segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

O fim - O Hobbit 3: A Batalha dos Cinco Exércitos


E eis que uma Era termina! Mais uma saga/trilogia chega ao fim. Bom, não que precisasse ter três filmes, mas Peter Jackson pegou as poucas 290 páginas de O Hobbit, de J. R. R. Tolkien, e fez várias produções. O Hobbit 3: A Batalha dos Cinco Exércitos é bom, é corrido, é cheio de ação, é extremamente bem feito, mas quase parece um desperdício. A pergunta que fica é: Precisava desse fuzuê todo com cinco exércitos numa guerra que nem tem muito sentido?


O filme 2, A Desolação de Smaug, terminou pipocando. O dragão ficou bravo e saiu arrasando a Cidade do Lago. O final da trilogia começa exatamente nesse ponto. Quando Smaug é derrotado por Bard (Luke Evans); e Thorin (Richard Armitage) e os outros 12 anões da sua companhia finalmente recuperam a montanha cheia de tesouro do seu povo. Thorin fica doidão com a febre do ouro e se transforma num maníaca egoísta. Tanta riqueza desperta a cobiça e agora todo mundo quer um pouco, humanos, elfos e, é óbvio, orcs. No início, anões, homens e elfos brigam entre si, até que chegam os orcs e todo mundo se une para ficar contra essas criaturas malignas e horrorosas. Há também os chefes élficos e os magos fazendo de tudo para que Sauron (o olho malvado do Senhor dos Aneis) não se levante contra a Terra Média.



São mais de 45 minutos de lutas ininterruptas. Em close, com batalhas individuais, de longe, com os exércitos se enfrentado, e os dois (ou cinco, no caso) lados sofrendo baixas, correndo, fugindo, fazendo estratégias.

As estrelas de A Batalha dos Cinco Exércitos são, de novo, Bilbo (Martin Freeman) e Thorin. Bilbo tenta trazer a razão para Thorin, que está mucho very crazy. Martin Freeman, com seu jeito engraçado britânico, é alguém para se amar. Ele encanta todo o público sempre que está na tela com a sua cara de cachorro sem dono e observações sarcásticas. Richard Armitage dá um banho de interpretação. Vi numa matéria que para poder mergulhar no personagem no momento que tem a febre do ouro, ele observou e estudou pessoas viciadas e em abstinência. E, olha, dá para ver nos olhos dele que ele realmente estava doente pelo tesouro. Pena que os dois atores não aparecem tanto quanto nos filmes anteriores.



Os outros anões continuam ótimos, principalmente Kili (Aidan Turner), aquele que se apaixona pela elfa que tem um metro a mais do que ele, e seu irmão Fili (Dean O’Gorman). Gandalf (Ian McKellen), como sempre, é o preferido ever.

O mundo da Terra Média é lindamente apresentado na tela do cinema. Podem falar várias coisas do Peter Jackson, mas o cara sabe criar mundos fantásticos. Está de parabéns, viu? Os efeitos especiais são tão reais que você quase acredita que aquilo tudo é verdade.


A impressão que fica é a de que foi muito barulho por nada, 2h25 que poderiam ser resumidas em meia hora, uma guerra que não tem praticamente motivo nenhum. E eu ainda estou revoltada com algumas mortes. POXA VIDA, TOLKIEN!

Até o segundo filme, eu estava achando a trilogia O Hobbit melhor do que a do Senhor dos Aneis (Em parte porque eu não suporto o Frodo e adoro o Bilbo), mas o fechamento da história não foi lá tão satisfatório assim. Gostei bastante, mas eu esperava um roteiro um tantinho melhor.

Será que agora podemos aguardar que Peter Jackson faça uma trilogia do O Silmarillion, que conta a origem da Terra Média?

Recomendo.

Teca Machado

16 comentários:

  1. eu adoro td o universo do tolkien e acompanhei os filmes, esse sem duvida foi o melhor deles, amei!

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gosto bastante.
      Mas para mim o segundo foi o melhor.

      Beijoooos

      Excluir
  2. Eu concordo que são muitas horas pra nada, hahaha. Mas meu namorado AMA e veremos o terceiro filme pra finalmente acontecer alguma coisa!
    Adoro sua escrita! Beijos ♥
    Rabiscos & Cenas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois me fala o que você achou.
      :D

      Beijoooos

      Excluir
  3. Eu não consigo gostar de Hobbit e nem Senhor dos Anéis, acho os filmes longos demais e não consigo ter interesse e paciência para assisti-los, tenho certeza que para ler os livros está fora de cogitação também hahah

    http://thayanepontes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha. Esse gênero só assisti quem gosta mesmo.
      Como eu sou fã de uma fantasia, não resisto, hehe.

      Beijoooos

      Excluir
  4. Acredita que nunca assisti O Senhor dos Anéis e nada do tipo? HAHAHAH Ok, minto. Já devo ter assistido o primeiro, mas eu era criança e não tive lá muito saco. Devido a isso, não assisti a sequencia do Hobbit :(

    mas pra quem curte o gênero, deve ser uma maravilha!

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sériooooo?
      Poxa! Tenta ver agora que está maior, haha.
      Sou suspeita para falar porque eu amo fantasia.

      Beijoooos

      Excluir
  5. Oi Teca

    Não adianta, eu e Tolkien não nos entendemos. Meu noivo já tentou me convencer de todas as maneiras a ler O senhor dos anéis, mas não dá, nem o filme eu consegui assistir. Tenho essa mesma resistência com O Hobbit e não adianta os elogios, não consigo me sentir interessada.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso que ler eu não li, mas vi os filmes todos, hehe.
      Mas esse gênero é só para quem gosta mesmo. Não adianta forçar.

      Beijooos

      Excluir
  6. Oi, Teca! Estou bastante ansioso para assistir o último filme de O Hobbit! Estou amando essa trilogia! <3 Agora fiquei com medo dessas mortes desnecessárias e desse fechamento não tão satisfatório! Mas espero gostar do filme! rs :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, o filme é bem bom, eu gostei bastante. Só parece meio desperdício a guerra, haha.
      Você vai gostar se gosta dos outros filmes.

      Beijooooos

      Excluir
  7. Eu vi bastante gente reclamando desse filme, mas eu ADOREI! Claro, tem os seus problemas, mas até já tinham me falada que o livro do Hobbit não é tão bom quanto os do Senhor dos Anéis.
    Mas as cenas de luta, apesar de tomar bastante tempo, foram legais :D
    E também fiquei puto com algumas mortes =x

    Beijos,
    Thiago - Blog GentleGeek

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thiago, como não ficar, né? POR QUEEEEEEEEEE, TOLKIEN?
      Eu também gostei. Gostei mais do 2, mas gostei bastante.
      Vou ler o livro agora. Dizem que é bem diferente.

      Beijoooos

      Excluir
  8. Oi Teca, é minha primeira visita ao blog e to impressionada, o blog é lindo, parabéns, o conteúdo é de primeira e você tem um jeito único para escrever. Adorei.
    O Hobbit sempre foi uma das minha paixões, assisti o primeiro filme e me apaixonei, no segundo já fiquei meio que pasma de tanto amor e o terceiro, acredita que ainda nem vi? Preciso realmente vê-lo estou morrendo de curiosidade.
    Apesar do "amor" entre a Tauriel e o anão lá, torço muito para que ela fique com Legolas, o porque eu não sei explicar, mas eles formam um casal tão lindo. Estou me acabando de frustração, rsrs.
    Beijão, convido você a conhecer meu blog.
    Taynara Freitas
    http://blogeternoencanto.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Taynara! Bem vinda!
      Aaah, eu acho bonitinho a elfa com o anão, hahaha.
      Mas assista, se você gosta da série vai gostar do final.
      Eu gostei bastante, só não é o melhor da trilogia.

      Beijoooos

      Excluir