Curiosidades sobre O Gambito da Rainha


Eu não sei jogar xadrez. 


Meu pai até tentou me ensinar quando eu era mais nova, mas acho que tenho um bloqueio. Mas depois de assistir O Gambito da Rainha, minissérie da Netflix, fiquei com vontade de tentar mais uma vez.



Como muito já foi dito sobre a produção, inúmeras crítica e resenhas, decidi trazer curiosidades que encontrei no IMDb.


Vem comigo!


 Curiosidades sobre O Gambito da Rainha


1- Livro


O Gambito da Rainha é uma minissérie com sete episódios baseada no livro homônimo do escritor norte-americano Walter Tevis, publicado em 1983. Não é uma história real, mas o autor jogava xadrez e muitas das situações vividas pela protagonista foram tiradas de suas próprias experiências.


Por enquanto a obra não tem edição em português, mas devido ao sucesso absoluto da série, com certeza alguma editora já deve ter comprado os direitos e deve ter publicado já já.




2- Anya Taylor-Joy


A atriz que vive o prodígio do xadrez Beth Harmon afirmou que antes da série seu conhecimento sobre xadrez somava um total de “zero, nada”. Ela contou que foi muito interessante ter que aprender rápidas jogas em três tabuleiros ao mesmo tempo num tempo de cinco minutos para poder gravar e que se sentiu muito orgulhosa, porque nem imaginava que seu cérebro seria capaz disso. “Eu até mesmo enganei a mim mesma a acreditar que eu sou realmente muito boa em xadrez. Mas não sou”. Thomas Brodia-Sangster (Benny Watts) e Harry Melling (Harry Beltik) também admitiram saber muito pouco sobre o jogo antes da série.


3- Persistência


Há cerca de 30 anos Allan Scott, produtor executivo e roteirista da série, comprou os direitos de adaptação de O Gambito da Rainha e desde então tenta colocar a produção no ar. Reescreveu a história nove vezes e tentou em inúmeros estúdios, que sempre respondiam que ninguém iria se interessar por uma trama sobre xadrez, um jogo, digamos, entediante. Bom, a persistência valeu a pena, porque se tornou a série mais assistida da Netflix, com mais de 62 milhões de espectadores apenas no mês de estreia.



4- Heath Ledger


Em 2008, a ideia inicial de Allan Scott era que O Gambito da Rainha fosse um filme. Ele chegou a conversar com vários diretores e Heath Ledger já estava escolhido para dirigir o filme. Além disso, ele iria atuar na produção junto com Ellen Page (hoje Elliot Page), que ficaria com o papel da protagonista. Mas a morte de Ledger e outros motivos pararam a produção ainda nos estágios iniciais.




5- Verdadeiros jogos


Todos os tabuleiros e jogadas da série são reais. Os grandes mestres de xadrez Bruce Pandolfini e Garry Kasparov foram consultores da produção. Pandolfini, inclusive, foi consultor do autor na época em que o livro estava sendo escrito. 


Posições de peças, jogadas, aberturas, estratégias, tudo foi feito com total realismo ao jogo. Inclusive Gambito da Rainha – chamada de Dama, pelos enxadristas - é uma das aberturas mais famosas do xadrez. Um dos jogadores, conscientemente, arrisca um peão para, em seguida, conseguir vantagem em relação ao adversário. A palavra "gambito" sozinha significa "ação destinada a enganar alguém".


6- Analogia


Os 7 episódios correspondem às 7 casas que um peão ocupa da casa inicial até que possa ser promovido a rainha quando atingir a posição mais distante. Beth completa sua jornada de peão até rainha no episódio 7. O narrador, no final, faz a pergunta: "O que ela fará a seguir?" fazendo uma ligação entre sua vida e o jogo.




7- Procura por xadrez


Vários canais de notícias ao redor do mundo, como CNN, Forbes, New York Times e outros disseram que desde o lançamento da série a venda de tabuleiros e a procura por aulas aumentou exponencialmente. Além disso, as consultas no Google de “como jogar xadrez” atingiram o maior pico dos últimos nove anos.


*** 


E você, sabe jogar xadrez?


Teca Machado

12 comentários:

  1. Oi
    eu simplesmente amei essa série, quero muito o livro e espero que seja publicado por aqui, Isso do Heath eu li na internet, pois pesquisei muito sobre a série e sempre panfleto ela.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Teca, tudo bem?
    Nem damas sei jogar direito (sou ruinzinha), quanto mais xadrez hahahahaha! Mas essa série tá no meu radar. Só não assisti ainda porque tenho me enrolado com séries de episódios longos, tenho preferido mais curtinhos. :(
    Mas adorei saber mais das curiosidades e renovou minha vontade de assistir.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Priih!
      Menina, eu também. Sempre perco na Dama! Hahahaha
      Os episódios são longos mesmo, mas são bem legais.
      Dá uma chance!

      Beijoooos

      Excluir
  3. Ooi
    Quando eu soube a respeito do Leath eu fiquei super triste, acho que ele teria sido um ótimo direto para essa adaptação. Mas é bizarro como as coisas acontecem e hoje a Joy, que já tem bons trabalhos, ficou muito mais conhecida por esse papel.

    Silviane, blog kzmirobooks.com• Siga no Instagram: @kzmirobooks

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Silviane!
      Também fiquei, acredita?
      Eu não sou fã da Joy, mas ela fez um excelente trabalho!

      Beijooos

      Excluir
  4. Oi, Teca. Como vai? Eu sei jogar xadrez, embora não seje especialista nesta área. O miniseriado parece ser muito bom hein! Que bom que curtiu assistí-lo. Abraço!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciano!
      Sou uma tonta no xadrez, haha.
      Essa série é boa. Você vai gostar!

      Beijooos

      Excluir
  5. Olá, Teca.
    Meu sobrinho é fera no xadrez, eu nunca consegui jogar hehe. Estou assistindo essa série e estou gostando muito. Não sabia que tinha o livro, tomara que lancem por aqui logo porque vou querer ler hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil!
      Ele vai gostar da série - e você também.
      Achei bem legal!
      Espero também que lancem o livro logo.

      Beijooos

      Excluir
  6. Gente, como uma série pode ter um impacto sobre as vendas e sobre as buscas, não é verdade, Teca?

    Ainda não assisti - cancelei o netflix por alguns meses, MAS quando voltar, quero conferir! Além de ser curtinha, eu amava jogar xadrez então acho que ia super curtir!

    Beijos!
    Pâm
    Blog Interrupted Dreamer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pâm!
      Com certeza!
      O poder do marketing, hehe.
      Quando puder ver, assista. Você vai gostar!

      Beijoooos

      Excluir

Tecnologia do Blogger.