sexta-feira, 31 de março de 2017

The Crown – Netflix, te amo!


Eu sei, eu estou atrasada, já que em breve a segunda temporada vai ao ar, mas como não comentar aqui a maravilhosidade que é The Crown? Só posso dizer que é uma das melhores produções da Netflix (se não a melhor) e mereceu os prêmios que ganhou no Globo de Ouro esse ano, de melhor série dramática e melhor atriz de série dramática para Claire Foy. 


The Crown conta a história real da Rainha Elizabeth II, aquela velhinha que sempre vemos na televisão e que usa roupas coloridas. Mas ela é muito mais do que isso e com a série acompanhamos sua história desde o começo, quando após a morte do pai, o Rei George VI (Jared Harris), a jovem Elizabeth (Claire Foy) é alçada ao trono e precisa sustentar o peso da coroa. 

Mais do que uma produção que fala sobre a política da Inglaterra ou sobre fofocas da realeza, The Crown, como o próprio nome já diz, foca na coroa, no fardo que é ser a rainha/rei. E Elizabeth, quando criança, nem era o primeiro nome na linha sucessória, já que o rei era seu tio David, o Duque de Windsor (Alex Jennings), que abdicou ao trono por amor a uma divorciada (naquela época a Igreja não deixava que pessoas divorciadas se cassassem novamente se o cônjuge anterior ainda estivesse vivo). Seu pai teve que subir ao trono e, posteriormente, a garota. 



Quando foi coroada, Elizabeth era nova, ingênua, com um casamento feliz e sem nenhum traquejo político, sempre insegura na hora de tomar decisões. Mas com a ajuda do primeiro ministro Winston Churchill (John Lithgow), ela vai se tornando cada vez mais rainha e menos Elizabeth, para desgosto do marido Phillip (Matt Smith), que não suporta ser jogado para escanteio e viver sob a sombra da mulher, uma das mais poderosas do mundo (Não foram poucas as vezes que eu quis dar um soco na cara dele enquanto assistia).

A vida dos Windsor é colocada no microscópio em The Crown. E, por incrível que pareça, a série teve o aval da família real. Apesar de ninguém ter dado entrevista para os roteiristas, tudo foi escrito com base em extensa pesquisa e é o mais real possível. Elizabeth precisa encontrar o equilíbrio entre manter o tradicional, já que a monarquia é uma instituição milenar, talvez ultrapassada, mas ser uma brisa de ar fresco para o sistema, com o seu rosto jovem, feminino e moderno.



Os embates familiares por causa da coroa de Elizabeth são o mote da série. Principalmente em relação a princesa Margareth (Vanessa Kirby), irmã mais nova da rainha. Várias vezes Elizabeth se vê sem saída: Apoiar a família ou fazer o que a certo mediante a monarquia? Essa é a escolha que sempre vai rondar a vida da regente, o que deixa o coração do espectador apertado por ela, por todo o sofrimento que ser rainha lhe causa.

The Crown não é cheia de ação ou cenas corridas, mas te prende em todos os episódios. As atuações excelentes (destaque para Claire Foy, John Lithgow e Vanessa Kirby, que estão fantásticos!), os movimentos fluídos dos atores em cena, a fotografia perfeita, o figurino espetacular e a iluminação que tem muito a dizer sobre o humor dos personagens é mais do que suficiente para que fiquemos fascinados. E apesar de começar com Elizabeth já aos 21 anos, no seu casamento por amor com Phillip, ao longo dos episódios temos flashbacks da sua infância, o que enriquece ainda mais o enredo. 



O fato de conhecer a fundo uma figura que, apesar de não ser do nosso país, sempre esteve presente no nosso imaginário, é ótimo. É engraçado pensar nos primeiros anos de reinado de Elizabeth quando desde que eu me lembro por gente ela já é velhinha e rainha há décadas. No fim das contas, eu não sabia nada sobre ela ou sobre os Windsor, ou mesmo sobre a situação da Inglaterra pós-Segunda Guerra Mundial. The Crown é uma das melhores aulas de História que eu já tive.

Se você ainda não assistiu, faça um favor a si mesmo e corra para a frente da Netflix. São apenas 10 episódios nessa primeira temporada, mas a série foi projetada para ter 6 temporadas, com 10 capítulos cada e seguindo a cronologia.


Recomendo demais!

Teca Machado

4 comentários :

  1. Olá Teca, tudo bem?
    Eu comecei a assistir essa série, mas parei no terceiro episódio.
    A série é muito boa, mas não conseguiu me envolver tanto assim, entende?
    Qualquer dia desses, vou tentar continuar.
    Beijos!

    http://excentricagarota.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. ai netflix <3 essa serie é maravilhosa, eu comi assim que lançou, adoro a irmã da rainha hehe

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. Oi Teca, td bem?
    Já pensei em assistir The crown, mas desanimei. Não se se vai ser esse tipo de série que vai me prender em cada episódio, e eu só consigo acompanhar s´ries que façam isso comigo, sabe?
    Mas dá pra ver que a produção é incrível e deve msm ser um aula de história, sempre gostei <3
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Teca!!

    Eu sou louca para ver essa série também.
    Sei um pouco de história porque aqui em casa todo mundo é nerd. Hahahahaha
    Mas fiquei com muita vontade de ver há algum tempo e estou enrolando desde então. xD
    Vou ver de arrumar vergonha na cara para assistir. <3

    Bjs!!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir