terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Legend – Mais uma distopia para a minha coleção


Distopias são o creme do verão e a alegria das editoras. Nos últimos anos temos vistos no mundo dos livros várias e várias séries (Porque distopia que se preze não pode ter menos do que três volumes). Jogos Vorazes, Divergente, Silo, Estilhaça-me e por aí vai. A lista de histórias com uma Terra mudada/destruída, governos totalitários, protagonistas, geralmente mulheres, que não se encaixam na sociedade e tentam mudar o mundo, é o que mais tem. E o engraçado é que apesar dos elementos parecidos, essas distopias são únicas em suas singularidades. Eu, fã confessa do gênero, leio tudo o que aparece. Legend, de Marie Lu, foi a mais recente leitura que peguei em parceria com a Livraria Janina.


Um dos pontos mais interessantes de Legend é que temos dois protagonistas que dividem igualmente o tempo em cena. Ambos, que são antagonistas num primeiro momento, narram sua visão da história em primeira pessoa em capítulos alternados. Apesar de estarem em lados opostos da luta, é impossível decidir quem é “do bem” e quem é “do mal”. A linha entre as duas faces da moeda é muito tênue, se é que existe.

O ano é 2130 e o local é Los Angeles. Os Estados Unidos não são mais como conhecemos. Ele foi divido entre República e Colônias, que vivem em constante guerra. A República é comandada por militares. Com o objetivo de proteger a população, eles mantém as pessoas sob vigilância constante, principalmente por causa da praga, uma doença misteriosa que atinge as comunidades mais pobres todos os anos.

Aos 10 anos as crianças da República realizam uma prova para testar suas habilidades físicas e sua inteligência. Os que reprovam são mandados para os campos de trabalho, os que passam conseguem estudo e empregos de acordo com suas médias. June é uma garota prodígio que tirou a pontuação máxima no seu teste. Com o QI elevado, aos 15 anos já está terminando a faculdade e não vê a hora de poder lutar pelo seu país ao lado do seu irmão Metias, um capitão do exército. Já Day é um rapaz também de 15 anos que foi reprovado na prova e dado como morto nos campos de trabalho. Desde que escapou da morte, passa seu tempo entre sobreviver e ajudar a sua família, que acredita que ele faleceu, e cometer delitos contra a República, atrapalhando seus planos de dominação.

Marie Lu
Quando Metias é assassinado, tudo leva a crer que Day é o culpado. June é recrutada para capturar o fora-da-lei. Destroçada pela perda da única família que tinha e com uma terrível sede de vingança, a garota passa a perseguir os passos do rapaz. Mas o encontro deles e descobertas ao longo do caminho mostram que a verdade não pode e não deve ser escondida. Tanto a vida de cada um como da sociedade inteira pode vir abaixo, o que lhes resta é seguir em frente e enfrentar as consequências terríveis.

O livro é bem curto, menos de 300 páginas e ele é baixotinho, então as folhas são pequenas. Por não ser longo, o ritmo da história às vezes é quase alucinante de tão corrido. Marie Lu não fica em muitas divagações, não, coloca seus personagens para correr e mal dá tempo para que respirem. Apesar disso, não senti que o enredo ficou atropelado ou faltando algo, pelo contrário, foi enxuto no melhor sentido que poderia ser. O foco são os personagens e sua luta contra/a favor da República. O romance do livro é segundo plano, mas bem explorado.

June e Day são ótimos protagonistas, extremamente cativantes. Sofredores, cada um a sua maneira, mas mesmo assim não ficam reclamando da vida. Metias também ganhou meu coração, assim como a família do Day e a Tess, sua amiga de delitos.

Se você gosta de uma boa distopia, com certeza vai gostar de Legend. Agora estou ansiosa e curiosa para ler os outros dois livros: Prodigy e Champion.

Recomendo.

Quer comprar? Tem aqui na Livraria Janina.

Teca Machado

30 comentários:

  1. No início eu não gostei, mas depois fiquei tipo: Preciso ler Prodigy!

    http://triocoffee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O início é meio devagar mesmo, mas ele vai empolgando demais.
      Quero ler o segundo logo.

      Beijooos

      Excluir
  2. Pois é distopia não chama a minha atenção, por isso n li nenhum livro do tema... Não dá para dizer que eu n goste, já que eu não li, mas to analisando por qual devo começar... realmente atualmente as opções estão bombando.
    Bjs
    Amanda Nery
    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aah, eu gosto bastante.
      São tantas que já li e amei que nem sei qual te indicar, haha.

      Beijooos

      Excluir
  3. poxa, dica bem legal, eu ainda nao conhecia e tenho curtido distopias tbm

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é muito boa e com livros curtinhos.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  4. Nossa parece ser ótimo ainda não tinha ouvido falar
    bjss

    www.carolinafaria.com.br
    instagram @carolinacf
    facebook.com/blogcarolinafaria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é bem legal. Não é das mais conhecidas, mas cada hora ganha mais fãs.

      Beijooos

      Excluir
  5. Olá!
    Adorei a resenha!
    Me apaixonei perdidamente por essa trilogia *-*
    Quero muita a continuação para ontem rs
    Ainda não comprei!

    Grande beijo!
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi, Ana!
      Somos duas então querendo loucamente a continuação.

      Beijooos

      Excluir
  6. Amo distopias e quase comprei os três livros no submarino esses dias, mas por ficar com preguiça de sair de casa pra pagar, acabei deixando de lado, haha.
    Tenho muita curiosidade em ler essa trilogia, já ouvi falar muito bem dela!
    Ótima resenha! Beijos
    Rabiscos & Cenas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha.
      Sou dessas também.
      :P
      Mas se puder, leia mesmo. É muito boa!

      Beijooos

      Excluir
  7. ooi Teca, adorei a resenha!
    gosto de distopias mas ainda não tive a chance de ler nenhum livro do gênero #vergonha
    esse pareceu ser muito bom e a capa é linda! haha

    beijos,
    Guerra de Almofada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Acho que dá de começar por essa, que não é tão catastrófica quanto outras, haha.

      Beijooos

      Excluir
  8. Não conhecia esse livro. Pela resenha, parece muito bom. Me interessei bastante já pus como desejados no Skoob.
    http://diario-noturno.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Sabia que nunca tinha parado pra ler uma resenha desse livro? Acho que nem mesmo a capa me chamava atenção. E nossa, é uma história bem diferente das outras distopias até. Me interessei por esse fato de contar sobre dois personagens totalmente distintos, que uma hora da vida acabam por se juntar, e vamos acompanhando a trajetória de ambos. Muito instigante!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br
    Tem resenha nova no blog de "Ser feliz é assim", vem ver!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse é o ponto mais legal, porque em distopias estamos acostumados com um ponto de vista e geralmente só feminino.

      Beijooos

      Excluir
  10. Eu venho deixando um pouco de lado distopias por conta dessa febre do gênero atualmente, mas amo JV e gostei do filme de Divergente, Legend eu já tinha lido algo sobre, uma blogueira que ama essa saga e recomendava muito esse livro. Sua resenha me confirma o quanto ele pode ser bom, mesmo com uma trama ágil, sem atropelamentos na história, gostei de saber disso, é algo que me atrai em um livro.

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Jeniffer.
      Eu andava meio enjoada também e deu um tempo. Voltei agora com distopia.
      Essa valeu a pena!

      Beijooos

      Excluir
  11. Oi, Teca! Também sou muito fãs das distopias e quero muito ler Legend! Os livros dessa trilogia sempre chamaram minha atenção e eu espero poder ler eles ainda esse ano! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ooi, Tony!
      Também sempre me chamaram a atenção, mas eu nunca comprava. Até que dei um basta e peguei um para chamar de meu, hehe.

      Beijoooos

      Excluir
  12. Friend, comecei a gostar desse gênero quando comecei a conversar com as Meg's. ^^
    Acho que vou gostar sim dessa trilogia. Parece ser bem legal e interessante. Mais uma dica anotada! ;-) Ai meu Deus, vou falir hahaha!
    Beijocas,
    Carol
    www.pequenajornalista.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Friend, e essa é mais "leve", mas nem tanto, do jeito que você gosta, hehe.
      Experimenta esse.

      Beijooos

      Excluir
  13. Ótimo texto! Você descorreu sobre o livro de modo fluido e destacou vários pontos interessantes. Nas outras resenhas que li de Legend, nunca tinha sentido tanta vontade de conhecer essa distopia.

    Leitores Forever

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério? Opa! Que bom, Cris.
      Fico muito feliz. Foi essa a intenção.
      :D

      Beijoooos

      Excluir
  14. Oiee ^^
    Amo essa trilogia, e mais ainda os personagens. Não a June o.O só passei a gostar dela no finalzinho do último livro...haha' Day é tudo de bom ♥
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aah, eu já gosto da June, mas mais do Day.
      Hahaha.
      Ela ainda é um tanto mimadinha...

      Beijooos

      Excluir
  15. Oi, Teca!

    Terminei Champion ontem e estou embasbacada. *-* Amo essa trilogia!
    Gostei desse diferencial de ter dois protagonistas e ambos serem os narradores. Também adorei o fato de que o romance cresce aos poucos e é apenas um dos temas abordados por ela. Nesse primeiro livro, tem poucas cenas românticas, mas ótimas - como você mesma mencionou.
    Espero que goste dos outros livros!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa, estou doida para continuar a série.
      Bom saber que você leu todos e gostou muito.
      Nem tenho ideia de como vai continuar ou mesmo acabar.
      Então o romance aumenta? OBA, hahaha.

      Beijoooos

      Excluir