terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Leitura despretensiosa: Fingindo Ter 19 Anos


Você já está participando do sorteio da trilogia Delírio, da Lauren Oliver, e do meu livro I Love New York em comemoração ao Natal e aos 200 mil acessos do blog? Veja mais sobre isso aqui. Ainda dá tempo!

Depois do denso e gigantesco A Guerra dos Tronos (Comentei aqui), precisava urgente de um livro mais bobinho, leve e fácil de ler. Lembrando de Verão Cruel, da Alyson Noël (Comentei aqui), e de como ele foi super tranquilo e lido em uma tarde, peguei entre a minha quilométrica lista de livros a ler outra obra da autora: Fingindo Ter 19 Anos. Era exatamente o que eu precisava.


Não é um livro inesquecível ou maravilhoso. É só legal, para ser lido em um dia ou dois, bem divertidinho. Prefiro Verão Cruel, mas gostei também de Fingindo Ter 19 Anos. Pensei que era mais infantil por causa da capa e da sinopse, só que tem umas lições de vida e moral bem interessantes, que podem ajudar alguns adolescentes que talvez estejam meio perdidos.

No livro conhecemos Alex, de 17 anos, que tem uma vida razoavelmente satisfatória. A protagonista mora em Orange County, lar dos ricos e famosos apesar de não ter dinheiro desde que o pai abandonou a sua família anos antes, é melhor amiga de M, uma garota popular, e está quase terminando o ensino médio. Antes aluna exemplar, Alex perdeu o interesse pela escola e está afundando as notas cada dia mais. Aliás, ela perdeu o interesse em basicamente tudo da vida.

Alyson Nöel
Quase todos os dias após as aulas, ela e M passam a tarde em Los Angeles. Até que num desses passeios conhecem Connor e Trevor, dois garotos mais velhos e super interessantes. Com medo de dizerem a real idade, as meninas passam a fingir que têm 19 anos. Apresentadas a um novo universo cheio de festas VIPs, muito álcool e drogas, Alex precisa reavaliar a sua própria apatia em relação a vida e a sua amizade com M, que a cada dia está se tornando uma pessoa completamente diferente da certinha estudiosa que ela comece praticamente a vida toda.

Alex, apesar de desinteressada no começo e muito perdida no que quer para o futuro, é uma personagem real, que passa por um amadurecimento constante e crível. Sofre bastante, mas quem disse que crescer é fácil? Desde o começo não fui com a cara de M. Sendo bem sincera, achei ela bem vaca e a sensação só foi crescendo com o passar do livro. Connor é gracinha e kinda sexy, mas não arrebatou meu coração como geralmente acontece. Perderia umas horas do meu dia com ele, mas só também, haha. #PerigueteLiterária

Sobre escolhas, perdão, lidar com as consequências e seguir em frente, Fingindo Ter 19 Anos é tão real que podia ter sido baseado em uma história que aconteceu. Narrado em primeira pessoa, o enredo é despretensioso e com a leitura bem fluida.

Recomendo.

Quer um para você? Tem aqui na Livraria Janina.

Teca Machado

21 comentários:

  1. ainda nao conhecia o titulo e curti a resenha, parece um livro gostoso de ler

    www.tofucolorido.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Não é exatamente meu tipo de livro favorito, mas acho que encararia nas mesmas circunstâncias que você: após uma leitura mais densa.
    Adorei a resenha.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de dezembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, "limpa" a mente que é uma beleza.

      Beijooos

      Excluir
  3. Gente, adorei sua resenha! Não conhecia esse livro, mas parece ser muito divertido e, como eu também tenho GOT pra ler, vou precisar dele! Hahahaha
    Ri bem alto no "#PirigueteLiterária" kkkk
    Parabéns pela resenha
    Beijoss
    Rabiscos & Cenas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha. Periguete Literária é de praxe!
      Super sou.
      :P

      Beijooos

      Excluir
  4. Oi, Teca!
    Poxa, não consegui gostar muito da escrita da Alyson Nöel. Tenho a série Imortais e, apesar de até gostar do primeiro livro, achei o segundo fraco e foi quase uma tortura do terceiro em diante. Não sei, pode ser que meu problema com ela seja em uma série específica sobre elementos sobrenaturais, mas não sinto mais vontade de arriscar, sabe? É uma pena quando você se depara com um livro que não gosta e perde a vontade de ler outras coisas do autor :(

    http://confissoesdeumleitor.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. P.S.: #PerigueteLiterária foi incrível, também estou nessa turma, HASDUIHASDUIASHDUIHAUI

      Excluir
    2. Sinceramente não tenho vontade de ler a série Imortais porque assim como você, muita gente me fala que o primeiro é bom, mas aí vai caindo a qualidade. Fora que são um milhão de livros, haha.
      Então somos do mesmo clubinho das periguetes literárias, haha.

      Beijooos

      Excluir
  5. aw.... eu sou dessas: gosto de leituras leves, que não me façam pensar profundamente. Minha cabeça já é um turbilhão tão grande, que gosto de coisas que acalmem e divirtam HAHAHA

    super leria esse livro. Confesso que o universo teen foi embora na idade, mas na minha cabeça não. O tema me atrai e ainda me sinto parte dele HHAHA

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos duas: A idade passou da adolescência, mas a mente não, haha.
      Muito mais legal ser adolescente, né?

      Beijooos

      Excluir
  6. Oi, tudo bem?
    De vez em quando é preciso ler livros mais leves e divertidinhos tipo esse! Gostei de saber que a personagem passa por um amadurecimento, acho isso super importante numa história!
    Beijos... Samantha Culceag.
    Só pra Menores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De vez em quando, é bem válido mesmo.

      Beijooos

      Excluir
  7. Ooooooi,

    EU te entendo. As vezes é necessário um livro mais leve para limpar nossa mente de um livro mais denso!
    Não tinha ouvido falar sobre esse livro ainda, estou com um da autora aqui e espero conhecer a escrita dela e breve. Gostei de saber um pouco sobre a obra, não compraria, mas leria se eu ganhasse de presente :D

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana Paula!
      Tem gente que ama a autora, tem gente que detesta.
      Vamos ver se você vai gostar.

      Beijooos

      Excluir
  8. Me passa um poco da sua coragem para eu ler A Guerra dos Tronos também?!
    Há tempos que ele está aqui, mas acabo sempre adiando a leitura.
    Alyson Noel não é uma das minhas autoras preferidas. O livro parece ser legal, só não sei se o leria agora. Quem sabe depois que conseguir ler A Guerra dos Tronos também, né?
    Beijos

    >>Tem promoção de Natal e Final de Ano lá no blog. São livros, marcadores e vale presente. Não fique fora dessa!<<
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha. Tenha coragem, Eliana, porque o tijolão é BOM DEMAIS!
      *.*

      Beijooos

      Excluir
  9. Gostei da resenha, pelo visto esse livro é bom ler em um final de semana bem tranquilo :)

    Ah! Curti muito o seu blog :)

    www.livreando.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafael!
      Obrigada! E eu adoro o Livreando!
      :*

      Beijooos

      Excluir
  10. Estou louca para ler esse livro, bjs http://igmakeup.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir