trocar de lugar para sentar perto da pessoa com quem você está viajando.


24. Se tiver que levar paletó, dobre-o do avesso, para mantê-lo limpo e sem amassar.



25. Espere para comprar suas passagens às 15h de terça-feira.


Normalmente, é nesse dia que as grandes companhias aéreas reduzem seus preços para competir com empresas menores. Se você quiser economizar, esse é o horário para comprar.


26. Evite vazamentos desagradáveis na sua mala.


Tire a tampa dos recipientes, embrulhe filme plástico em volta e tampe de volta. Isso vai prevenir qualquer líquido de sujar suas coisas (e estragar sua viagem!).


27. Consiga a senha do Wi-Fi de vários estabelecimentos checando os comentários do lugar no FourSquare.



28. Use seu GPS quando estiver no exterior.


Se você está viajando sem um plano internacional de celular, ative o modo avião e desligue a rede para usar o GPS sem se conectar à internet. Faça o download da área que será visitada no Google Maps enquanto ainda estiver no hotel e você terá um mapa completo para usar durante o passeio.


29. Consiga um carregador de celular se você esquecer o seu em casa.


Esqueceu o carregador? Muitos hotéis têm uma caixa cheia de carregadores esquecidos por outros hóspedes.


30. Não perca tempo esperando sua bagagem chegar no aeroporto.


Mesmo que não seja, colocar uma etiqueta de “frágil” faz com que manejem suas malas com mais cuidado. Além disso, elas são colocadas no topo da pilha de bagagens, o que significa que a sua mala será uma das primeiras a ser colocada na esteira.


31. Ganhe tempo fazendo as malas.


Pendurar cabides organizadores pode ser muito útil na hora de arrumar suas malas, simplesmente colocando-os dentro da sua bagagem. Já vai estar tudo em ordem!


32. Consiga Wi-Fi de graça no aeroporto.


Quando estiver no aeroporto, coloque “?.jpg” no final de qualquer URL para conseguir contornar o Wi-Fi ridiculamente caro. Você também pode se sentar perto das salas VIP, já que às vezes o sinal pega fora.


33. Para ganhar pontos, viaje com uma régua com várias tomadas e seja o herói do aeroporto.



34. No seu ultimo dia em outro país, pegue todos os seus trocados e dê aos moradores de rua.



35. E o mais importante… Continue viajando!




Um beijo para vocês e até a volta!

Teca Machado


quarta-feira, 30 de julho de 2014

Últimas palavras de 10 personalidades históricas


No livro Quem é você, Alasca?, do John Green (Comentei aqui), Miles Halter é um garoto fascinado por últimas palavras de pessoas famosas. Quando vi o post do Blog Blux contendo 10 últimas frases de 10 personalidades históricas, lembrei dele na hora.

Tem de tudo, de frases profundas a bem-humoradas e sem sentido.

Vem ver!


10. Jack Daniel (1846-1911)


"Uma última bebida, por favor."

Jack Daniel era um destilador americano e fundador da destilaria Jack Daniel Distillery  Ele nunca se casou ou teve filhos e estava perto de seu sobrinho favorito, Lem Motlow. Em 1907, devido a problemas de saúde, Daniel deu a destilaria para Motlow, que, em seguida, passou-a para os seus filhos, Robert, Reagor, Dan, Connor, e Maria. Jack Daniel morreu de envenenamento em 10 de Outubro de 1911, em Lynchburg, Tennessee. A infecção que o matou começou em seu dedão do pé, que ele machucou depois de chutar um cofre. Suas últimas palavras foram gravadas no dia da sua morte.


9. Dutch Schultz (1902-1935)


"Ei, Jimmie! A Limpeza de Chaminés. Fale com a espada. Cale a boca, você tem uma boca grande! Por favor, venha me ajudar a levantar, Henny. Max, venha cá. Sopa de feijão canadense francesa. Eu quero pagar. Deixem-me deixar em paz. "

Essas foram as declarações finais e sem sentido de Mr. Dutch Schultz. Ele era um gangster de Nova York durante os anos 1920 e 1930. Durante sua vida, Schultz fez fortuna no crime organizado. Ele estava envolvido em muitas operações, incluindo contrabando. 

Em 23 de outubro de 1935, Schultz foi baleado no abdômen e morreu no Palácio Chophouse em Newark, Nova Jersey. Ele tinha apenas 33 anos de idade. Devido à gravidade de sua lesão, ele fez muitas declarações incoerentes e aleatórias. Suas palavras inspiraram uma série de livros e artigos na mídia.


8. L. Frank Baum (1856-1919)


"Agora eu posso atravessar as areias movediças", referindo-se à Terra de Oz.

L. Frank Baum era autor, poeta e dramaturgo norte-americano mais conhecido como o criador de O Mágico de Oz. Ele também publicou 55 romances, 82 contos, e mais de 200 poemas. Em 5 de maio de 1919, L. Frank Baum sofreu um acidente vascular cerebral. Ele morreu tranquilamente no dia seguinte, nove dias antes de completar 63 anos. Baum sussurrou suas últimas palavras para sua esposa horas antes de sua morte. 


7. George Harrison (1943-2001)


"Amai uns aos outros."

George Harrison era cantor, compositor e guitarrista dos Beatles. Ajudou o quarteto de Liverpool a revolucionar o rock. Harrison também abraçou a cultura indiana e o hinduísmo em meados de 1960 e ajudou a expandir a consciência ocidental da música sitar. Ele escreveu muitos sucessos dos Beatles, incluindo "Here Comes the Sun", "Something" e "While My Guitar Gently Weeps". No final de 1990, Harrison desenvolveu câncer de garganta e fez uma operação na Clínica Mayo para remover um tumor canceroso de um de seus pulmões. Em julho de 2001, ele foi submetido a radioterapia para um tumor no cérebro em uma clínica na Suíça. George Harrison morreu em 29 de novembro de 2001. Suas últimas palavras foram gravadas por sua esposa.


6. Oscar Wilde (1854-1900)


"Meu papel de parede e eu estamos lutando um duelo até a morte. Um ou outro de nós tem que ir."

Oscar Wilde foi um dramaturgo, poeta e autor irlandês. Ele escreveu numerosos contos e um romance. Wilde era conhecido por sua sagacidade mordaz e se tornou um dos dramaturgos mais bem-sucedidos da era vitoriana. Ele alcançou o status de celebridade no final do século 19, mas sofreu uma queda dramática e foi condenado a dois anos de trabalhos forçados após ser visto em relações homossexuais, descritas como "atentado violento ao pudor". Oscar Wilde morreu de meningite cerebral em 30 de novembro de 1900. Ele só tinha 46 anos de idade.

Diferentes opiniões são dadas sobre a causa da meningite. Richard Ellmann alegou que ele era sifilítico, enquanto outros teorizam que foi o resultado de complicações após a mastoidectomia de Wilde. Ele morreu no hotel Margem Esquerda. Manteve uma atitude positiva até seus últimos momentos e com suas palavras finais, comparou sua situação conturbada com o medíocre papel de parede do hotel. 


5. Malcolm X (1925-1965)


"Irmãos! Irmãos, por favor! Esta é uma casa de paz! "

Malcolm X era um ministro africano-americano muçulmano, orador público, e ativista dos direitos humanos. Ele tem sido descrito como um dos maiores e mais influentes afro-americanos da história, enquanto seus detratores o acusaram de pregar o racismo, a supremacia negra, e violência. Durante os anos 1950 e 1960, Malcolm X se tornou um membro da Nação do Islã e um dos líderes da organização, e dos principais porta-vozes. Menos de um ano depois que de deixar a Nação do Islã, Malcolm X foi assassinado ao dar um discurso no Audubon Ballroom, em Manhattan. Ele estava falando de uma reunião da Organização da Unidade Afro-Americana.

Durante seu discurso, uma perturbação eclodiu no meio da multidão de 400 pessoas. Conforme Malcolm X e seus guarda-costas tentaram acalmar o tumulto, um homem correu e atirou no peito com uma espingarda de cano serrado. Dois outros homens dispararam com pistolas, atingindo-o 16 vezes. Alegadamente, Malcolm X foi morto antes que seu corpo batesse no chão. Suas últimas palavras foram uma tentativa de manter a paz no meio da multidão. Outras fontes têm sua citação final como "agora, agora, irmãos, parem com isso, tenham calma."


4. Bob Marley (1945-1981)


"O dinheiro não pode comprar a vida."

Bob Marley era o vocalista, compositor e guitarrista da banda de reggae Bob Marley & The Wailers. Marley continua a ser o artista mais conhecido e reverenciado da música reggae. Em julho de 1977, enquanto a procura de tratamento para uma lesão sofrida durante um jogo de futebol, descobriram que Marley tinha melanoma acrolentiginoso, uma forma de melanoma maligno. Ele se recusou a amputação de seu dedo do pé e o melanoma eventualmente se espalhou para seus pulmões e cérebro. Bob Marley morreu em Cedars of Lebanon Hospital, em Miami, na manhã de 11 de maio de 1981 aos 36 anos. Suas últimas palavras foram ditas a seu filho Ziggy. 


3. Amelia Earhart (1897-1937)


"KHAQQ chamando Itasca. Devemos estar em você, mas não podemos te ver. O gás está acabando. Estamos na linha 157-337. Vamos repetir essa mensagem. Vamos repetir isso em 6210 kilociclos. Espere."

Amelia Earhart foi uma pioneira da aviação americana. Ela foi a primeira mulher a receber a Distinguished Flying Cross, que foi concedida por se tornar a primeira aviadora a voar sozinha sobre o Oceano Atlântico. Earhart escreveu romances best-sellers sobre suas experiências de voo. Em 1937, Amelia Earhart e Fred Noonan desapareceram sobre o Oceano Pacífico central durante uma tentativa de fazer um voo ao redor do globo. Seu destino era a Ilha Howland. A causa de sua morte e o local de queda de seu avião sempre foram um mistério. Muitos pesquisadores acreditam que o avião de Earhart ficou sem combustível e caiu no mar. Sua correspondência de rádio final e as últimas palavras indicam que ela estava perto de seu destino, mas não conseguiu encontrá-lo.


2. Steve Irwin (1962-2006)


"Não se preocupe, eles não costumam nadar para trás."

Steve Irwin era uma personalidade icônica da televisão australiana, especialista em vida selvagem, e conservacionista. Ele criou a série de documentários O Caçador de Crocodilos e foi o proprietário e gerente do Zoológico da Austrália em Beerwah, Queensland. Em 4 de setembro de 2006, Irwin foi morto quando uma arraia perfurou uma espinha em seu peito durante um mergulho na Grande Barreira de Corais, no norte de Queensland. 

Especula-se que o ferimento da coluna vertebral fez Steve morrer de parada cardíaca, embora a perda de sangue tenha sido um fator importante. Os eventos foram capturados em fita foram confiscados pela Polícia de Queensland. O vídeo confirma que a arraia estava nadando para trás.


1. Mozart (1756-1791)


"O gosto da morte está em meus lábios. Eu sinto algo que não é deste mundo. "

Wolfgang Amadeus Mozart foi um compositor prolífico e influente da era clássica. Ele compôs mais de 600 obras, com muitas sendo reconhecidas como pináculos de sinfônica, piano, ópera e música coral. Ele é um dos mais conhecidos e populares de todos os compositores clássicos. Mozart era um gênio infantil e escreveu sua primeira peça musical aos 5 anos. As circunstâncias de sua morte têm sido amplamente debatidas ao longo dos anos. Mozart faleceu no dia 5 de dezembro de 1791 aos 35 anos. Ele tinha um histórico de problemas de saúde e sofria de varíola, amigdalite, bronquite, pneumonia, febre tifóide, reumatismo e doenças da gengiva.

Mozart sofreu muitos sintomas misteriosos antes de sua morte. Sua doença começou com inchaço das mãos e dos pés e, em seguida, evoluiu para dores de estômago súbitas e intensos vômitos. Ele permaneceu completamente consciente até duas horas antes de sua morte. O corpo de Mozart inchou tanto que ele já não podia sentar-se na cama, ou até mesmo se mover por conta própria. Suas palavras finais são bastante reveladoras.

Fonte: Blog Blux

Teca Machado



terça-feira, 29 de julho de 2014

Perdida – Um novo preferido!


Eu tenho um novo amor e o nome dele é Ian Clarke. Um perfeito cavalheiro (Mas nem sempre tão recatado) de 1830, ele consegue até deixar o Mr. Darcy, de Orgulho e Preconceito, no chinelo. Ian está no livro Perdida, da autora brasileira Carina Rissi, juntamente com Sofia Alonzo, uma garota de 2010. Aí você me pergunta: Mas como, se um está no século 19 e a outra no século 21? Pois é, estamos falando de viagem no tempo.


Perdida, que peguei em parceria com a Livraria Janina, se tornou definitivamente um dos meus livros preferidos. Eu já tinha adorado Procura-se um Marido (Comentei aqui), da mesma autora, mas fiquei ainda mais apaixonada por Perdida. Bem que resenhas de outros blogs já tinham me avisado. Essa foi uma obra que na hora em que terminei, fiquei com um sorriso besta na cara durante meia hora e abracei o livro por alguns minutos, feliz da vida por ser uma pessoa que gosta de ler e tem acesso a histórias tão incríveis.

Em Perdida, Sofia é uma garota moderna maníaca por tecnologia. Não consegue entender como as pessoas sobreviviam sem computador, celular, mp3 e acessórios do tipo. Quando numa noite de bebedeira seu amado celular cai na privada, pensa que seu mundo acabou. Na manhã seguinte, corre até uma loja para comprar um novo. Ela acha a vendedora meio esquisita, mas como ela apresenta um modelo lindo, maravilhoso e barato, Sofia não pensa duas vezes e compra. Mas o problema é que quando liga, o aparelho a leva para 1830.

Se sentindo mais perdida do que nunca, ela é salva por um rapaz chamado Ian Clarke, que a leva para sua casa e cuida dela, mesmo a achando um tanto louca por causa das roupas estranhas, do tênis e dos modos nada delicados das moças do século 19. Agora, Sofia está desesperada tentando encontrar um jeito de voltar para casa, mas e se casa não for mais 2010? Talvez seu coração, apaixonado por Ian, é que tenha razão.

Carina Rissi

Sofia, que é a narradora, é uma protagonista fantástica. Engraçada, inteligente e adorável, mesmo com seus trejeitos pouco educados, vemos o crescimento da personagem. É muito fácil acompanhar a sua linha de pensamento e nos vemos totalmente envolvidos por ela. Fora que Carina Rissi conseguiu algo muito difícil, nos mostrar todas as intenções e qualidades de Ian mesmo sem ele ser o narrador. E que rapaz cheio de boas qualidades e intenções! Duvido que alguma mulher que leu Perdida não se apaixonou perdidamente por ele. Carina Rissi, pelo amor de Deus, me fala como voltar no passado para que eu encontre o Ian! Impossível não gostar desse casal tão oposto. E há personagens secundários também maravilhosos, como Elisa, irmã de Ian, Madalena, cozinheira da casa, e Gomes, o mordomo.

A leitura é fácil e totalmente crível (Tirando a viagem no tempo, óbvio). Os diálogos são “reais”, nenhum pouco forçados e o choque de cultura entre dois séculos foi muito bem apresentado. É doce e romântico sem ser exagerado ou meloso. Mesmo Ian sendo um rapaz de 1830 extremamente educado, ele é até meio assanhadinho para a época, haha.

Li as páginas de Perdida me deliciando e me afundando na história. Às vezes rindo, às vezes emocionada, o meu coração foi enchendo de amor por Ian e Sofia e sei que é aquele tipo de livro que não dá de esquecer.

Fiquei triste ao terminar a leitura porque acabou. Queria mais! Mas aí descobri que sim, tem mais! Carina Rissi vai lançar na Bienal do Livro de São Paulo mês que vem a continuação, chamada Encontrada – À véspera do felizes para sempre. E, TEM MAIS DE NOVO! Perdida vai virar filme e deve ser lançado em 2015. É ou não é para morrer de amor?

Capa da continuação de Perdida

Por essas e outras que cada vez mais fico feliz de ver autores nacionais ganhando destaque e com obras de tanta qualidade.

Recomendo um montãozão.

Quer comprar (Eu acho que você deveria)? Tem aqui na Livraria Janina.

Teca Machado


segunda-feira, 28 de julho de 2014

Juntos e Misturados – Confraternizando na África


Os últimos filmes do Adam Sandler têm doído de tão ruins. Cada Um Tem a Gêmea Que Merece está aí para comprovar (Falo isso sem ter tido a coragem de assistir porque só o trailer dele já me irrita profundamente). Mas Juntos e Misturados, sua comédia que está nos cinemas, é uma boa surpresa entre uma safra de produções ruins, tirando Esposa de Mentirinha que é deliciosamente divertido.


Os filmes dele ficam melhores quando a mocinha da história ajuda. Jennifer Aniston foi, sim, ótima em Esposa de Mentirinha. E Drew Barrymore, então, nem se fala. Quem não ama Como Se Fosse a Primeira Vez? E esse é um dos grandes triunfos de Juntos e Misturados: Drew Barrymore e o resto do elenco.

Como já percebemos, os filmes do Adam Sandler sempre passam num lugar exótico e legal. Li numa matéria que ele escolhe os roteiros com base nos países onde gostaria de passar férias. Eu, definitivamente, preciso de um emprego assim. Dessa vez ele vai para a África do Sul.

Parceria que dá certo

Juntos e Misturados mostra Jim (Sandler), um viúvo que cuida sozinho de três filhas, e Lauren (Barrymore), divorciada e com dois filhos, num terrível encontro às cegas. Daí, cada um segue o seu caminho, até que precisam se aguentar numa luxuosa e maravilhosa viagem para a África do Sul.

As filhas de Jim, tratadas pelo pai como se fossem garotos, veem em Lauren a mãe que perderam há alguns anos e os filhos de Lauren encontram em Jim a figura masculina que precisavam, já que o pai é completamente ausente e desinteressado. E, é lógico, Jim e Lauren, apesar das diferenças, veem que se completam.

Jim e as meninas que parecem meninos
Lauren e seus dois garotos

Muitas críticas tem metido o pau no filme por dizer que mostra valores ultrapassados, de que a família só é feliz quando tem pai, mãe e filhos e lálálá. Mas não acho que esse seja o seu objetivo. Juntos e Misturados não quer dar lição de moral e sim apresentar um filme engraçado, divertido e por vezes de humor absurdo e irreal, típico de Adam Sandler.

Olha quem aparece! Hahaha

Sandler continua exagerado e forçado. Não gosto muito dele. Mas Drew Barrymore e os cinco filhos dos dois protagonistas, Bella Thorne, Emma Fuhrmann, Alyvia Alyn Lind, Braxton Beckham e Kyle Red Silverstein, dão conta do recado e proporcionam muitas risadas. Até o ex-jogador de basquete Shaquille O’Neal faz uma ponta no filme e nos arranca gargalhadas com a sua grotesca dança do ventre e Allen Covert mais uma vez como Tom 10 Segundos, de Como Se Fosse a Primeira Vez.

África

O diretor Frank Coraci soube explorar as lindíssimas paisagens da África do Sul e é impossível não querer passar uma semana (Ou um mês ou a vida) no hotel que os personagens estão hospedados.

Assisti sem esperar muito de Juntos e Misturados e tive uma excelente surpresa. Um filme leve e divertido como há um tempo eu não via.

Recomendo.

Teca Machado