sexta-feira, 20 de setembro de 2019

O Reino de Zália - Resenha


Essa é uma história de princesa. Mas não é o típico enredo de uma doce e bela jovem que precisa ser salva por um príncipe encantado e viver feliz para sempre. O Reino de Zália, de Luly Trigo, que recebi da Editora Seguinte (Companhia das Letras), vai muito além disso. É uma trama sobre uma garota que se viu diante de uma responsabilidade inimaginável em meio a dor e ainda assim fez o melhor que pôde.

Foto @casosacasoselivros

Zália é a segunda filha do rei de Galdino. Como não é a herdeira do trono, foi criada longe dos holofotes do palácio, numa vida relativamente normal em seu internato. Quando seu irmão Victor, príncipe herdeiro e regente, morre inesperadamente, a Coroa cai no colo de Zália, que nunca quis e nunca se preparou para isso. Mesmo em luto, precisa tomar as rédeas da situação e governar o país, mas quanto mais se aproxima do povo, vê que Galdino passa por situações difíceis de revolta e resistência e se indaga: Será que o governo do seu pai é bom? Será que ela quer continuar com o mesmo estilo de reinado?

O Reino de Zália me lembrou muito a série The Crown no sentido de que vemos que um governante precisa abdicar muito de si mesmo e dos seus sonhos para fazer o melhor para todos. Isso é muito claro com a Rainha Elizabeth, assim como com Zália. Luly Trigo soube nos passar como é a responsabilidade do monarca e ver que não são apenas coisas boas e luxo.

Foto: Site da Companhia das Letras
Apesar de passar no fictício arquipélago de Galdino e ser uma monarquia, a ambientação do livro poderia muito bem ser no Brasil. Os problemas do país são muito parecidos com os nossos: corrupção, escolas e hospitais com problemas de repasse de verbas, homens governando há muito tempo sem se importar com o povo e até mesmo uma lei com novas diretrizes para aposentadoria. Parece familiar para vocês?

Um dos pontos mais bacanas de O Reino de Zália é que vamos descobrindo os fatos juntamente com a protagonista (a não ser alguns fatos que a gente saca muito mais rápido do que ela, que está cega para várias coisas). Como os livros são pelos seus olhos, é como se estivéssemos ao seu lado o tempo todo, fazendo parte da história.

Zália é uma excelente protagonista. A menina quieta e introspectiva do começo se torna uma governante incrível e empoderada. E, apesar de ainda estar engatinhando como chefe de Estado e saber que há pessoas muito mais experientes do que ela que fariam tudo com uma mão nas costas, entende que deve fazer o que é certo, ainda que o certo seja extremamente difícil.

Os personagens secundários são bem bacanas e bem construídos também, principalmente Gil, Bianca e Júlia, seus melhores amigos. Tudo bem que eu peguei um rancinho da Júlia, que ao invés de apoiar a amiga estava sempre retrucando. E tem também a gracinha do Enzo – que com um bom papo com Zália teria resolvido seus problemas em duas páginas -, a mãe da protagonista, a professora Mariah e outros. Claro que há os antagonistas (na verdade vilões), que se eu falar aqui é um spoiler, ainda que qualquer pessoa que já leu romances vai saber na hora que era uma furada, haha.

O Reino de Zália é um livro muito bonitinho, de leitura rápida (são várias páginas, mas a letra tem um tamanho bacana e o espaçamento das linhas é grande) e com um ritmo bem gostoso. Luly Trigo não estendeu demais a história e nem correu com os acontecimentos. Antes de ler achei que seria um pouco mais infanto-juvenil, mas também não é nem de longe um livro adulto. Acho que posso descrever como young adult.


Recomendo.

Teca Machado 


4 comentários:

  1. Oi, Teca como vai? Que resenha agradável. Esse livro deve ser bem tranquilo de se ler, gostei do enredo e anotei a dica. Abraços!


    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi Teca,
    Estou namorando esse livro desde o seu lançamento.
    Nunca li nada da autora, mas tenho muita vontade. Sei que em breve vou me arriscar, porque é cada resenha amorzinho que leio que me dá vontade.
    Beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oii Teca

    Nunca tinha lido uma resenha do livro, achei legal, principalmente pela ambientação que embora seja ficticia dá pra gente visualizar ocorrendo tudo por aqui, de realista que é. Fiquei curiosa em esse livro, vou dixar anotado na minha lista.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Amei a sua resenha, a capa desse livro tá uma fofura. Gosto de leituras assim que são mais rápidas. Fiquei doida para conhecer essa! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir