quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Feito na América – Uma história maluca baseada em fatos reais


Um dos meus filmes preferidos é Prenda-me Se For Capaz, com o Leonardo DiCaprio. Acho muito interessante que uma história tão maluca seja baseada em fatos reais. Só de pensar que ele fez tudo aquilo de verdade é muito doido! E esse foi um dos motivos que me fizeram gostar bastante também de Feito na América, do diretor Doug Liman. E o fato de ter o Tom Cruise e eu adorar os filmes dele – até mesmo os mais blockbusters – ajudou.


Feito na América, que está nos cinemas desde a semana passada, conta a história de Barry Seal, com Cruise no papel principal. Ele era um piloto de avião comercial nos anos 1970 e 1980 que foi contratado pela CIA para realizar alguns projetos na América Central devido ao seu talento fora do comum no ar. Mas ao longo do caminho ele virou “o gringo que resolve tudo”, como traficante de drogas – tinha uma relação bem próxima com Pablo Escobar -, de armas e virou um agente duplo que foi perseguido por vários órgãos do governo americano e foi parte vital de um escândalo político que quase depôs o presidente Ronald Reagan. Segundo o diretor Doug Liman, Seal era meio que o FedEx do submundo nos anos 1980.

Acho que não há outro ator que interpretaria Barry Seal com tanto charme! Tom Cruise faz facilmente o público gostar desse anti-herói – quase vilão, na verdade, porque Seal era um canalha. Mas Cruise dá aquele sorrisinho típico dele e todos até torcemos por Barry. Ultimamente o ator tem interpretado apenas mocinhos, e apesar do estilo ser bem parecido com as outras produções que participa, cheia de ação e conspiração, essa é diferente por causa do protagonista calhorda. E quem também merece menção é Domhall Gleeson (de Questão de Tempo e Brooklyn) como o agente da CIA cheio de ambição.



Feito na América tem uma história bem doida, com Barry realizando absurdos, como pousar um avião no meio da rua, e nunca ser pego (ou ser para logo em seguida ser solto). Hoje em dia, com toda vigilância de câmeras, radares e rastreadores ao redor do mundo, o modo de agir de Seal jamais daria certo.

O filme não é contado de forma inteiramente linear, já que em vários momentos vemos Barry falando diretamente com a câmera em anos a frente e temos uma narração sobre questões políticas da América Central sempre que necessário, com animações para ilustrar.



A fotografia do filme ficou a cargo do uruguaio radicado no Brasil César Charlone e ele deu o tom que a América Latina sempre ganha em Hollywood: Muito verde, muita cor, muito suor e muito sol. Como grande parte de Feito na América passa em outros países que não nos EUA, é o tom predominante da produção. E a identidade visual ficou bem bonita, com câmeras feitas em movimento, em zoom in e out o tempo todo, como se alguém que estivesse nos acontecimentos filmasse tudo. É uma visão bem intimista.

Algo que achei muito interessante sobre Feito na América foi que o diretor tem uma ligação bem próxima com a história de Barry Seal. O seu pai, Arthur L. Liman, foi investigador especial do caso Irã-Contras, que estabeleceu que o governo americano havia vendido armas ao Irã e usado o lucro para financiar os Contras, que combatiam o governo Sandinista, de esquerda, algo mostrado no filme e que teve participação muito ativa de Barry.



Feito na América tem ação, tem Tom Cruise todo carismático e tem uma história maluca que é baseada em fatos reais. Bom, né?

Recomendo.

Teca Machado

4 comentários:

  1. Oi, Teca. Eu vi o trailer e adorei, gosto muito dessa pegada de ação, ainda mais com o Tom no meio. Não fazia ideia que a história seria baseada em fatos reais, fiquei até meio embasbacada porque lembro de algumas cenas meio surreais. Com certeza quero conferir agora!
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Não conhecia o filme, mas me chamou muita atenção por ser baseado em fatos reais e ter um ótimo elenco! Já quero assistir.

    Beijos,
    Isa
    Viciadas em Livros
    Participe do Amigo Secreto Literário do Viciadas em Livros

    ResponderExcluir
  3. Já tinha ouvido falar sobre esse filme, depois da sua resenha só fiquei com ainda mais vontade de assistir, principalmente por ser baseado em fatos reais! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Bem louco mesmo, já quero assistir rsrs

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir