sexta-feira, 4 de abril de 2014

24h em Londres - Por Iara Vilela



Eu sou do tipo de pessoa que sempre acha que não aproveitou bem o tempo durante as viagens. Me fica a sensação de que não olhei o suficiente para as praças, ruas e pessoas. E nesse caso, acho que nem posso dizer que conheço Londres. 

Sempre que planejo uma trip, não penso apenas na quantidade de lugares a ir. Eu tento equilibrar esse desejo de conhecer e explorar tudo com o tempo que é suficiente para aproveitar o lugar sem ter que cronometrar a visita. Agora imagine ter apenas 24 horas para aproveitar Londres?

Tudo começou quando houve uma greve geral (de um dia) por toda a Europa em novembro do ano passado. Contei aqui que fomos surpreendidos quando não conseguimos comprar passagens de Bruxelas para Londres e assim tivemos que passar mais tempo na Bélgica já que a greve afetou todos os meios de transporte europeus.

Imprevistos acontecem e com a gente não poderia ser diferente, né?! Com a nossa sorte, uma greve geral na Europa só poderia acontecer justamente quando mais precisávamos de um meio de transporte!

Depois de passarmos mais tempo que o planejado, saímos da estação de trem de Bruxelas por volta das seis da manhã e quando finalmente chegamos em Londres, só tínhamos aquele dia para conhecer a cidade, pois no outro dia bem cedo seguiríamos para a Irlanda (as passagens já estavam compradas).


Eu e o marido ficamos em um hotel bem no final do Hyde Park e um amigo que viajou conosco ficou em um hotel logo no início do parque. Combinamos de nos encontrar próximo ao hotel em que o Leo estava após fazer check-in no nosso, assim poderíamos economizar tempo.


Como se fosse pouco ter 24 horas para conhecer a cidade, nós não sabíamos o tamanho do Hyde e tivemos a brilhante idéia de atravessar o parque a pé. Pensamos: “vamos andando e aproveitamos para conhecer o parque que não deve ser muito grande”.

Ledo engano, o Hyde Park é enorme! Nós andamos, andamos e nada de ver o final do parque. Dentro do Hyde tinha alguns guardas da cavalaria, juro que faltou pouco para eu pedir uma carona pra eles… ha ha.

Acho que demoramos quase uma hora para atravessar o parque inteiro. Depois disso, encontramos nosso companheiro de viagem e aí sim o ‘tour’ por Londres começou. Como sempre, optamos por fazer tudo a pé, mesmo que com isso tivéssemos que riscar alguns lugares do nosso roteiro. E riscamos um monte. #IaraChora

London eye! (Foto: Iara Vilela)

Começamos pelo Palácio de Buckingham e por coincidência (e um pouco de sorte) chegamos bem na hora da troca da Guarda, que acontece todos os dias as 11h30. É muito interessante ver os famosos soldadinhos, mas, o lugar estava tão, mas tão lotado que nem acompanhamos toda a cerimônia. Uma das coisas mais legais é que a banda da Guarda toca várias músicas atuais e divertidas. Eles tocaram o tema do James Bond e uma da Katy Perry enquanto passamos por lá.

Continuamos andando e chegamos na Abadia de Westminster que é linda. Também passamos pelo famoso Big Ben e London Eye, que me encantou. É claro que não poderíamos deixar de conhecer os famosos Pubs londrinos, por isso, entre um monumento e outro parávamos em um pub. 

Durante nosso city tour expresso, continuamos costeando pelo famoso rio Tâmisa, passamos pela London City, onde ficam prédios super modernos como o The Gherkin (aquele que parece uma bala) até chegar na Tower Bridge. De lá começamos o caminho de volta.

Best sunset! Não tem nenhum filtro nessa foto, juro! (Foto: Iara Vilela)

Ainda quero voltar a Londres com (muito) mais tempo. Sentir o clima da cidade, andar sem muita pressa, conhecer mais lugares e aproveitar melhor essa cidade histórica e tão linda. Também quero conhecer o interior da Inglaterra, que me parece ser ainda mais encantador do que Londres. 

Mas, no final do dia e mesmo tendo pouco mais de 24 horas para “conhecer”a cidade, valeu a pena. Tive ótimos momentos, comi e bebi muito bem. 

#Dica da Iara: Uma dica que posso dar para quem vai viajar para Londres é apreciar um pôr-do-sol espetacular ao lado da London Eye. É mágico acompanhar o sol caindo e deixando tudo amarelinho. Vale a pena.

#Wanderlust

Iara Vilela é jornalista e como boa wanderluster, ama viajar e já conhece mais de 50 cidades em 11 países. Ela também gosta de chocolate, esmaltes, cervejas especiais, tulipas, moda e é dona de um São Bernardo e de um Golden Retriever. Pseudo-nerd que é, adora toda a obra de J.R.R. Tolkien e Isaac Asimov, além de ter paixão por festivais de música! Entre uma viagem e outra, ela escreve para este lindo blog e também para o "Com Erros Aprendi", que conta furadas e erros de navegação em muitas de suas viagens pelo mundo!

4 comentários:

  1. Adorei o post!
    Ah! Como não amar Londres? <33
    Quando eu fui a London Eye estava fechada! Louca para voltar! =))
    Beijos,
    Carol
    www.pequenajornalista.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol,
      Ainda não conheço Londres, mas vontade não falta!
      Beijo

      Excluir
  2. Oi Teca e Iara!
    Adorei o post, as fotos são lindas! Londres está na lista de lugares que quero conhecer um dia.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sora,
      Impossível não querer conhecer Londres, né?
      :D
      Beijo

      Excluir