terça-feira, 18 de novembro de 2014

Ler um livro pode mudar seu cérebro


Porque Casos Acasos e Livros também é ciência!

Olhem esse artigo do Guia do Estudante, dica da Isa Tupinambá:

Ler um livro pode mudar seu cérebro – pelo menos por um tempo


Uma das coisas mais legais de se mergulhar em um livro é a sensação de sair da sua realidade e se colocar no corpo de outra pessoa. Mas isso não acontece só no sentido figurado – pode acontecer num sentido biológico também. Cientistas da Universidade Emory, nos Estados Unidos, descobriram que ler pode afetar nosso cérebro por dias, como se realmente tivéssemos vivenciado os eventos sobre o qual estamos lendo.

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores analisaram os efeitos da leitura sobre redes cerebrais usando ressonância magnética funcional (fMRI). Até então, os estudos já feitos só focavam os efeitos imediatos da leitura, com voluntários lendo histórias curtas dentro do scanner. Desta vez, foram analisados os efeitos posteriores. Para isso, 21 estudantes da universidade participaram do experimento por 19 dias consecutivos. Todos eles tiveram de ler “Pompeia”, livro de 2003 escrito por Robert Harris e baseado na erupção real do Monte Vesúvio na Itália antiga.

“A história segue um protagonista, que está fora da cidade de Pompéia e percebe vapor e coisas estranhas acontecendo ao redor do vulcão”, diz o neurocientista Gregory Berns, principal autor do estudo. “Ele tenta voltar para lá a tempo de salvar a mulher que ama. Enquanto isso, o vulcão continua e ninguém na cidade reconhece os sinais”. Segundo ele, o livro foi escolhido por ter uma forte linha narrativa e ser emocionante e cheio de suspense, o que era importante para que os leitores pudessem realmente se envolver com a história.

Todas as manhãs, nos cinco primeiros dias, os voluntários tiveram seu cérebro analisado em estado de repouso pelo scanner de ressonância magnética. Depois disso, eles passaram a receber diariamente, por nove dias, uma parte do livro com cerca de 30 páginas cada, sempre para ler à noite. Nas manhãs seguintes, depois de passarem por um teste inicial para garantir que haviam terminado a leitura da noite anterior, eles passavam por outro exame de fMRI. Para completar, os participantes ainda passaram por exames adicionais por mais cinco dias depois de completar todas as nove seções do romance.


Resultados
Os pesquisadores descobriram que, nas manhãs seguintes às tarefas de leitura, o cérebro dos voluntários mostraram conectividade elevada no córtex temporal esquerdo, uma área associada à receptividade para a linguagem. “Mesmo que os participantes não estivessem realmente lendo o romance enquanto estavam no scanner, eles mantiveram essa conectividade elevada. Chamamos isso de ‘atividade sombra’, quase como uma memória muscular”, diz Berns.

Outra área que apresentou conectividade intensificada estava próxima do sulco central, uma região sensório-motora primária cujos neurônios são associados à representação das sensações para o corpo – o processo que acontece quando pensamos em correr, por exemplo, e ativamos os neurônios associados ao ato físico de correr. Em outras palavras, o cérebro dos leitores estava funcionando como se eles tivessem realizado uma série de atividades físicas que eles não haviam feito – mas o personagem do seu livro, sim.

“As mudanças neurais que encontramos associadas às sensações físicas e sistemas de movimento sugerem que a leitura de um romance pode transportá-lo para dentro do corpo do protagonista”, diz Berns. “Nós já sabíamos que boas histórias podem colocá-lo no lugar do outro em sentido figurado. Agora estamos vendo que alguma coisa pode estar acontecendo também biologicamente”, completa. E é importante notar que essas mudanças neurais não eram apenas reações imediatas já que persistiram não só pela manhã seguinte às leituras, como também durante os cinco dias após os participantes terminarem o romance.

Como o estudo acabou depois desse tempo, não se sabe quanto essas mudanças neurais podem durar. “Mas o fato de que as detectamos por alguns dias para um romance aleatório que as pessoas tiveram de ler sugere que seus livros favoritos certamente podem ter um efeito maior e mais duradouro sobre a biologia do seu cérebro”, conclui Berns.

O estudo foi publicado na revista Brain Conectivity no fim do ano passado.


Teca Machado

24 comentários:

  1. Eu gosto muito de ler justamente pela sensação incrivel de poder sonhar acordado, viver uma história como se fosse a sua!


    Beijo

    http://manuellamontesanto.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com você!
      Obrigada pela visita.

      Beijooos

      Excluir
  2. Gostei de conhecer mais essa informação sobre os livros. Eu, particularmente, não vivo sem livros, pois quando estou dois dias sem ler eu já começo a sentir falta. Adquiri o hábito da leitura não tao cedo, mas hoje não consigo ficar sem os livros.

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou duas!
      Se eu fico sem ler, parece que faltou alguma coisa para o meu dia.
      Posso dizer que sou uma viciada, hehe.

      Beijoooos

      Excluir
    2. Não estou encontrando o lugar para seguir o teu blog. Pode me dizer onde é? Quero seguir, também.

      Excluir
    3. Ihh, mexi nisso esses dias e acabou sumindo sem querer.
      Poxa, nem tinha reparado. Obrigada por me avisar.
      Vou tentar colocar de volta aqui.
      :)

      Excluir
    4. Pronto, coloquei.
      Na verdade, excluiu todos os que tinham antes, mas tudo bem. Não tinham tantos assim mesmo, hehe.

      Beijoooos

      Excluir
  3. Adorei o estudo, realmente muito interessante. A leitura (e até mesmo escrever no blog) já virou parte do meu dia-a-dia e quando eu não faço fico com uma sensação de vazio!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sou assim.
      Meu cérebro já viciou, hehe.
      O estudo só diz cientificamente o que a gente já sabia, né?
      :D

      Beijooos

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Teca! Eu adorei esse post. Eu sempre leio de madrugada, já que é a melhor hora para me concentrar e embarcar em um mundo novo. Será que, mesmo sendo de madrugada, o resultado é o mesmo por estar lendo antes de dormir? :P Beijos <3 http://gostosdeadolescentes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Talvez dê até mais resultados.
      Não sei você, mas como eu leio muito antes de dormir sonho bastante com as histórias.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  6. Oi Teca,
    Muito interessante a sua postagem, foi em um momento realmente oportuno. Hoje ela chorou bastante por causa de um livro e eu achei muito estranho e acho até que ela tem reações exageradas, por isso, esta matéria irá me ajudar bastante!
    Já estou seguindo! Beijo da pirralha ^.~ Sua visita é muito importante para mim!
    Montada no Estilo | www.montadanoestilo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daniela!
      Aaah, não se preocupe. Vai muito de pessoa para pessoa.
      Eu mesma morro de chorar em livros, hehe.
      Muito mesmo!

      Beijoooos

      Excluir
  7. Muito muito muito muito legal esse post, sério, eu amei!! Todo mundo precisava saber disso!
    beijos

    http://www.izabellagrimaldi.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E depois tem gente que diz que livro não serve para nada, né?
      :D

      Beijoooos

      Excluir
  8. Adorei demais demais o post e você me é muito familiar, só não conseguir achar/lembrar quem é que você me parece, sabe? haha enfim, adorei! Beijos.

    http://thayanepontes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thayane!
      Que bom que você gostou. Fico feliz.
      Acho que tenho uns clones por aí, muita gente me fala que me acha familiar, haha.

      Beijooos

      Excluir
  9. Cadê aquele emoji de olho do iphone? hahahaha juro que fiquei de boca aberta quando li que podemos ficar por dias dentro da história do livro. Nunca percebi por dias, mas eu sempre quero acabar logo cada livro que leio, acho que isso que acontece kkkkkkk adorei!! post digníssimo!
    lelusantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E depois falam que nós, leitores, somos loucos, né?
      Vou começar a reparar mais nisso.
      Você também sonha com os livros de noite? Eu faço isso direto!

      Beijooos

      Excluir
  10. É tão bom quando finalmente lemos artigos interessantes como esse, até me dá mais fé na humanidade, hahahaha.

    Att.,
    Eduarda Henker
    http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eduarda!
      Que bom que gostou.
      Fico feliz!
      :D
      Sempre que vejo coisas interessantes sobre leitura, também tenho mais fé no mundo.

      Beijooos

      Excluir
  11. Muito bom o artigo.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir