sexta-feira, 8 de junho de 2018

A Mulher Entre Nós - Resenha


E de repente cai na sua mão um thriller daqueles que deixam a mente assim:


Recebi da Companhia das Letras o livro A Mulher Entre Nós, de Greer Hendricks e Sarah Pekkanen, do selo da Editora Paralela. Foi uma leitura alucinante, cheia de reviravoltas e que me deixou duvidando dos personagens em vários momentos. Tem coisa melhor do que um livro que mexe tantos com seus sentimentos?

A Mulher Entre Nós é aquele tipo de história da qual não podemos falar muito sobre a sinopse porque qualquer coisa a mais pode ser um spoiler que vai estragar grande parte da leitura. E eu odeio spoilers, então pode vir tranquilo para a resenha que aqui não tem.

Foto @casosacasoselivros

Temos no enredo duas mulheres muito diferentes. Nellie, jovem, loira, linda, prestes a se casar com Richard, o amor da sua vida. Tudo parece perfeito, tirando o fato de que recebe ligações anônimas muito estranhas. Já Vanessa é o contrário. É uma mulher recém-divorciada, que vive deprimida, sem amigos ou dinheiro, assim como vaidade. Ao descobrir que Richard, seu ex, vai se casar outra vez, o pouco de autocontrole que tinha vai para o espaço e ela tem uma nova meta de vida: impedir o matrimônio.

Essa parece apenas mais uma história de mulher ciumenta que irá fazer o inferno na vida da nova esposa, mas nada é o que parece. O próprio título do livro já nos dá a dica de que “ela não é quem você pensa”. Mas quem? É basicamente como se as autoras pegassem o livro e batessem com ele no meio da sua cara.

Sarah Pekkanen e Greer Hendricks
O leitor bola suas teorias, supondo o que está acontecendo com as migalhas de informações que as autoras dão. E então recebemos surpresas atrás de surpresas, muitas delas realmente improváveis. O que podemos aprender com essa história é que nem sempre o que lemos e o que nos dizem é.

Temas muito atuais são abordados, como o abuso, tanto físico quanto psicológico, e relacionamentos tóxicos. Não é uma história real, mas a sensação que fica é a de que o enredo é muito verossímil, que poderia acontecer com qualquer uma de nós.

Thriller é um gênero que gosto muito e leio com frequência, então sei que muitas vezes o início é bom, o meio arrastado e o final surpreendente e com a resolução dos mistérios. A Mulher Entre Nós não seguiu esse padrão. O nível foi alto o tempo todo, sempre com a sensação de que uma catástrofe estava prestes a acontecer. O meio não foi enrolado, pelo contrário, temos uma revelação que muda tudo, toda a maneira que vemos a história. Esperava algo um pouco mais grandioso do final, mas ele não deixa a desejar, nos apresentando as últimas respostas que estavam em aberto, assim como um desfecho.

Com uma trama inteligente e que te envolve, A Mulher Entre Nós foi uma ótima leitura, daquele tipo que não vou esquecer ou superar tão cedo.

Obrigada, Companhia das Letras e Editora Paralela por essa leitura que tanto adorei.

Recomendo muito.

Teca Machado

4 comentários:

  1. Oiii Teca

    Esse livro me lembra muito A outra Sra Parrish, um livro maravilhoso que li mês passado.
    A mulher eentre nós parece mesmo ser aquele tipo de thriller que deixa a gente louca, formulando 500 teorias. Quero muito ler essa história.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alice,
      Eu lembro da sua resenha sobre ele e fiquei com muita vontade de ler.
      Já coloquei na wishlist.

      Beijooos

      Excluir
  2. eu confesso que nao lei mt thriller, mas tenho visto ótimas indicações do genero por aí, bem interessante esse estilo que te deixa pensando em varias teorias, gostei bastante de conhecer mais esse

    www.tofucolorido.com.br
    www.facabook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lívia!
      Eu adoro o gênero e fico doidinha querendo saber o final.
      Esse vale muito a pena!

      Beijooos

      Excluir