sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

O Homem de Areia - Resenha


Senta que lá vem resenha de um livro sensacional!

Se você gosta de thrillers policiais, essa história é para você. E se você não gosta, essa história é para você também, para começar a amar muito o gênero. E pode vir tranquilo que aqui no blog não rolam spoilers.

Foto @casosacasoselivros

Estou falando de O Homem de Areia, de Lars Kepler (pseudônimo do casal sueco Alexander e Alexandra Ahndoril), da Editora Alfaguara (Companhia das Letras). Quando abri o pacote enviado por eles, na hora que vi a capa e a sinopse do livro já fiquei ansiosa pela leitura. Sabia que seria ótima, mas não imaginei que seria tanto. Foi a ponto de eu descer na minha estação no metrô, sentar num banquinho e ficar lá mais 20 minutos porque faltavam poucas páginas para terminar e eu precisava saber o final.

Um dos maiores diferenciais de O Homem de Areia é que nesse caso o livro já começa com o serial killer Jurek Walter preso. Desde o começo sabemos que ele é o responsável pelos sequestros e mortes de um caso pavoroso que ficou a cargo do detetive Joona Linna. Mas então um homem desnorteado aparece numa ponte, com hipotermia e machucado. Ele é Mikael Kohler-Frost, uma das vítimas de Jurek que sumiu há 13 anos e foi dado como morto há 7. Enquanto investiga onde Mikael esteve todo esse tempo, Jonna e a policial Saga Bauer se envolvem profundamente nesse caso aparentemente sem sentido, mas que ganha contornos cada vez mais sombrios.

O enredo de O Homem de Areia é criativo e muito bem escrito. Eu me pegava lendo páginas e mais páginas porque ficava extremamente envolvida com a história. Thriller policial é um gênero que leio muito, então várias vezes nem fico surpresa com as reviravoltas. Mas não foi esse caso. Por mais que alguns pontos eu tenha desconfiado, a maioria foi surpreendente e me deixou presa, me fazendo perguntar quase seria o final e a motivação de tudo aquilo.

Lars Kepler, o casal Alexander e Alexandra
Jonna Linna é um personagem recorrente de Lars Kepler. Como O Homem de Areia é o quarto livro da coleção do detetive, imaginei que talvez não fosse entender tão bem a história pessoal dele, mas como é comum no gênero, as obras são independentes e os autores nos contextualizam sobre o personagem. 

Com capítulos curtos (curtos mesmo, consigo contar nos dedos de uma mão quantos são os com mais de duas páginas), a leitura de O Homem de Areia é ágil e passa voando, mesmo com as suas 450 páginas. Como temos muitos pontos de vista em terceira pessoa, a história fica muito completa e conseguimos ver o todo. Alguns fatos podem parecer que estão lá sem muito propósito, mas Kepler não deixa nada ao acaso. Mesmo que algo pareça irrelevante, serve para construir o psicológico dos personagens.

E por falar neles, são muito bem construídos. Jonna, é claro, tem destaque e é ótimo ler sobre ele. Mas o enredo de Saga rouba a cena. É muitíssimo interessante e ela tem camadas que vão sendo descascadas tal qual uma cebola. Se tem uma personagem feminina forte e badass nessa vida ela se chama Saga Bauer. Jurek Walter é também digno de nota e um mistério a maior parte do tempo. Infelizmente não há capítulos com seu ponto de vista, mas isso é proposital, senão muito do livro seria revelado antes da hora.

Os livros da série de Joona Linna são:

O Hipnotista (2010)
O Pesadelo (2011)
A Vidente (2013)
O Homem da Areia (2014)
Stalker - O Regresso do Hipnotista (2014)
Kaninjägaren (2016) – Sem título em português.

Infelizmente a série não está completa no Brasil. A Intrínseca publicou o primeiro e o segundo (que dizem ser ótimos também!), não consegui achar nada sobre o terceiro (a não ser em editoras de Portugal) e agora a Alfaguara lançou o quarto. Sobre quinto e o sexto não tive nenhuma notícia.

No final de O Homem de Areia fiquei com aquela cara de “uau, que livro” e a sensação que só faz crescer o meu amor pela literatura. É um dos melhores do gênero que li nos últimos tempos. E se você ficou interessado pode ler um trecho do livro aqui: O homem de areia - Trecho gratuito

Recomendo muito.


Teca Machado

9 comentários:

  1. Oiee!

    Eu adoro um livro de thriller, então, me empolgo só de saber que é um livro do gênero. Sabendo que é bom ainda, me dá mais vontade de ler.

    Eu não sabia que tinha uma "série" de livros, com essa detetive, mas O Hipnotista está na minha lista há um bom tempo, e ainda não consegui ler... :(

    Bjuus ♥
    Início de Conversa

    ResponderExcluir
  2. Oi Teca,
    Estou começando a ler suspenses e estou viciada, já li 3 em sequência e se há um ano atrás, você me dissesse que isso iria acontecer, eu não teria acreditado. HAHAHAHA
    Esse já vai para a lista de desejados, e eu nem conhecia a série ou o casal escritor.
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Teca, tbm adoro thrillers!
    Ultimamente tenho visto o pessoal falando sobre O homem de areia, que é surpreendente e talz, e claro que fico curiosa né, mas ainda não consegui adquirir!
    Suas resenha ficou bem empolgante!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi
    apesar de curtir esse gênero de leitura acabo lendo poucos livros do estilo, que bom que gostou da leitura, sempre é bom um mistéria, ainda melhor que os capítulos são curtos já que são melhores ara ler.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Amei??? Eu nunca li nada do gênero, mas sou louca pra iniciar nesse estilo e adorei a dica. Adoro livros que nos prendem a esse ponto como tu deu o exemplo do metrô haha já vai pra minha lista!

    Um beijão,
    GABS | likegabs.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Teca.
    Eu também adoro livros de suspense, um dos meus gêneros favoritos. Não conhecia esse livro, mas adorei a dica. Principalmente pelos personagens. Nada melhor que quando eles são bem construídos. Beijos.

    Fantástica Ficção

    ResponderExcluir
  7. Oi, Teca

    Também recebi o livro e, como boa fã de thriller, fiquei bem contente.
    Realmente os capítulos são bem curtinhos, dei uma olhada assim que ele chegou e fiquei surpresa, gosto assim!
    E eu ri aqui que você sentou no metrô pra terminar, quem nunca? Hahahaha

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. to querendo ler mais thrillers policiais pq é um genero que acabo pegando mt pouco, mas sempre vejo boas indicações como essas

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  9. Oi, Teca.
    Eu amo esse tipo de livro.
    Conheço o autor pelo livro O Hipnotista.
    A história desse parece um pouco diferente do que normalmente vemos, já que supostamente o assassino está preso.
    Bela resenha.
    Abraços.
    Diego || Visite Diego Morais Viana

    ResponderExcluir