O Momento de Voar, de Melinda Gates - Resenha

 Sabe quando você está no avião, a velocidade aumenta, o mundo passa rápido pela janela e você sabe que a partir dali vai sair do chão, alcançar as alturas e tudo ser diferente e maravilhoso, ainda que talvez um pouco amedrontador? E mais do que algo que realmente acontece em viagens, é uma metáfora perfeita para quando as pessoas percebem que podem alças voos, saírem do chão e encontrarem novos ares. E é exatamente essa analogia que Melinda Gates usa em seu livro O Momento de Voar.


Foto: @casosacasoselivros

Melinda Gates


Sim, se o sobrenome te parece familiar é porque é! Melinda é casada com Bill Gates, fundador da Microsoft e que dispensa apresentações. Mas não podemos reconhecer uma mulher como Melinda apenas como esposa de alguém (ainda que esse alguém seja Bill Gates). 


Muito além disso, ela é uma profissional extremamente bem sucedida numa área profundamente masculina – a de tecnologia – e apenas depois conheceu e se casou com Bill. Hoje ela é uma das maiores filantropas do mundo e toca a Fundação Gates, uma instituição sem fins lucrativos que luta para reduzir as desigualdades em todo o mundo, principalmente na área da saúde. Mas, como a autora nos mostra em O Momento de Voar, uma das suas principais plataformas são as melhores condições para as mulheres.


O Momento de Voar


Quanto mais viajou pela fundação e escutou histórias em todos os continentes, algo ficou claro para Melinda: Para realmente mudar o mundo é preciso empoderar as mulheres. 


Melinda conversa com mulheres indianas

E ela não está falando sobre feminismo, sobre uma ascensão feminina ao poder, sobre rebaixar homens. A questão aqui é que ela percebeu que para realmente mudar a vida de uma comunidade – seja ela do tamanho que for – as mulheres precisam ocupar um espaço de igualdade com os homens. A autora entende que para um subir o outro não precisa descer: podem estar juntos no topo e quando um ajuda o outro a florescer todos ganham. Ela inclusive destaca que, às vezes, para ajudar as mulheres a alçarem voos não é preciso muito, “basta pararem de nos puxar para baixo”.


De partir e aquecer o coração


Dividido em capítulos sobre um tema cada, O Momento de Voar é um livro que vai partir seu coração ao mesmo tempo que o aquece. 


Melinda retrata todo tipo de realidade em seu livro. O leitor sofre quando ela fala sobre os casamentos infantis cheios de abusos que ainda acontecem, sobre as mulheres que andam 20 quilômetros para buscar água no poço (porque para os homens da comunidade é humilhante fazer isso), sobre a mutilação genital, sobre a falta de estudos para as meninas, sobre o estigma que sofrem aquelas que querem usar métodos contraceptivos para não ter o 10º filho, sobre cuidados neonatais e muito mais. 


Mas também lemos sobre outros tipos de desigualdades que as mulheres sofrem, como o preconceito no ambiente de trabalho, o assédio sexual, o malabarismo de cuidar dos filhos e manter uma vida profissional, sobre o trabalho não remunerado (o cuidar da casa, dos filhos, do marido...) e muito mais.


Mas ao mesmo tempo que nosso coração sangra ao ler sobre tudo isso, ele também fica aquecido ao conhecer iniciativas revolucionárias – e muitas vezes simples – de empoderamento, de como uma fundação, uma instituição, um grupo ou mesmo apenas uma mulher mudou toda uma sociedade.


Meu exemplar está todo assim: Grifado



Conexão


Melinda Gates afirma que o objetivo da humanidade não deve ser a igualdade e sim a conexão. “Igualdade sem conexão não faz nenhum sentido. Pessoas conectadas se entrelaçam. Você é parte de mim e eu sou parte de você”. E é para isso que serve o empoderamento: para que haja conexão na igualdade.


O Momento de Voar é um relato poderoso, cheio de vulnerabilidade – tanto das histórias que Melinda conta quanto dela própria, já que muitas vezes abre a sua vida ao leitor. É aquele tipo de livro que não deve ser lido apenas por mulheres, mas por todos que querem que o mundo seja um lugar melhor. Espero que você seja uma dessas pessoas.


Eu simplesmente não consigo parar de recomendar esse livro para as pessoas!


Teca Machado


2 comentários:

  1. Oi, Teca como vai? Me parece um bom livro não é mesmo! Eu particularmente gosto bastante de livros não ficcionais, e este aí me agradará. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luciano!
    Esse livro é incrível.
    Eu recomendo para todo mundo!
    Você vai gostar.

    Beijooos

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.