sábado, 25 de março de 2017

A Promessa – Myron Bolitar, ao resgate!


Chegou a vez de mais uma resenha do meu carequinha preferido: Harlan Coben!

O autor de thrillers policiais é um dos escritores que mais leio – e nunca me arrependo. A leitura da vez foi A Promessa, que recebi em parceria com a Editora Arqueiro. Esse é o oitavo volume da série de Myron Bolitar, o personagem mais famoso de Coben.

Recebido em parceria com a Editora Arqueiro

Aí você me fala: Mas, Teca, se é o oitavo livro de uma série que eu nunca li, não vou me interessar pela resenha. Nananinanão! Os volumes, apesar de interligados, são independentes, então você pode ler na ordem que quiser (apesar de que sempre é mais bacana seguir a cronologia).

Cada livro da série de Myron Bolitar foca num caso que o ex-jogador de basquete/empresário de artistas/detetive nas horas vagas precisa ajudar a resolver. Claro que aqui e ali fala-se sobre a sua vida pessoal e podemos talvez pegar alguns spoilers se não lemos os anteriores, mas Coben sempre faz questão de explicar pelo menos por cima quem são os personagens ou o que aconteceu para o leitor não ficar sem entender totalmente (Dos 10 já publicados pela Arqueiro, mais os 3 volumes da série Mickey Bolitar, sobrinho de Myron, só não li 2, então estou bem familiarizada com o contexto).

Em A Promessa Myron se mete numa furada (ó, que novidade!). Ao escutar duas adolescentes conversando – a filha de uma amiga de infância e a filha da sua namorada -, ele descobre que as garotas voltaram bêbadas de uma festa com um motorista ainda mais chapado. Por isso, Myron faz com que elas prometam que se precisarem de carona, se precisarem que ele as ajude de alguma forma, liguem para ele, que ele faz o que for preciso sem contar aos pais delas.

Harlan Coben
Poucos dias depois uma delas, Aimee Biel, liga para ele de madrugada. Myron dá a carona, mas tenta descobrir o que aconteceu, já que ela parece muito abalada, só que a garota se fecha. Ele a deixa na casa de uma amiga, mesmo que seus instintos o digam que ele não deveria ir embora. E ele estava certo: É o último a ver Aimee, que desaparece. Com uma terrível sensação de culpa, Myron vê como seu dever encontrar a menina e se envolve numa trama muito complicada, que tem muita gente perigosa por trás.

Um dos pontos que mais gosto da escrita de Coben, principalmente nos livros do Myron, é que sempre há tiradas sarcásticas e irônicas. O personagem é o rei das ironias e do humor ruim – e a gente o ama por isso e muito mais! A situação pode estar complicadíssima que ele sempre solta uma fala que te faz rir. E é de forma muito natural, não forçada, porque o Myron é simplesmente assim. Win, seu melhor amigo e parceiro de investigações, é um psicopata engomadinho que é impossível não adorar, assim como Esperanza, sócia de Myron que é ex-lutadora de telecatch.

A Promessa me surpreendeu com o final. Foi realmente inesperado. A leitura do livro, como sempre, foi fluida e dinâmica – os livros do Coben são assim. Ele te insere na trama, te mergulha naquele ambiente, nos casos complicados, e quando você percebe, mesmo enquanto não está lendo, fica pensando em como resolver a questão, em como o autor vai conseguir dar um desfecho realmente satisfatório sem pontas soltas. E ele sempre dá. Não é a toa que é conhecido como o Mestre das Noites em Claro.

A Promessa tem um bom enredo, um bom ritmo de leitura e te prende ao longo das suas 350 páginas. Há ótimos diálogos e ótimas cenas de ação, além de um suspense que parece sem solução. Então, como não gostar?

Recomendo.

Teca Machado


16 comentários :

  1. Eu tenho dois dessa série. e gosto muito da escrita do Harlan. o primeiro livro que li dele Foi "Seis anos depois ". adorei a recomendação, ainda não li esse, mas vou comprar os outros que estão faltando. Bjs

    Taynara Mello www.indicarlivros.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taynara, a escrita dele é deliciosa de se ler!
      A gente se diverte.
      Seis Anos Depois eu gostei muito também.

      Beijooos

      Excluir
  2. Oi, Teca!
    Eu vi uma resenha desse livro recentemente e me interessei. Só tive aquele medinho por fazer parte de uma série, mas fiquei feliz ao ver que são independentes o/
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiza!
      São independentes e dá para ler fora de ordem.
      Na verdade, a editora publicou fora de ordem. Então não tem problema.

      Beijooos

      Excluir
  3. Oi, Teca. Como não gostar deste escritor. Não é mesmo? Esse ainda não li, mas li outros e gostei muito. Abraços!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Impossível não gostar!
      Se gosta dos outros, tenho certeza que vai gostar da leitura desse.

      Beijooos

      Excluir
  4. Nunca li a respeito, adorei a resenha! *.*

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!
      Harlan Coben é ótimo!

      Beijooos

      Excluir
  5. Teca!
    Ganhei esse livro e recebi esa semana e já estou bem curiosa para poder ler.
    Pena não ter os outros da série, mas pelo que vejo, dá para ler de forma tranquila, embora algumas passagens anteriores tenha de deduzir.
    Desejo uma semana abençoada!
    “A simplicidade é o último degrau da sabedoria.” (Khalil Gibran)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de MARÇO, livros + KIT DE PAPELARIA e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que delícia ganhar livro, ainda mais um livro tão bacana!
      Você vai gostar, mesmo sem ter lido os outros, juro.
      :D

      Beijooos

      Excluir
  6. Oi Teca,
    Eu preciso ler mais livro desse autor. Li um dele, no início do ano até curti a escrita, mas não foi um baque.
    Esse Myron parece ser ser estilo Alex Cross, né? Darei uma chance também.

    Ótima resenha.

    tenha uma ótima terça
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana!
      Nem todo livro dele é maravilhoso, mas vários são.
      O Myron é estilo Alex Cross, sim, com a diferença que esse não é o trabalho "real" dele.
      :D

      Beijooos

      Excluir
  7. Tecaaaaa
    Eu já li, minha mãe comprou assim que lançou, porque ela ama o Cobenzinho.
    Adorei a leitura, apesar de que não foi o meu preferido da série. Ainda são meus preferidos os dois primeiros e os dois últimos.
    Win e Esperanza eu amo, assim como o Myron.
    Beijos, Meg's Army

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu também amo esse carequinha.
      <3
      Todos os personagens são ótimos, né?

      Beijooos

      Excluir
  8. Oi, Teca!!

    Algum dia vou começar essa série do Myron. Como sou chata, vou querer ir do primeiro em diante... Hahahaha

    Mas também gosto do estilo do Harlan Coben. Espero me surpreender também!! :D

    Bjs!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Eu fico por conta de ler fora de ordem também, hahaha.
      Mas como eles são lançados assim, fazer o que?
      Se você não começou ainda, melhor ler na ordem mesmo!

      Beijooos

      Excluir