sexta-feira, 17 de março de 2017

Simplesmente o Paraíso – O adorável início de o Quarteto Smythe-Smith


Todo mundo que se aventurou pelos livros da série Os Bridgertons, de Julia Quinn, conheceu as adoráveis, mas terríveis em música, garotas da família Smythe-Smith. Todos os anos o clã Bridgerton e toda a sociedade londrina são convidados para os concertos do quarteto formado por primas. O problema é que elas são horríveis. Muito horríveis. Assassinam qualquer sinfonia que toquem, principalmente de Mozart. Elas não sabem disso? São surdas? Agora poderemos conhecer as musicistas, já a autora nos presenteou com uma série focada nessas meninas: Quarteto Smythe-Smith.

O primeiro livro, que recebi em parceria com a Editora Arqueiro, é o Simplesmente o Paraíso. Nesse doce romance de época, temos como protagonistas Honoria e Marcus. 

Livro recebido em parceria com a Editora Arqueiro

Honoria é a violinista atual do quarteto. E, sim, ela sabe que toca mal. Ela sabe que todas as primas tocam mal. Mas ela não se importa (pelo menos não tanto quanto as outras integrantes do concerto, que preferem morrer a participar mais um ano). Só que ano após ano ela enfrenta o público, pois sabe que isso é importante para a sua família, é uma tradição. E para ela não há nada mais importante nessa vida do que a família.

Marcus não se importa tanto assim. Muito se dá ao fato de que cresceu numa família em que era apenas ele e o pai, que pouco interagia com filho. Ainda novo, Marcus encontrou em Daniel, irmão de Honoria, a família que não teve. Os Smythe-Smiths eram numerosos, barulhentos e divertidos, mesmo a irmã mais nova de Daniel, a teimosa Honoria, que grudava nos garotos igual um carrapato, de onde surgiu seu apelido “carinhoso”.

Julia Quinn
Quando Daniel é exilado fora do país, pede que Marcus tome conta de Honoria, para que ela não case com nenhum babaca ou caça-fortunas. Marcus odeia os eventos sociais de Londres, principalmente a temporada de festas em que jovens damas, inclusive Honoria, buscam maridos. Mas ele precisa estar lá, mesmo que discretamente, devido a promessa que fez ao amigo. Até que um infeliz acidente faz com que Marcus e Honoria, que já eram amigos, se aproximem ainda mais e enxerguem o que sempre esteve ali, mas não viam realmente.

Fofura. É assim que eu descrevo Simplesmente o Paraíso. A história, e a forma como Julia Quinn a conduz, é de delicadeza e sensibilidade enormes. Esse é, sim, um romance, mas com um amor que surgiu aos poucos. Aliás, surgiu não: foi descoberto aos poucos. Não foi uma paixão fulminante e repentina, foi um sentimento construído ao longo dos anos e das atitudes e tem a amizade como base sólida. Por isso é tão doce!

Simplesmente o Paraíso é uma lição sobre laços afetivos, sobre a importância da família e da amizade. Ali vemos como por aqueles a quem amamos podemos passar por provações terríveis (seja tocando no quarteto, seja escutando o quarteto) e ainda assim colocar um sorriso no rosto.

Honoria é uma excelente protagonista feminina. Apesar da época, não é frágil, mas ainda assim sonha com um casamento cheio de amor, filhos e uma família para chamar de sua. Divertida, otimista e inteligente, Honoria nos conquista logo no começo do livro, quando a conhecemos criança infernizando o irmão e Marcus. E por falar no Marcus, que homem! Um típico mocinho de romance de época, mesmo que mais taciturno e quieto. Ele é um homem fechado, mas que se abre para aqueles de quem gosta, e então mostra o seu ótimo senso de humor e bondade. Como não se apaixonar, me diz? Minha lista de periguete literária só aumenta!

O meu tem autógrafo :D

A escrita da autora é leve, fluida, muito divertida e ainda nos dá de presente a presença de alguns Bridgertons. Gregory é citado e Colin aparece num trecho. Mesmo nos momentos mais sombrios, quando Marcus cai doente e tem alucinações, é possível rir e se divertir. A graça dos romances de época é essa: saber que é uma história leve, que aquece o nosso coração e que nos faz sorrir várias vezes durante a leitura. E ainda tem uma promessa de finais felizes – ou pelo menos otimistas.

Simplesmente o Paraíso foi um ótimo começo para a série Quarteto Smythe-Smith e espero em breve ler os próximos volumes!

O mais legal do lançamento do Quarteto Smythe-Smith é que a Editora Arqueiro deu para os leitores duas opções de compra: Os quatro livros de uma vez em um box lindão ou em livros avulsos. Então quem gosta de maratonar séries literárias, não vai ter que esperar anos para a publicação de todos.



Recomendo muito.

Teca Machado


7 comentários :

  1. Oi, Teca!
    Eu estou lendo os Bridgertons e esse quarteto já foi citado algumas vezes. Estou louca para ler essa série também.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Literário de Carnaval
    Sorteio Três Anos de Historiar

    ResponderExcluir
  2. Oi, Teca!

    Que autógrafo lindo! :)
    Comprei os dois primeiros livros da série e não vejo a hora de ler, achei as premissas tão divertidas. Acredita que ainda não li nenhum livro da Julia Quinn? Preciso mudar logo isso, haha.
    Adorei a resenha!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Teca!!

    Acredito que posso dizer que tive os mesmos sentimentos que você lendo esse livro. É tudo fofo e tão lindo porque foi um romance aos poucos e teve como base a amizade de infância.

    Adorei essa história também. Honoria e Marcus são incríveis. Adorei conhecer as Smythe-Smith e tive dó delas. Deve ser péssimo saber que não toca bem e ainda assim se apresentar em público.

    E autografei os meus também. A Julia Quinn é super fofa, né?

    Bjs!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Teca!
    Foi o primeiro livro da Julia que li e adorei! Concordo com tudo o que você escreveu. O livro é leve, sem grandes acontecimentos, mas ainda assim encantador.

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  5. Também amei Simplesmente o paraíso! Julia Quinn sempre arrasando. O grande diferencial do romance foi ele ir aparecendo aos poucos, nada repentino nem extremamente profundo, como você comentou. Foi algo leve, envolvente e completamente fofo. Ótima resenha!!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bem?
    Sou doida para comprar e ler todos os livros da Julia Quinn, li alguns pelo wattpad, mas quero ter os livros físico, pois não é a mesma coisa.
    Beijos
    http://amandastale.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Amei esse livro e que chique o autógrafo!!!
    Bjs
    https://eternamente-princesa.blogspot.com.br

    ResponderExcluir