quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Dicas de Florença com livro Inferno, de Dan Brown


Dando continuidade à nossa volta ao mundo por meio de livros, filmes e séries, hoje vamos passear por Florença, Itália, pelos pontos de Inferno, de Dan Brown, publicado no Brasil pela Editora Arqueiro em 2013.




Para ver os outros posts dessa série é só acessar aqui:

Inferno, que virou filme com Tom Hanks e Felicity Jones, tem como protagonista o nosso simbologista preferido, Robert Langdon. Ele e Siena Brooks estão com o tempo cronometrado. Eles buscam pistas na pintura de Botticelli chamada Mapa do Inferno, inspirada em A Divina Comédia, de Dante Alighieri. O objetivo é impedir a liberação de um vírus mortal que irá afetar o mundo todo. O cenário principal é Florença, mas eles passam por outras cidades também. Só que falar sobre isso é spoiler, então vamos nos ater à cidade italiana.


Florença vale muito a visita. É cheia de atrações, mistérios, pequenas ruas e construções. Você sente que voltou alguns séculos no tempo. Ao visitar o local você respira arte, não só nos museus incríveis, castelos e fortalezas, mas também na rua e em feiras. Lá foi o berço do Renascimento, então a cidade vibra cultura e beleza.

E se você estiver pensando em passar as próximas férias na região, pode conhecer ótimos hotéis aqui.  Além de ser prático e rápido, com todas as opções na mesma página, você consegue ver comentários e avaliações de hóspede.

Preparados para conhecer os pontos turísticos dessa cidade incrível e medieval da Toscana? 

Torre da Badia e Museu Bargello


O livro começa no prólogo, com esses dois monumentos sendo mencionados em uma cena que desencadeia toda a trama de Inferno. 

A Badia foi o primeiro mosteiro da cidade e sua torre se destaca na paisagem porque é uma das construções mais altas de Florença. Dentro da igreja há muitas obras de arte e à sua frente está o Museu Bargello, uma antiga prisão da cidade que hoje é considerado o segundo museu mais importante da região.


Porta Romana



Enquanto fogem de perseguidores, Langdon e Sienna passam pela Viale Niccolo Machiavelli, uma das avenidas que caem na Porta Romana.

Nos tempos medievais, Florença era murada. Hoje a maior parte desses muros foi destruída, mas felizmente a Porta Romana, um portal feito em 1326 para ser a principal entrada para a parte histórica da cidade, continua de pé, assim como a praça na sua frente com a escultura de mármore, chamada Dietrofront, do artista Pistoletto.


Jardins Boboli


Palazzo Piti, dentre do dos jardins Boboli


Para chegar à parte histórica de Florença mais rápido, Langdon e Sienna atravessam os jardins Boboli até a Ponte Vecchio. 

Com mais de 45 mil m2, os jardins foram projetados por ordem da família Médici e serviu de modelo para muitas cortes europeias. Lá há lagos, obras de arte, grutas, fontes, terraços e muito o que se ver. 


Corredor Vassari



Mapa do Corredor Vassari

Essa estrutura é importante para a fuga dos protagonistas. Correndo nos jardins de Boboli, Langdon afirma que passar pelo Corredor Vassari é a forma mais rápida e discreta de chegar ao Palazzo Vecchio.

Este corredor com mais de um quilômetro de extensão foi projetado por Vassari, um dos arquitetos responsáveis pelos Jardins de Boboli. Ele servia como passagem secreta entre o Palazzo Pitti, nos jardins, e a sede administrativa do Grão-ducado no Palazzo Vecchio, sem que ele precisasse caminhar no meio da população e nem precisasse de escolta de segurança. Ele passa pelos jardins, pela ponte Vecchio, pela Galleria degli Uffizi e por torres até o Palazzo. Apesar de ter muitas pinturas que não couberam no Uffizi, ele não é aberto ao público. Mas é possível fazer visitações com guias.

Ponte Vecchio



A ponte de pedestres, uma das mais famosas do mundo, é palco da correria de Langdon e Sienna. Enquanto os perseguidores acham que eles vão passar por ela para ir até a parte histórica da cidade, eles estão acima, passando pelo Corredor Vassari.

Séculos atrás funcionava ali um mercado de carnes, mas hoje podemos ver inúmeras lojas, muitas joalherias inclusive. Um fato que correu na ponte Vecchio foi a razão que Dante Alighieri se exilou. Um assassinato aconteceu, uma guerra política se instaurou e ele saiu da cidade.


Palazzo Vechio


Salão dos Quinhentos

O Palazzo Vecchio é um dos cartões postais de Florença (aliás, quase tudo na cidade é, já que é TÃO linda). E lá acontecem muitos fatos de Inferno, que envolvem principalmente o incrível Salão dos Quinhentos, com seus afrescos gigantescos no teto e muitas obras e esculturas.

O palácio foi a sede do governo italiano e hoje funciona como prefeitura da cidade, além de ter um museu nas suas dependências.


Piazza della Signoria



O Palazzo Vecchio fica na Piazza della Signoria, a praça mais famosa de Florença e basicamente um museu a céu aberto. Langdon e Sienna passam por ela, apesar de não ter tanta importância para a história.

Uma réplica de Davi, de Michelangelo, se encontra na piazza, assim como Hércules e Caco, de Bandinelli, e Fontana de Netuno, de Ammannati. Também na praça está a Loggia de Lanzi, um espaço coberto onde ficavam os soldados o Grão-Duque Cosimo I.


Museu Casa di Dante



Claro que o Museu Casa di Dante não ficaria fora desse roteiro, já que o poeta é basicamente um personagem do livro. Os protagonistas vão ao local para procurar um manuscrito de A Divina Comédia, mas não consegue, porque está fechado.

E isso é um fato a se observar: Na Itália a maioria dos museus não abre às segundas-feiras.


Chiesa de Santa Margherita dei Cerchi



Na construção, conhecida como Igreja de Dante, Sienna e Langdon desvendam mais pistas sobre o poeta.

Nela está enterrada Beatrice Portinari, a mulher por quem ele foi apaixonado a vida toda. A igreja é hoje local visitado pelos fãs de Dante.


Piazza del Duomo e Batistério de San Giovanni


Catedral Del Duomo

Batistério de San Giovanni

Teto do Bastistério

Em Inferno, Langdon e Sienna seguem pistas que os levam para a Pizza de Duomo, onde está o Batistério de San Giovanni. 

A praça é um dos centros turísticos de Florença, pois é nela que se encontra a Basílica de Santa Maria del Fiore, também conhecida como o Duomo de Florença, cuja cúpula é o símbolo da cidade. O Batistério faz parte do complexo da catedral. Lá foram batizadas muitas personalidades italianas, inclusive o próprio Dante. Muita gente acha o Batistério ainda mais bonito do que a catedral, pois seu interior requintado e portas de bronze com cinco metro de altura são muito imponentes.

Dan Brown ainda cita outros locais de Florença. Apesar de não terem cenas da trama neles, valem muito a visita: 

Galleria degli Uffizi



O maior museu de arte da Itália, com uma coleção Renascentista como em nenhum outro lugar do mundo. É um dos mais importantes do país.


Galleria dell'Accademia


Pequeno museu onde está o original David, de Michelangelo. Muita gente deixa essa visita de lado por achar que não é muito importante, afinal, já uma réplica da estátua na Piazza Della Signoria. Mas posso dizer sem sombra de dúvidas que Davi é uma das coisas mais lindas que eu já vi. Ela é tão imponente, incrível, detalhada e poderosa que você tem vontade de chorar ao olhar para ela.


Piazza Santa Croce e Basílica de Santa Croce


É a principal igreja franciscana de Florença onde estão os túmulos de algumas personalidades italianas. Na praça há uma famosa estátua de Dante.

---

Inferno, de Dan Brown, é um livro incrível que passa numa cidade incrível! Vale tanto a visita quanto a leitura.

Florença está na região da Toscana e é um sonho campestre (ficou cafona isso, mas é verdade). Há várias cidades e vilarejos ao redor e dá vontade de passar vários dias explorando o local. Se pretende visitar Florença ou a Toscana, conheça aqui no Booking várias opções de hotel para se hospedar.

Na próxima semana, continuando a série de viagens literárias e cinematográficas, vamos passear pela Escócia com Outlander, de Diana Gabaldon. Não perca!

Teca Machado

4 comentários:

  1. menina minha mae é super fã do dan brown e foi pra Italia recentemente e PIROU indo a lugares citados nos livros/filmes hehe é mesmo muito legal pra quem é fã

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Oi, Teca!

    Adorei essa coluna! Acho super legal quando os autores de fato pesquisam sobre a cidade onde a história vai passar e cita locais que realmente existem, assim como as descrevem de forma fiel. Nos sentimos muito mais próximos da cena assim! Adorei conhecer mais sobre os lugares que fizeram parte do livro Inferno!

    xx Carol
    https://caverna-literaria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oiee!

    Estou amando esses posts que está fazendo, mostrando esses lugares de que as pessoas não falam tanto ao redor do mundo. Mas Meu Deus o que é essa Ponte Vecchio, que lugar lindo, parece uma pintura.
    Nunca tive interesse em conhecer Florença, mas fiquei apaixonada nos lugares que você mostrou!

    Bjão ♥
    Início de Conversa

    ResponderExcluir
  4. Oi
    nunca pensei nesse lugar para conhecer, mas pelas fotos parecem ser lugares maravilhosos para se visitar, Jardins Boboli devem ter uma paisagem ainda mais linda pessoalmente.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir