quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Depois Daquela Montanha – Adaptação cinematográfica


Ano passado li Depois Daquela Montanha (comentei aqui), de Charles Martin, publicado no Brasil pela Editora Arqueiro, e o romance destruiu e aqueceu meu coração. Foram momentos desesperadores entremeados por suspiros numa leitura que gostei muito. Por isso eu estava super na expectativa para assistir a adaptação cinematográfica do diretor Hany Abu-Assad, que teve como protagonistas Kate Winslet e Idris Elba. Posso dizer que mesmo com as diferenças da história original, gostei bastante.


Depois Daquela Montanha conta a história de Alex (Winslet) e Ben (Idris Elba). Ela é uma fotojornalista a caminho do próprio casamento e ele é um cirurgião que precisa voltar para casa para realizar uma operação. Eles se conhecem no aeroporto ao descobrir que o voo que pegariam foi cancelado devido ao tempo ruim. Então eles decidem fretar um avião para chegar a tempo para seus compromissos. Só que o pior acontece, o avião cai e eles ficam perdidos, muito machucados, numa cadeia de montanhas gigantesca, extremamente gelada e aparentemente sem vida. Eles precisam se apoiar um ao outro – e ao cachorro que estava no avião com eles e sobreviveu - GRAÇAS A DEUS – para encontrar civilização e voltar para casa.

Eu sei que linguagem de cinema não é a mesma linguagem literária e sempre vão ter diferenças entre um e outro (apesar de que uma diferença imprescindível – uma revelação bem importante de um dos personagens - na minha cabeça fazia todo sentido continuar igual, mas, enfim, sou só uma leiga doida por cinema e por literatura). Então geralmente aceito numa boa as mudanças. O que eu senti é que no livro a saga deles foi mais triste e dramática do que no cinema. Claro que o fato de termos acesso aos pensamentos, medos e inseguranças dos protagonistas ajuda muito nessa imersão, mas sinto que talvez tenham simplificado um pouco a história que era mais densa. Provavelmente isso a tenha transformado em algo mais palpável ao público em geral. Por exemplo, no livro Alex quebra a perna de uma maneira terrível e não consegue andar. No filme parece bem mais simples e com uma tala e uma bengala ela se locomove.





Mesmo com cenas de acontecimentos trágicos, não é um filme de muita ação ou efeitos especiais como estamos acostumados nos últimos tempos – os filmes de heróis que o digam. Mas Depois Daquela Montanha tem um elemento humano muito incrível, além de um elenco impossível de colocar defeito. Kate Winslet e Idris Elba são incríveis juntos e possuem uma química muito bacana. O roteiro não é o mais cheio de diálogos no mundo, mas as conversas entre eles convencem, assim como as situações altamente plausíveis nas situações extremas que vivem nas montanhas. E não posso deixar de citar o cachorrinho labrador lindãozão que parece feliz o tempo todo correndo na neve.

A fotografia de Depois Daquela Montanha é espetacular. Mesmo que cruel, a neve é linda! E o lugar onde Ben e Alex ficam perdidos é maravilhoso, ainda que impiedoso. O diretor fez de uma maneira que a sensação de solidão é ainda maior, nos dando realmente a impressão de que aquele é talvez um outro mundo se estende sobre eles.




A produção mescla filmes de sobrevivência com uma história de amor que surge nas adversidades. E é bacana que ele explora, mesmo que nem tanto, a pergunta de que um romance duraria fora daquelas situações extremas. Muitas vezes Depois Daquela Montanha cai em clichês, mas quem disse que a gente não gosta deles?

Recomendo.

Teca Machado


3 comentários:

  1. Eu mesma amo um clichê, sou suspeita pra falar, estou pretendendo ver o filme logo e amei a proposta, vai ser aquele filme que não vou querer parar de ler.

    Beijos

    http://vestigioliterario.blogspot.com.br/
    Nos siga no instagram: https://www.instagram.com/vestigioliterario/

    ResponderExcluir
  2. OI BISTEQUINHA

    apesar de entender sim que as experiências são diferentes, eu sempre fico frustrada quando mudam demais a história quando adaptam pra filme ou tiram detalhes importantes. Me sinto meio traída, sabe? HAHAHAHA SOU LOKA

    beijo
    www.beinghellz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Teca. Li o livro há uns meses atrás e fiquei totalmente apaixonada pela história, e agora fiquei meio triste porque todo o drama acabou se tornando meio superficial no filme. Mesmo assim eu quero assistir, só pra ver se essa química dos personagens deu realmente certo.
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com

    ResponderExcluir