sexta-feira, 21 de setembro de 2018

A Court of Frost and Starlight - Resenha


Sarah J. Maas, sei que esse ano já tinha lido dois livros seus (dois calhamaços, na verdade), mas eu estava com saudades! E deu para matar um pouquinho com A Court of Frost and Starlight, sua novela, que passa entre os três livros da série Corte de Espinhos e Rosas e os próximos da saga, que terão como foco as irmãs de Feyre. 

Foto @casosacasoselivros

Mais do que um conto e menos do que um livro, a novela é tipo um recorte de tempo, no qual a autora nos mostra como estão todos depois do desfecho de Corte de Asas e Ruínas, e nos encaminha para os novos volumes. Acredito que não seja um livro obrigatório, mas eu sempre gosto de ler essas histórias “a mais”. Eu li em inglês, porque uma amiga que mora na Inglaterra me mandou de presente, mas nas próximas semanas a Galera Record, que publica as histórias da Maas, vai lançar esse volume em português também, chamado de Corte de Gelo e Estrelas.

Depois de todo caos e guerra e mortes do livro três, tudo ficou bem. Bom, não tanto assim. A batalha deixou cicatrizes profundas, não só nos habitantes de Prythian, mas em toda Corte Noturna, principalmente nas irmãs Archeron. Em A Court of Frost and Starlight, todos se preparam para o Solstício de Inverno, a noite mais longa do ano e aniversário de 21 anos de Feyre. Entre as compras de presentes, jantares e tempo juntos, todos carregam dores e traumas, mas tentam seguir em frente e reconstruir esse mundo novo, ainda muito frágil.

Um dos aspectos mais interessantes dessa novela é termos pontos de vista de outros personagens além de Feyre. Eu amo a protagonista – apesar de às vezes querer sacudi-la -, mas depois de três livros enormes e densos é ótimo ver como outros personagens pensam e se sentem. Rhysand tem vários capítulos dedicados a ele, o que é ótimo, já que se tem um crush literário nessa vida é o Grão-senhor da Corte Noturna. Assim como sua parceira, os trechos dele estão em primeira pessoa. E também temos alguns de Cassian, nosso general que é “um bebê ilyriano”, de Mor e de Nesta, todos esses em terceira pessoa. Elain e Az não ganharam pontos de vista, mas acredito que é porque o próximo volume vai ser sobre Cassian, Nesta e Mor.

Feyre e Rhys são amorzinhos, e temos um pouco mais dessa relação tão íntima e de cumplicidade deles. Maas dá a entender que o seu arco está fechado, apesar de que ainda serão parte muito importante dos próximos volumes, o foco da saga mudou. Mas, antes de finalizar, caramba, eles fazem sexo na mente! QUE COISA MAIS LOUCA É ESSA? #feyshandforever

O que falar de Nesta? Para mim, ela é uma personagem mal interpretada por muita gente. Sim, ela é insuportável, grosseira e um tanto cruel, mas é uma força da natureza. Não podemos desprezar Nesta e toda sua grandiosidade. Afinal, uma das coisas que mais falam dela é que tem o porte de “uma rainha sem trono”. Ela é complexa e muito bem construída, além destruída por dentro num nível em que ninguém consegue imaginar. Estou muito ansiosa pelo livro que terá ela como foco, principalmente depois do aperitivo que Maas nos deu, com um trecho do momento em que ela é transformada em feérica e, gente, é insano. Fora que poderemos esperar que o romance dela com Cassian comece a se desenrolar. O guerreiro ilyriano, assim como todos, está quebrado, precisa lidar com muito, mas tenta curar sua dor da maneira que sabe melhor, sendo engraçado, bem humorado e na presença da sua família. 

Foto @casosacasoselivros

Mor promete muito, porque em A Court of Frost and Starlight conhecemos o momento em que ela quase morreu, a extensão do seu medo e rancor pelo pai e pelo herdeiro da Corte Outonal. Só sei que quero mais dessa feérica incrível e diva. Amren perdeu quase todo seu poder, mas nenhum pouco da atitude e continua maravilhosa. Elain e Az tem pouco sobre eles mostrado na novela, mas acho a relação deles fofa – e espero de coração que não vire um romance, porque acho que eles são almas parecidas, mas não no sentido de paixão. Além disso, Lucien, de quem eu gosto apesar dos pesares com Tamlin, acho que merece um final feliz com a sua parceira. E por falar no Grão-senhor da Corte Primaveril, ele, sim, está destroçado. Não lembra nem remotamente aquela espécie de rei que conhecemos no primeiro livro. Acho que Maas ainda tem algo na manga para seu arco dramático. É esperar para ver.

Vi muita gente reclamando de A Court of Frost and Starlight. Entendo o porquê das críticas, apesar de não compartilhar da opinião, já que gostei bastante. Como estávamos acostumados com livro frenéticos, cheios de reviravoltas, mortes e o escambau, é de estranhar um pouco que nessa novela não aconteça nada muito de explodir a cabeça. Temos um livro mais introspectivo com todos os personagens, curando suas feridas, querendo que elas pelo menos se cicatrizem e não doam tanto. Tá, confesso que tem muitas sequências da Feyre preocupada com a compra de presentes, mas isso não chegou a me incomodar, como com muita gente. Há alguns ganchos, mesmo que sutis, sobre a próxima parte da saga e, é claro, acho que vai desandar tudo de novo.




    

Feyre e Rhys, foi incrível acompanhar a história de vocês e quero que continuem por perto, porque tem um espaço bem grande no meu coração por vocês. Mas também quero conhecer melhor os outros personagens da Corte Noturna.

Recomendo muito.

Teca Machado

P.S.: Nossas capas são muito mais bonitas do que as estrangeiras, né?

11 comentários:

  1. Ah, que legal!! Eu ainda não conhecia. Já quero!! E sim, nossas capas dão de 10 a 0 rs Bjs

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossas capas são mil vezes mais bonitas, né?
      <3

      Beijooos

      Excluir
  2. Oi Teca,
    Eu acho que preciso desse livro mais calmo mesmo. Os outros foram frenéticos mas porque eram gigantes! Esse, como é menor, já me traz uma paz só de rever meu Rhys...
    E ainda bem que temos nossas capas nacionais, porque são um escândalo de lindas! HAHAHA
    Ai ai ai, como eu quero ler ACOTAR de novo *-*
    Beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Ale, rever nosso Rhys amor é tudo e bom na vida, assim como Az e Cassian, que também amo de paixão.
      Viva as capas brasileiras!

      Beijooos

      Excluir
  3. Oi Teca,
    Não leio muito do gênero, mas essa série me deixa mais curiosa que a outra da autora. Por todo esse mundo feérico e os elogios que sempre leio, principalmente em relação ao crush HAHAHA.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nanaaaaaaaa, Maas é amor!
      Você vai amar e vai amar o Rhys delícia, hahaha.

      Beijooos

      Excluir
  4. Oiii Teca

    E eu sinceramente acho que o livro da Nesta vai ser maravilhoso justamente por ela ser como é, completamente fora do convencional para uma heroína de livros de fantasia. Já li resenhas mistas sobre esta novella da J. Maas, eu pretendo ler, mas vou sem expectativas, espero curtir e matar a saudade também.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, o livro dela vai dar ódio e ser incrível!
      Tem coisa melhor?
      Hehehe.
      Vai sem expectativas, que é melhor.

      Beijooos

      Excluir
  5. Oi, Teca!
    O meu problema com esse livro foi ver Feysand tratar Nesta do mesmo modo que o Tamlin tratou a Feyre em ACOMAF. Mas de resto, até que curti.
    Ansiosa pelo livro Nessian <3
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio de aniversário Balaio de Babados e O que tem na nossa estante. São quatro kits; um para cada ganhador

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu compartilho do mesmo sentimento

      Excluir
    2. Oi, Lu!
      Não enxerguei dessa maneira.
      A Feyre não está certa em como trata a Nesta, mas não acho que foi tão grave.
      :)

      Beijooos

      Excluir