sábado, 3 de setembro de 2016

A Vida Ama Você – AMA MUITO!


Você já parou para pensar que a vida ama você?

Pois é, ama mesmo.

E saber que esse amor existe, te quer bem e que você é merecedor é todo o mote do livro A Vida Ama Você – 7 passos para curar a sua vida, de Louise Hay e Robert Holden, que recebi em parceria com a Editora Sextante

Livro recebido em parceria com a Editora Sextante.

Os preceitos de A Vida Ama Você de um modo geral são de Hay, considerada uma guru de autoajuda que já vendeu mais de 50 milhões de livros no mundo. Mas quem realmente escreveu a obra é Holden, psicólogo especialista no assunto que já publicou vários livros sobre o tema e tem um programa de rádio na Inglaterra.

Escrito de maneira leve e didática, muito simples na verdade, os autores nos levam numa viagem de descobrimento do amor próprio e dos outros. Aprendemos sobre os motivos que nos levam a achar que não merecemos ser amados até a nos aceitar completa e totalmente. Principalmente por meio das experiências pessoais de Louise Hay, que teve uma vida repleta de sofrimento até que entendeu que a vida a amava, vemos todo o caminho que o amor faz para chegar até nós.


A mensagem central do livro, como o próprio livro já diz, é a vida ama você.

A obra é dividida em sete capítulos, que são os sete passos para a cura:

1- Olhe-se no espelho
2- Afirme sua vida
3- Siga sua alegria
4- Perdoe o passado
5- Agradeça agora
6- Aprenda a receber
7- Cure o futuro

E ao final de cada um deles há uma prática espiritual, um exercício para você trazer realmente para a sua vida o amor que tanto precisa.

A maneira como o livro foi escrito é muito tranquila, apesar de ser um tema pesado: autoaceitação. É quase como uma conversa entre Robert Holden e você. Ele coloca vários trechos de papos que teve com Louise, com sua família e conta casos da sua vida e de outras pessoas que passaram pelo seu caminho, além de fatos científicos e espirituais que pesquisou. É possível sentir em cada página que os dois autores realmente acreditam e vivem o que falam. Tem muitas passagens ótimas, que fazem você querer levar esses preceitos para a vida. O meu livro mesmo ficou todo grifado.


Gostei de A Vida Ama Você. Foi uma leitura diferente da qual estou acostumada, já que um dos poucos gêneros que não tenho muita afinidade é autoajuda. Mas não estou vivendo uma fase em que precise aprender a me amar, já que eu me amo para caramba <3. Sempre fui uma pessoa tranquila em relação a isso, recebendo amor da família, de Deus, dos amigos e de mim mesma, e, felizmente, nunca passei por nenhum trauma grande ou perda que me fizesse questionar o amor Divino ou da vida por mim. Então, por vezes, a leitura ficou um tanto repetitiva, de tanto que falavam que a vida me amava. Como eu já tenho isso internalizado, achei enjoativo tanta repetição, mas tenho certeza que para quem realmente precisa ouvir isso, a quantidade de vezes fará a diferença no fim da leitura.

Recomendo.

Teca Machado


10 comentários :

  1. Estou apaixonada pela descrição do livro, que livro maravilhoso, eu quero.♥
    Art of life and books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É daqueles livros que podem te fazer enxergar a vida de forma diferente.
      É só você deixar a vida te amar.
      :D

      Beijooos

      Excluir
  2. Livros de autoajuda tendem a ser repetitivos mesmo, mas ainda assim eu fiquei curiosa pra ler! Gosto bastante de livros que tem exercícios no final de cada capítulo, parece que a gente internaliza (existe essa palavra, produção?) mais o negócio que tá escrito, sei lá. Enfim, fiquei curiosinha :333
    Beijos!

    claramenteinsana.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Duane!
      Existe a palavra sim, hahaha.
      E é esse a intenção mesma das práticas no final do capítulo.
      É bem bacana.

      Beijooos

      Excluir
  3. OI BISTEQUINHA

    eu gosto bastante de livros que trazem o texto como conversa. É meio isso que tento fazer no blog, afinal, fica mais leve, né? AInda mais em temas como autoaceitação, que por vezes é BEM difícil de aceitar, por mais estranho que soe.

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hellzocaaaaa
      Realmente, seu blog é bem nesse estilo.
      E acho que o livro ter sido escrito assim, deixou a leitura mais leve e interessante.

      Beijooos

      Excluir
  4. Oiii Teca!!

    Primeiro queria dizer que senti sua falta na Bienal. Acho que só faltou você lá pra eu dar um abraço e conversar pessoalmente! haha
    Bom esse estilo de livro não é bem meu preferido, mas que legal que funcionou pra ti!!

    Beijããoo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raíssa!
      Esse ano não deu porque viajei na mesma época, mas ano que vem sem falta vou na do Rio e no outro de SP. SEM FALTA! Mas antes disso vamos nos conhecer pessoalmente, prometo. <3
      Também não é o meu preferido, mas de vez em quando é bom se aventurar em gêneros e estilos que não estamos acostumados, né?

      Beijooos

      Excluir
  5. Tequinha, não sou muito fã de auto ajuda, mas é sempre bom de vez em quando dar uma olhada nos títulos do gênero.
    Esse parece ser bem bacana.
    Como você não ando numa vibe que precise me amar, mas lembrar que devemos nos amar é sempre importante!

    Bjos

    Meg's Army Book Club

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meg's queridas
      Sair da zona de conforto de leitura pode ser uma surpresa muito boa.
      O importante é a mensagem que ficou: Se ame, se ame, se ame.

      Beijooos

      Excluir