sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Simplesmente Acontece é simplesmente maravilhoso


Conheça Rosie e Alex, o casal mais azarado do mundo. Eles são melhores amigos desde os cinco anos de idade, todo mundo sabe que são perfeitos um para o outro (Menos eles mesmos), mas o destino não colabora muito. Toda vez que surge uma oportunidade de se entenderem, algo muito ruim acontece, como ex-namoradas, mudanças de continentes, filhos, empregos e tudo o mais que pode dar errado. Aí eles continuam na amizade e o leitor torcendo loucamente para que caiam nos braços um do outro. O livro Simplesmente Acontece, da autora Cecelia Ahern, que peguei em parceria com a Livraria Janina, é um livro sobre amor, amizade e não se deixar abalar pelas catástrofes do dia a dia.


Cecelia Ahern é também a autora do fantástico P.S.: Eu Te Amo (Que eu só vi o filme, poxa vida), então vocês já sabem que podem esperar um livro de alta qualidade e de muitos corações voando. Em Simplesmente Acontece vemos toda a trajetória de Alex e Rosie no passar de décadas de amizade.

Quando crianças, os dois se conheceram e não se desgrudaram nunca mais. Eram eles contra o mundo e ninguém mais. Até que na adolescência, Alex se muda da Irlanda para os EUA e os amigos precisam dar um jeito de manter a amizade mesmo com um oceano de distância. Mas tudo bem, eles têm um plano! Assim que terminarem o ensino médio, Alex pretende estudar medicina em Harvard e Rosie hotelaria na Universidade de Boston, as duas faculdades na mesma cidade. Só que o destino começou a intervir. No baile de formatura, aos 18 anos, Rosie fica grávida do cara que ela e Alex sempre odiaram e todos os seus projetos vão por água abaixo, assim como tudo dali para frente, ora Alex se dando mal, ora Rosie. 

Cecelia Ahern
A história vai toda sendo contada por meio de cartas, sms, e-mails, cartões postais, de aniversário, de Natal e todo tipo de comunicação escrita que pode existir. Há correspondências entre os dois protagonistas, com seus familiares, com amigos, com namorados e outras pessoas que vão aparecendo. Mesmo sem a narração detalhada de alguns eventos, é possível conhecer a fundo os personagens, principalmente Rosie e Alex. Eles abrem a sua intimidade nas mensagens trocadas e vamos nos apaixonando por eles e nos compadecendo pelas suas vidas que tomam rumos inesperados, ruins e que atrapalham tudo. A falta de comunicação entre eles é total, apesar de sempre se falarem. Dá vontade de pegar os dois, colocar um na frente do outro e dizer: “Vai, agora fala, abre logo o seu coração”.

A história deles não tem nada de extraordinário ou fantástico, tirando o tipo de amizade e amor entre eles que são raros. São pessoas comuns, com problemas comuns e que tentam fazer limonada dos limões que recebem. E, olha, Rosie, principalmente, recebe uma chuva de limões. Rosie é mais forte do que imagina e tem um senso de humor fantástico. É cheia de lamentações, mas faz parte do seu charme. Alex é engraçado, contagiante, lindo e um querido. Super queria ele para mim. Meu lado periguete literária gritou por ele o livro todo, haha.

Gosto do título original em inglês, “Onde Terminam os Arco-Íris”. É bem pensado, pois é onde todos nós, inclusive Alex e Rosie, queremos chegar: no pote de ouro do fim do arco-íris e encontrar a felicidade. É o tipo de livro que no final te deixa com um sorriso no rosto e te faz abraçar o livro (Ou só eu que sou louca e abraço livros?).

Simplesmente Acontece (Com o título em inglês de Love, Rosie), virou filme e estreia mês que vem no Brasil. Desde que vi o trailer fiquei enlouquecida para ler logo. Pelo que pude ver do trailer, é um pouco diferente, contando menos anos da vida deles, mas parece que a essência é a mesma. No papel de Rosie está Lily Collins (De Os Instrumentos Mortais e que se aparecesse na minha frente ia ter a sobrancelha feita à força) e o gatinho Sam Claflin (De Jogos Vorazes, onde interpreta Finnick Odair).





Recomendo demais.

Sei que você gostou e agora quer comprar um para você também. Tem aqui na Livraria Janina.

Teca Machado


quinta-feira, 30 de outubro de 2014

TPM, sinusite e vingança – Projeto Drama Queen #3 – Por Carol Daixum


Via Indiretas do Bem

- Não gosto desse, nem desse. Esse é muito infantil. Não, pai, credo! Esse é muito sério. Droga, eu não encontro nada na minha vida. Nada dá certo! Nada! Por quê? Que mal eu fiz para merecer isso? (Nessa hora, lágrimas começam a descer e tcharan: fim do mundo!) 
- Filhota, as pessoas estão olhando. Você sabe que a gente está falando de um caderno, né? 
- NÃO, PAI!! Esse caderno resume a minha vida. Nada do que eu quero acontece, nada, nadinha! (começo a soluçar)

Quando saímos do shopping, ele nem deu muita bola para mim. Tipo, concordava com tudo o que eu falava. Mas sabe quando a pessoa faz isso só para não contrariar? Que raiva! Nem o meu pai liga para mim. Acho que é porque eu estou com sinusite e de TPM. Ou, ele deve estar cansado de mim. Nem brigar mais comigo ele quer. Dizem que quando a pessoa para de brigar é porque ela desistiu de você. Ai meu Deus, o meu próprio pai desistiu de mim. Por que Deus? O que eu fiz?  

Cheguei em casa e fui para a cama chorar mais um pouquinho (como a minha fonte não seca???). Bati a porta com toda a força e tranquei. Ele perdeu a paciência comigo! Que pai briga com a própria filha que está doente???? Minutos depois, ele pegou a chave do carro e saiu. Ainda teve a cara de pau de me dar um beijinho na testa e uma piscadela fofa. 

Algumas horas depois, ele abre a porta do meu quarto com uma bandeja e uma flor de chocolate para curar a TPM. Remédios para a sinusite, um caderno exatamente como eu queria, uma sopinha batida e um bilhete: “para a minha drama queen preferida”! Me derreti toda e fiz as pazes com o meu pai. Mas deixei claro que eu não era dramática. Só sensível demais. ;-) 

Três semanas depois.... 

- Pai, levanta da cama! 
- Filha, acho que eu não vou trabalhar não. Estou febril, enjoado. Você vai ficar com saudades se eu partir dessa para melhor? (carinha de cachorro abandonado),
- Ai, paiiii! Quanto drama, hein? Levanta da cama e, aproveita, para me dar uma carona. Eu preparo o seu café, viu seu “drama king”. (dei uma piscadela fofa e sai)

Às vezes, os homens conseguem ser mais dramáticos que a gente, né? Uma gripe de nada e pronto: já acham que vão morrer. Quanto drama, meu Deus! ;p 

P.S: Dicas para as dramáticas de plantão: 
1. Meu termômetro para medir o quanto a pessoa me ama é justamente nos dias de “drama normal + TPM + sinusite”. Se a pessoa não me socou, ela me ama. 
2. Quando seu pai (ou namorado) falar que você é muito dramática, desconte no momento “resfriado” dele e faça uma cara de “não aguento esse drama todo”. Dá uma paz! ;-)


Pequena e jornalista. Apaixonada por palavras e livros. E como toda menina, tem uma grande quedinha pelo mundo da moda. É uma consumidora controlada na medida do possível.  Se tiver na TPM, segurem o cartão de crédito! Fora isso, é viciada em emoticons, só sabe cozinhar miojo e uma eterna romântica teen, daquelas que sonha em ter um amor estilo Gus (e aceita um Quatro também). Essa é a melhor definição até que ela mude completamente de ideia. Dona do blog Pequena Jornalista

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

A Pequena Sereia casou!


Nessa fase noiva, tudo o que encontro sobre o tema falo “eu quero”. Pesquiso, olho, toda hora desejo uma firula nova para a cerimônia. Se deixassem, eu chegava no casamento em um balão de gás rodeada de pombinhas segurando nas patas uma coroa de flores. Mas quando vi no Catraca Livre o casamento da Pequena Sereia e do Príncipe Eric na vida real pensei “AI, MINHA NOSSA, É ISSO QUE EU QUERO! SERÁ QUE FICO BEM DE CABELO VERMELHO?”, hahaha.

Agora falando sério, o site de festas Your Cloud Parade, ao lado da designer Traci Hines, criou uma réplica perfeita da cerimônia do filme A Pequena Sereia, com a princesa Ariel como noiva. Além de designer, Traci é conhecida por ser cantora, compositora, atriz e ainda produzir vídeos interpretando as princesas da Disney. Ao lado de um modelo, a designer posou para as fotos capturadas pelo estúdio Mathieu Photography, que recriam cenas iguais às do filme.

Fiquei #chateada quando li a matéria toda, porque pensei que esse casamento realmente tivesse acontecido entre uma mulher doida pela Disney e um cara que foi na onda dela (Olha só que trocadilho mais providencial, hahaha).

Olhem as fotos e babem:






















Agora me deem licença que estou indo bem ali tingir o cabelo...

Teca Machado

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Frases chocantemente profundas de animações Disney


E você aí achando que desenho é só mero entretenimento sem muito o que acrescentar... As animações da nossa querida, amada e idolatrada Disney estão aí para nos mostrar que tem muito a ensinar (Independente de você ter 1, 10 ou 100 anos). O BuzzFeed fez uma lista com 15 dessas frases:

Alice no País das Maravilhas

“Eu não posso voltar para o ontem porque eu era uma pessoa diferente lá”.


A Pequena Sereia

“O mundo humano... É uma bagunça”.

Ô, verdade...


A Bela e a Fera

“Talvez haja algo lá que não estava ali antes”.
     

Peter Pan

“Uma mulher ciumenta pode ser capaz de qualquer coisa” .


O Rei Leão

“Ah, sim, o passado pode doer. Mas do meu ponto de vista você pode ou correr dele ou aprender com ele”.


Pocahontas

“A água está sempre mudando, sempre correndo. Mas pessoas, eu acho, não conseguem viver assim”.


Pinóquio

“Prove que você é corajoso, confiável e altruísta que um dia será um menino de verdade”.


Mulan

“Você está em paz porque sabe que está tudo bem em ter com medo”.


Pinóquio

“A consciência é aquela pequena voz que ainda assim as pessoas não vão ouvir”.


Alice no País das Maravilhas

“Se você não pensou, então não deveria falar”.


Aladdin

“Os momentos especiais de hoje serão as memórias amanhã”.


Branca de Neve e os Sete Anões

“Você nunca é muito velho para ser jovem”.


Ursinho Pooh

“Eu digo a mim mesmo que não estou com medo”.


A Dama e o Vagabundo

“Mas lembre-se disso, o coração humano tem muito espaço para amor e carinho”.


Ursinho Pooh

“Eu estou feliz. Ao menos acho que estou feliz”.


Fonte: BuzzFeed

Lembrou de mais alguma frase de efeito Disney?

Teca Machado

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Biblioteca de famosos


Como é a sua biblioteca? Eu não tenho beeeeem uma biblioteca. Meus livros ficam espalhados por diversas estantes de casa porque não cabem em uma só. Eu ia fazer um móvel lindão que coubesse todos e mais alguns, mas vou casar daqui uns meses, então vou deixar para fazer isso na casa nova. Vamos ver se cabe, né? Hehe. Mas meu sonho é ter uma bem grande, bem linda e bem decorativa.

Enquanto isso vou ficar aqui babando na biblioteca de alguns famosos. A Dudi Kobayashi fez um post sobre isso no nosso adorado Meg’s Army Book Club e eu roubei as fotos, haha. Obrigada, Dudi! Tem umas lindas, dignas de bibliotecas públicas de cidades grandes.

Designers Mark Badgley and James Mischka


Atriz Diane Keaton


Diretor de cinema George Lucas


Empresário e filantropo americano Harlan Crow


Empresário americano Jay Walker


Autora de livros de gastronomia Julia Child


Estilista Karl Lagerfield


Roqueiro Keith Richards


Escritor britânico Neil Gaiman


Professor Richard A. Macksey


Magnata da imprensa americana William Randolph Hearst (Foi ele quem “inventou” o conceito de imprensa sensacionalista)


Ator, diretor, roteirista e tudo o mais do mundo Woody Allen


Qual você gostou mais?

Teca Machado