quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

A Escolha – Filme doce num cenário maravilhoso


Diabéticos, deem uma licencinha, porque agora o negócio aqui vai ficar doce. Muito doce. Estamos falando de mais um Nicholas Sparks!

Dessa vez é um filme, A Escolha, do diretor Ross Katz, adaptação de um dos romances, um dos meus preferidos na verdade. Já adianto que se você não gosta de romances e não gosta do autor, é muito provável que não se encante por esse filme/livro. Mas, para quem gosta, é um prato cheio. Eu mesma, quando terminei, tinha pupilas no formato de coração, haha.


Como sempre, o livro, que comentei aqui, é melhor do que o filme, só que podemos dar como crédito à versão cinematográfica o fato de que as locações são maravilhosas, os atores carismáticos e a trilha sonora uma graça. 

Eu gostei bastante do filme, mas o original ainda é meu preferido. Principalmente pelo fato de que a reviravolta da história, que no livro me pegou muito de surpresa e é o grande tcham, fica um pouco óbvia no longa (fato ainda mais potencializado porque o trailer de A Escolha contou basicamente todo o filme, principalmente esse spoiler tão grande).


O enredo de A Escolha é muito simples. Gabby (Teresa Palmer) é uma estudante de medicina que namora Ryan (Tom Welling), um médico do hospital onde ela trabalha. Ela acabou de se mudar para uma casa lindíssima na beira da praia e tem como vizinho Travis (Benjamin Walker), mulherengo de primeira que sempre foge das namoradas quando a coisa começa a ficar séria. Quando a sua cadelinha engravida, Gabby tem certeza que foi o cachorro de Travis que a emprenhou. Logo começa uma relação de ódio, logicamente entremeada de amor, e os dois se descobrem, enfim, apaixonados.




Os primeiros dois terços do filme passam como uma construção da relação de Gabby e Travis e isso é uma fofura. É um daqueles filmes leves, lindos e cheios de amor, com locações maravilhosas e até uns cachorros que dão vontade de morder. Até que chega o ato final e as coisas mudam. Não por causa de uma traição, amor do passado ou algo do tipo, mas uma situação menos clichê. O problema foi que o diretor usou pouco tempo do filme para explorar essa reviravolta e o desfecho chega rápido, sem ter tido tempo do espectador criar mais empatia pela situação. No livro isso é muito mais bem trabalhado, tanto que meu coração ficou em frangalhos enquanto lia.

Teresa Palmer é exatamente como imaginei Gabby e foi uma ótima escolha para o papel. Gosto muito da atriz e deu o tom que o filme pedia: doce. Benjamin Walker, logo que vi achei que não combinava com a imagem de Travis que fiz em minha mente, mas seu charme natural e simples me conquistou em pouquíssimo tempo e ele se transformou em Travis.



Um dos meus aspectos preferidos de A Escolha foi a fotografia. Meu Deus, que lugar lindo! Sei que sempre digo isso quando vejo/leio algo do Nicholas Sparks, mas eu preciso morar na Carolina do Sul! De preferência ou na casa de Gabby ou na de Travis.

Se o que você procura é um filme água com açúcar, doce e bonito, A Escolha é para você. E o melhor de tudo: tem na Netflix.



Recomendo.

Teca Machado

9 comentários :

  1. Benditos cachorros então!!!
    Não sou fã de romance que acaba em tragédia, mas esse caiu no meu gosto!
    Agora claro que livro sempre é melhor.
    Beijos 😘
    🎄 Feliz Natal! 🎄
    Blog A primeira Casa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse felizmente não é do tipo que acaba em tragédia!
      Hahahaha

      Beijooos

      Excluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

  3. Olá, Teca. Adorei sua indicação de filme. Eu não assisti esse filme, mas pelo seu entusiasmo, tenho certeza de que o filme é maravilhoso. Os livros do Nicholas Sparks são maravilhosos, há quem diga que os livros dele são todos iguais, pode até ser, no entanto são maravilhosamente cheios de amor. Abração!!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito lindo!
      Olha, eles são meio todos iguais, sim, tanto que eu enjoei, mas esse é um dos meus preferidos.

      Beijooos

      Excluir
  4. Olá, Teca!

    Nossa, a fotografia do filme é realmente maravilhosa!! Parece ser aqueles filmes bom de assistir no fim de tarde do domingo!! Adorei a indicação! Ah, estou te seguindo!
    Beijos,
    https://teattimee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Loysla!
      Acho que vai gostar.

      Beijooos

      Excluir
  5. Oi, Teca!
    Eu adorei a fotografia (pelo menos que vi nas fotos), mas não creio que assistiria. Tenho uma certa aversão pelo Nicholas.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Natal Literário
    Participe do Sorteio de Fim de Ano
    Participe da promoção três anos de Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha
      Que pena, Luiza!
      Todos os filmes dele têm uma fotografia maravilhosa.

      Beijooos

      Excluir