quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

Escandalosamente ótima: Série Scandal


Último dia para participar do sorteio do livro I Love New York. Corre até aqui que ainda dá tempo!

Algumas pessoas tem o dom de descobrir séries e filmes bons antes de as coisas estourarem no grande público. São aqueles fãs “originais”, que são apaixonados de verdade, não só porque virou modinha. Uma dessas pessoas é a Daya Nascimento, de quem eu já falei várias vezes no blog. Por exemplo: The Walking Dead (Que ela comentou aqui) já era uma das suas séries preferidas antes mesmo de as pessoas falarem sobre isso e antes de zumbis virarem os “novos vampiros”. Diversas vezes nós trocamos ideias sobre seriados e filmes e acertamos o gosto uma da outra. Então, quando ela me falou ano passado sobre Scandal, da criadora Shonda Rhimes, a mesma de Grey’s Anatomy, eu sabia que ia gostar. Não assisti logo em seguida porque estava lotada de coisas para fazer, acabei esquecendo e o tempo passou. Mas há umas semanas encontrei Scandal no Netflix e se tornou o meu novo vício.


Scandal mostra o trabalho e a vida (Que, na verdade, se confundem, já que a personagem é uma total workaholic) de Olivia Pope (Kerry Washington). Uma advogada que não é advogada e que tem um escritório de advocacia que não advoga. Meio confuso, né? Ela resolve casos, mas não da maneira jurídica que estamos acostumados a ver. Ela faz gestão de crises. Um político foi pego num caso de corrupção? Chame a Olivia para amenizar a cobertura da imprensa. Um cantor foi flagrado com a amante? Opa, a Olivia pode camuflar a história. Foi acusado injustamente de um homicídio? A super Olívia descobre a verdade e mostra para os policiais. Crise de qualquer esfera da vida é com ela mesma, afinal, até os pepinos da Casa Branca ela passou um tempo resolvendo antes de voar solo.

Membros do escritório de Olivia Pope e o presidente dos EUA

O mais legal de Scandal é que foi baseada na experiência de uma pessoa real, a ex-assessora de imprensa do governo de George H. W. Bush Judy Smith. Vi uma entrevista com ela há algum tempo onde dizia que a personagem de Kerry é sim muito parecida com ela, tanto fisicamente quanto psicologicamente, mas que ela nunca teria um affair com o presidente dos Estados Unidos (O que Olivia Pope faz descaradamente). Além disso, ela afirmou categoricamente que nenhum dos casos do programa são baseados nos seus clientes verdadeiros. É tudo completamente sigiloso.

Ela dá uns pegas no presidenteeeee!

Por mais que Olivia Pope seja uma chata prepotente que não erra nunca (A não ser quando o assunto é o presidente, interpretado por Tony Goldwyn) e que em alguns momentos você queira socá-la por ser tão “eu sou a senhora dona da razão”, o espectador se envolve com ela. Apesar da intuição sobre-humana, ela é quase gente como a gente. Não é uma protagonista mocinha indefesa sem falhas, tem uma certa dureza e uma dualidade com defeitos e qualidades, algo que gosto muito em personagens, já que os humaniza muito mais.

Um dos casos do escritório de Olivia Pope

Com um elenco muito competente dando suporte para Kerry Washington, Scandal tem sido uma das séries mais faladas desde o seu lançamento, tanto nos Estados Unidos quanto em outros países. O primeiro episódio não é dos melhores, mas a coisa vai esquentando e você não consegue parar de assistir. Cada história é mais complicada de resolver do que a anterior, mas a equipe de Olivia Pope nunca decepciona e sempre encontra soluções criativas. No momento está na terceira temporada, que vai até maio de 2014.

Olivia Pope em ação

Kerry Washington foi a escolha perfeita para o papel e hoje vive o sonho de todas as estrelas hollywoodianas. É capa de praticamente todas as revistas dos EUA, no ano passado foi destaque no premiado filme Django, de Quentin Tarantino (Comentei aqui), em 2013 foi eleita a segunda mulher mais bonita do mundo pela aclamada revista People e o seu cachê só que sobe. Quer mais o que da vida? E olha que ela quase não foi escolhida para interpretar Olivia Pope. Shonda Rhimes no início não a queria por dizer que era “muito bonita para ser tão inteligente”. Acho que é por isso que em Scandal ela não é muito produzida e glamourosa como na vida real.

Kerry Washington sambando na cara da sociedade

Recomendo.

Teca Machado

Um comentário: