quarta-feira, 4 de abril de 2018

Os 28 locais de Por Lugares Incríveis


Se você já leu Por Lugares Incríveis, da Jennifer Niven (Se não leu, vem ver aqui esse vídeo resenha sobre esse livro que, como o próprio nome já diz, é incrível), sabe que os personagens Violet e Finch estão fazendo juntos um projeto de geografia que consiste em visitar locais supostamente incríveis do seu Estado, Indiana, nos EUA. E essas andanças são parte importantíssima do enredo.

Todos os locais descritos na obra realmente existem e assim que terminei a leitura fiz uma busca por eles, afinal, fiquei curiosa tanto com a história de cada um dos locais, assim como queria ver fotos.

Na edição brasileira, a Editora Seguinte colocou um mapa com a localização de todos eles, além da listagem dos 28 lugares incríveis, alguns nem tão incríveis, na verdade, nem perto disso...

Para que vocês não tenham o trabalho de olhar um por um, como eu fiz, trouxe para vocês um pouquinho de cada lugar. As informações são do Mr. Google, que nos ajuda a achar tudo nessa vida.

1. Hoosier Hill 


Pico mais alto de Indiana, que nem é tãããão alto assim, o monte Hoosier, conforme afirmado no livro, fica a 383 metros acima do nível do mar. O lugar pertence a uma propriedade privada, mas trilha, placa e área de piquenique foram construídas para receber visitantes.


2. Conner Prairie 



Localizado na cidade de Fishers, o Parque Histórico Conner Prairie é um museu interativo a céu aberto. Visitando a sua principal construção, a casa de William Conner, que data do século XIX, e interagindo com os funcionários, que se vestem, falam e se comportam como se vivessem nessa época, o público pode descobrir como era a vida na região dois séculos atrás.


3. The Levi Coffin House 


Construída em 1839 em Fountain City, a casa de Levi Coffin era uma das paradas nas rotas de fuga clandestinas dos escravos americanos. Estima-se que Levi e sua esposa Catherine ajudaram mais de dois mil escravos a escapar para o Canadá ou para Estados do norte onde a escravidão já havia sido abolida. 


4. Lincoln Boyhood National 



O Memorial Nacional da Infância de Lincoln é um museu que preserva a fazenda onde o ex- presidente dos Estados Unidos viveu quando tinha entre sete e vinte e um anos. Localizado ao sul do Estado, em Lincoln City, contém painéis de pedra retratando diferentes fases da vida de Lincoln, assim como artefatos do início do século XIX. 


5. James Whitcomb Riley’s Boyhood Home 


Nascido em Greenfield em 1849, James Whitcomb Riley escreveu diversas obras para crianças, além de poemas humorísticos ou sentimentais. Sempre incluía em seus textos marcas do dialeto de Indiana. A casa onde ele nasceu e passou a infância se tornou um museu, que abriga alguns de seus manuscritos e leva os visitantes de volta aos anos 1850 e 1860. 


6. The Purina Tower 


Divisão de ração animal da empresa Nestlé, a Purina construiu em 1951 uma usina na cidade de Richmond. Feito de concreto, o edifício tem quase 47 metros de altura. No final do ano, um conjunto de luzes é pendurado no topo, se assemelhando a uma árvore de Natal. 


7. Dune State Park 


O Parque Estadual das Dunas, oficializado em 1925, fica ao norte de Indiana, à beira do lago Michigan. As dunas chegam a sessenta metros acima do nível do lago, compondo uma paisagem que levou milhares de anos para se formar. O local é habitat de várias espécies de plantas e animais, e os visitantes podem fazer piqueniques, trilhas, pescar e nadar. 


8. World’s Largest Egg 


O ovo da cidade de Mentone é feito de concreto, pesa 1360 kg e possui três metros de altura. Foi construído originalmente em 1946 para divulgar o “Festival do Ovo”, que ainda acontece anualmente na cidade. 


9. Home of Dan Patch, the Racehorse 


No início do século XIX, o lendário cavalo Dan Patch quebrou recordes mundiais de velocidade pelo menos catorze vezes em sua categoria. Na época, ele se tornou um ícone do esporte e sua figura esteve presente em propagandas dos mais variados produtos. Em sua cidade de origem, Oxford, o Dia de Dan Patch é comemorado até hoje, e o estábulo onde ele nasceu está preservado, junto a um túmulo simbólico. 


10. Market Street Catacombs 


Poucos sabem, mas sob o movimentado Mercado Municipal de Indianápolis existe uma rede de túneis que data dos anos 1880. Construídas em calcário e tijolos, as catacumbas eram usadas para transporte e armazenagem de alimentos, já que não havia refrigeração e o subsolo era mais fresco. Visitas podem ser agendadas. 


11. Seven Pillars 


 Em Miami County, à beira do rio Mississinewa, há sete colunas de calcário que ficaram conhecidas como Sete Pilares. A paisagem estonteante foi formada ao longo dos anos, conforme o vento e a água erodiam a rocha, esculpindo as colunas arredondadas e as grandes reentrâncias. 


12. Indiana Baseball Hall of Fame 


Localizado na cidade de Jasper, desde 1979 o Hall da Fama do Beisebol já homenageou 164 pessoas, em quatro categorias diferentes: jogador profissional, treinador/ técnico (colégio, faculdade e profissional), colaborador e veterano (treinador experiente ou aposentado). O museu é aberto à visitação e conta com diversos itens relacionados ao esporte, além de conteúdo multimídia. 


13. The Bookmark Bookstore 


Localizada em Fort Wayne, a livraria Bookmark possui em seu acervo livros novos e usados. O estabelecimento compra e revende livros didáticos para os alunos das faculdades da região. 


14. Blue Flash & Blue Too Roller Coasters 


 As montanhas-russas Blue Flash e Blue Too (Flash Azul e Azul Também) foram construídas em 2001 e 2006, respectivamente, no quintal de seu criador, John Ivers, na cidade de Bruceville. Ambas foram feitas com peças de carro e de equipamentos agrícolas. John recebe visitantes durante os fins de semana com agendamento prévio. 


15. Painted Rainbow Bridge 


 Cruzando o Canal Central de Indianápolis em direção ao bairro alternativo de Broad Ripple Village, a ponte Arco-Íris funciona como ponto de encontro para eventos locais, manifestações, feiras de arte e desfiles. Tem esse nome porque é pintada regularmente pela comunidade local de vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e roxo. 


16. Periodic Table Display 


A Universidade DePauw, em Greencastle, reuniu amostras de quase todos os elementos da tabela periódica em um só lugar, cada qual ocupando um cubo de quinze centímetros. É possível descobrir a aparência de elementos menos conhecidos e ver as diversas formas que os mais comuns podem tomar (como o cobre, que pode ser encontrado em fios, pregos ou puro). Os elementos que não estão presentes são perigosos ou instáveis. 


17. Reno Brothers Lynching & Burial Site 


No Cemitério Municipal de Seymour estão enterrados Frank, William e Simeon Reno, irmãos e líderes da gangue que executou o primeiro roubo de trem do mundo, no final da Guerra Civil Americana. Em 1868, eles foram linchados por justiceiros que invadiram a cela onde os três estavam presos. Ainda assim, as histórias da gangue viraram lenda e passaram a fazer parte do imaginário do Velho Oeste. 


18. Empire Quarry 


No sul de Indiana, perto de Bloomington e Bedford, há uma série de pedreiras de calcário — hoje desativadas — que forneceram o material necessário para a construção de diversos edifícios americanos importantes. Da principal delas, Empire Quarry, saíram toneladas de pedra para a construção do Empire State Building, em Nova York. 


19. Indiana Moon Tree 


 O sicômoro gigante cresceu a partir de uma semente levada à Lua e trazida de volta pelo astronauta Stuart Roosa, na Apollo 14, em 1971. Localizada em Indianápolis, é uma das cinquenta árvores que ainda estão vivas entre as quinhentas originais. Há mais três delas em Indiana, nas cidades de Cannelton, Lincoln City e Tell City. 


20. Kokomo 


Desde 1999, centenas de reclamações foram feitas pelos habitantes da cidade de Kokomo relatando um zumbido que desencadeava sintomas como dor de cabeça, náusea, diarreia, cansaço e dor nas juntas. Em 2002, a cidade investiu cem mil dólares numa investigação, e as possíveis causas do barulho foram extintas. Porém, alguns habitantes continuaram a reclamar do misterioso zumbido. 

21. Gravity Hill 



As chamadas “gravity hills” (colinas da gravidade, em português) são declives que, por uma ilusão de óptica criada pela paisagem no entorno, parecem subidas. Assim, quando deixamos o carro em ponto morto na base da ladeira, temos a impressão de que ele sobe sozinho, quando na verdade está descendo. Em Indiana, há uma colina na cidade de Mooresville. No Brasil, há uma ladeira semelhante em Belo Horizonte: se chama rua do Amendoim. 


22. Blue Hole Lake 


Na saída da cidade de Prairieton está o Buraco Azul, um lago que inspirou uma série de lendas locais. Assim como Finch conta para Violet, dizem que ele não tem fundo, que guarda tesouros piratas, que é habitado por monstros e que já serviu como esconderijo de cadáveres. Há ainda histórias de acidentes envolvendo ônibus e trens que caíram no lago e nunca mais foram achados, e de pessoas que foram nadar no local e nunca mais apareceram. 


23. Nest Houses 


 Nascido em Oklahoma e criado na Carolina do Norte, o artista Patrick Dougherty cria suas esculturas tecendo galhos em formas de casas, cabanas, casulos, jarros ou corpos humanos. Suas obras chegam a doze metros de altura e têm um tempo de vida limitado, devido à decomposição e à ação das intempéries sobre o material orgânico. As Casas-Ninho ficavam na Universidade do Sul de Indiana, em New Harmony. 


24. Shoe Tree 


Num cruzamento de quatro vias em Milltown, estão as árvores de sapato. A original de fato foi atingida por um raio, e o costume se espalhou pelas árvores adjacentes. Não se sabe ao certo a motivação por trás da atividade, mas diz a lenda que quem deixar um par de sapatos ali terá sorte por um ano. 


25. World’s Largest Ball of Paint 


A bola foi criada a partir de camadas e mais camadas de tinta, pintadas sobre uma bola de beisebol desde 1977. Hoje em dia está num galpão na casa de Michael Carmichael, nos arredores da cidade de Alexandria, e os visitantes que contribuem com uma camada assinam um livro de registros, tiram foto e ganham um certificado. 


26. Pendleton Pike 


Drive-In Inaugurado em 1940 na cidade de Lawrence, foi um dos primeiros cinemas drive-in do estado. Capaz de acomodar cerca de quinhentos carros e com um pequeno parque de diversões acoplado, funcionou até 1993. Hoje só resta a tela.


27. Lady of Mount Carmel Monastery 


Ultraviolet Apocalypse
O Mosteiro de Nossa Senhora do Carmo realmente existe, na cidade de Munster, e abre para visitação aos domingos. Os santuários são feitos de pedra, decorados com vitrais nas janelas e esculturas de mármore, e uma das principais atrações é a sala iluminada por luz negra, a Ultraviolet Apocalypse. 


28. Emmanuel Baptist Church 


O lugar da última andança de Violet, percorrendo as últimas atrações visitadas por Finch, é uma igreja que realmente existe. Ela fica nos arredores de Farmersburg, perto de um lago.

*** 

Muitos desses lugares não tenho vontade de conhecer, já outros fiquei interessada. As montanhas-russas azuis me chamam a atenção, pela sua inventividade, assim como Lady of Mount Carmel Monastery pela sua beleza, as Nests Houses e o Blue Hole Lake, apesar de todo enredo triste do livro ao redor dele.

E você, já leu Por Lugares Incríveis?

Teca Machado



8 comentários:

  1. Uau, que post mais legal Teca!
    Eu não li o livro ainda, apesar de tê-lo comigo, isso se deve ao fato da minha irmã ter me contado o final e eu meio que fiquei receosa das reações que iria sentir. Enfim, ainda assim pretendo um dia ler.
    Eu não conhecia quase nenhum dos lugares, exceto as catacumbas porque já ouvi falar nelas e esse museu interativo, que seria bem legal se tivesse algo assim no Brasil também.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mika!
      Que bom que gostou do post.
      Pena que está com receio de ler.
      Ele é bem bacana e triste.

      Beijooos

      Excluir
  2. Esse é um livro que quero muito comprar, está na minha wishlist! E adorei esse roteiro pelos lugares referenciados no livro <3

    MRS. MARGOT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Margot, ele é ótimo!
      Vale tanto a pena.

      Beijoos

      Excluir
  3. Não li o livro, mas me interessei demais com esse post. Imagina você ler o livro e poder visitar todos esses lugares?? :O

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ia ser muito legal!
      E o legal é que são todos no mesmo estado, então fica fácil visitar.

      Beijooos

      Excluir
  4. Uall que incrível!! As imagens são belas, ficamos viajando nelas..

    Beijo ♥

    ■ Transforme sua paixão por blog, em um negócio de sucesso!
    » Acesse: www.minhacasafuncional.com e saiba mais ◕‿◕

    ResponderExcluir