terça-feira, 3 de outubro de 2017

Unidos Somos Um – O final de Os Legados de Lorien


Depois de sete livros e quinze e-books (todos curtinhos, dá para ler tranquilo), eis que a série Os Legados de Lorien, de Pittacus Lore, chega ao fim com Unidos Somos Um. E QUE FIM, SENHORAS E SENHORES. Essa saga foi um tiro atrás do outro – metafórica e literalmente para os personagens – e o autor (no caso os autores. James Frey e Jobie Hughes usam o pseudônimo) nos deu um desfecho legen – WAIT FOR IT – dary! 


A série, infelizmente, não é tão conhecida e amada no Brasil, mas garanto que a saga, que começou com Eu Sou o Número Quatro (que tem um filme meio mais ou menos) vale muito a pena ser lida. E o bacana é que os e-books, chamados Arquivos Perdidos, são complementares. Você pode escolher entre lê-los ou não, não vai afetar a sua percepção da história principal, só acrescentar. E eu digo por experiência própria que vale MUITO a pena ler. Por exemplo, os livros focam mais em John (Quatro), Seis, Sam, Ella e Marina, que geralmente são os narradores. Mas nos e-books temos como protagonistas Nove (maravilhoso!), Cinco, Oito, o mogadoriano Adam, o pai de Sam chamado Malcolm, Mark, Sarah, alguns cêpans e mesmo os gardes mortos antes do primeiro livro.

Pittacus Lore
Unidos Somos Um já começa com humanos e lorienos sentindo o peso da guerra. Mortes aconteceram e todos estão arrasados, amargurados e sem esperança, principalmente John e Seis, que se sentem culpados. Mesmo com ajuda do poderio militar da Terra e com adolescentes em todo o mundo que ganharam poderes de Lorien, todos sabem que Setrákus Ra e seu exército é muito mais poderoso. Só que os mogadorianos não contavam que depois de perder tudo e todos, os lorienos não têm mais medo e irão enfrentar a ameaça com toda força, ira e amargura que ficou após tantos anos sendo perseguidos e ameaçados. Eles preferem morrer tentando do que entregar o planeta sem uma luta.

Esse volume final foi intenso, foi dinâmico, foi corrido, foi emocionante e foi cheio de mortes. Pittacus Lore nunca nos prometeu uma história feliz, pelo contrário. Há até planetas sendo destruídos! Mas nos primeiros volumes tínhamos uma morte importante por livro, só que agora, em meio a uma guerra em escala global, os sentimentos dos leitores não foram poupados. Então prepare o seu coração!

Os personagens amadureceram demais. Eles tiveram que crescer à força, tudo o que amavam lhes foi tirado pelos mogadorianos. John, principalmente, foi quem mais teve mudanças. De garoto bom e doce, ele se tornou um líder implacável e furioso, tudo o que os lorienos precisavam – ainda que em vários momentos foi egoísta, pensou só na própria dor e tomou atitudes impulsivas.

Em outros volumes tivemos vários romances e alguns dramas adolescentes, mas com o desenrolar da história isso foi sumindo. Agora a pancadaria rola solta! Ainda mais porque os lorienos estão vingativos, com sede de sangue e finalmente enfurecidos. Só que mesmo com tudo isso, a leitura ainda é leve, há tiradas bem humoradas e irônicas vindas de alguns personagens (NOVE, EU TE AMO)

Os Legados de Lorien - Série completa

reviravoltas de cair o queixo. Muitas vezes durante a leitura eu me peguei de boca aberta, com a mão no peito e a sobrancelha contraída (e isso aconteceu no metrô com frequência, haha). Unidos Somos Um é tudo o que o fim de uma série tão longa e maravilhosa deveria ser. As pontas soltas foram amarradas e é possível ver a preocupação com os fechamentos. Tanto que há um pequeno epílogo que mostra a vida dos personagens um ano depois do fim.

Eu ainda não li os últimos três e-books, que complementam a história de Unidos Somos Um, e estou com um aperto no coração por saber que agora realmente está chegando o fim. Mas os autores divulgaram que vão lançar uma trilogia chamada Generation One, que contará as histórias dos humanos que receberam legados e de como está o mundo após a guerra.


Recomendo muito a série inteira!

Teca Machado


4 comentários:

  1. Credo, a série ainda é comprida, sempre tive curiosidade, porque gostei do filme e tenho pena que não tivessem continuado a série nos filmes.

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
  2. Olá, eu acho que se eu achei o filme de Eu sou o número quatro legal, certamente vou gostar muito do livro, né?! Ótima resenha, bom saber que esse livro consegui manter o ritmo da série.

    petalasdeliberdade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi, Teca.
    Sete livros e quinze e-books? E mais uma nova trilogia?
    Infelizmente acho que não é pra mim. :(
    A história parece empolgante pelo tom da resenha, mas dificilmente leio séries, ainda mais tão grandes.
    Talvez eu precise rever meus conceitos sobre séries de livros...
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
  4. Oi, Tamara!
    Fico bem triste mesmo dessa série não ser muito conhecida aqui. Eu amo com todas as minhas forças. Os dois últimos livros foram só tiros que eu li os dois num espaço de 3 dias..
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir