quarta-feira, 25 de abril de 2018

Filmes na casa da mamãe


Passei um mês na casa dos meus pais, em Cuiabá, nos últimos dias, porque tive dois casamentos em que fui madrinha e o nascimento do meu sobrinho, que é a coisa mais fofinha de todo o universo. Com isso consegui assistir vários filmes que ainda não tinha dado a chance e que não são realmente novos, além de ter assistido várias séries novas (já falei aqui sobre One Day At The Time e em breve vou comentar Dark), colocado algumas em dia (olá, Outlander!) e lido um monte.

Ao invés de fazer resenha dos filmes, vai aqui um pouquinho sobre eles e o que eu achei:

1- Sex Tape – Perdido na Nuvem (Cameron Diaz, Jason Segel – dirigido por Jake Kasdan)


Sinopse: Após dez anos de casados, o romance intenso de um casal começa a esfriar. Para apimentar a relação, eles decidem se gravar fazendo sexo. Parece uma grande ideia, até que eles descobrem que seus momentos mais íntimos tornaram-se públicos na Internet. Em pânico, o casal corre contra o tempo atrás da constrangedora gravação.

O que eu achei: Eu ri e não foi pouco! É um filme engraçado, com umas tiradas idiotas e muito humor físico. Jason Segel é ótimo para comédia, assim como Cameron Diaz. Não espere um filme para te fazer pensar ou refletir, apenas para te divertir e pronto. Mas deixo um aviso: Não assista com crianças na sala, tem nudez, sexo, cocaína e até mesmo o ataque de um cachorro.


2- Viajar é Preciso (Paul Rudd e Jennifer Aniston - dirigido por David Wain)


Sinopse: George e Linda são um casal de workaholics de Nova York. Quando George é demitido, eles se mudam para Atlanta em busca de emprego, mas acabam encontrando uma comunidade alternativa, onde todos os recursos são divididos.

O que eu achei: Meu marido riu bem mais do que eu, então enxerguei como uma comédia que homens gostam mais. Tem seus momentos, é divertidinho, mas nada “ai, minha nossa, que filme bom”. O título em português eu achei bem ruim, não tem nada a ver com o filme, já que eles não estão de férias viajando ou falam de como amam viajar, e sim em busca de um novo lar. 


3- A Grande Muralha (Matt Damon e Pedro Pascal – dirigido por Yimou Zhang)


Sinopse: No século XV, William e Tovar são dois mercenários em busca de “pó negro” (pólvora). Depois de escaparem do ataque de uma criatura misteriosa, eles se encontram, acidentalmente, aos pés da Grande Muralha. Lá, eles acabam aprisionados pelos guerreiros chineses, que estão na iminência de sofrerem um ataque. Reza a lenda que, a cada 60 anos, uma horda de monstros tenta transpassar a barreira, para se alimentar dos humanos que vivem do outro lado.

O que eu achei: É bem sessão da tarde, mas bom. Pesquisando descobri que foi o primeiro filme chinês com co-produção de Hollywood e que custou quase U$ 200 milhões, o mais caro filme do país. A história que misutra fantasia com fatos históricos é interessante, ainda que em momentos clichê, sobre uma cultura da qual não estamos acostumados, corrido, visualmente bonito e tem o Matt Damon, o que é sempre bom.

*** 

Nenhum desses filmes foram superproduções de sucesso, mas me diverti bastante com eles.

Vocês já assistiram algum?

Teca Machado

Um comentário:

  1. acho que ainda nao vi esses filmes, mas já achei indicações super bacanas pra passar o tempo, assistir com os pais mesmo

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir