quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Adicionar ou não, eis a questão! - Projeto Drama Queen #91 – Por Carol Daixum


Vocês viram que eu estou com um projeto de financiamento coletivo para a edição do meu novo livro, Je T'aime, Paris? Entre aqui e conheça!


- Ai, Jesus Cristinho! Me ajuda!
- Falando sozinha, filha?
- Não, mãe. Tô aqui vendo se Deus me ajuda nessa minha nada mole vida!
- O que houve, filha? Aconteceu alguma coisa?
- Mais ou menos... Sabe aquele menino? Amigo do amigo do namorado da minha amiga?
- Ahn! O que tem ele?
- Então... Eu não sei o que eu faço. A gente conversou e tal, mas não rolou nadinha. Nem perto. Mas eu quero adicionar no Facebook, mas vai que ele acha que eu sou encalhadona? Que não posso ter uma conversa na vida real que já quero transformar em virtual.
- Filha, você sabe que adicionar é só adicionar, né?
- Mãe, mas vai que ele acha que eu sou loucona? Ou pior, nem se lembra de mim e recusa meu pedido de amizade sem dó e nem piedade? Ou pior, espalha pra geral que eu o adicionei do nada??? Vai ser o fim, mãe. O fim... 
- Filha, parou o drama!
- Drama? Que drama, mãe? Você fala isso porque não teve essa história de adicionar ou não o meu pai. E esses paranauês todinhos! Assim é fácil! Flertar nos dias de hoje não tá fácil, não.
- Ok, filha. Mas pensa, é só um cara. Você conversou com ele, não tem problema adicionar, entende? Se você não conhecesse, tivesse visto uma vez na rua, ok... Aí falaria "meu Deus, que louca".
- Obrigada, mãe. Já fiz isso umas quinhentas vezes.
- Er... Brincadeirinha filha! Tio Mark fez Facebook pra todo mundo virar amigo mesmo. Relaxa e adiciona logo esse menino. Quer que eu clique pra você?
- Tá louca? Sou forte e vou encarar de frente. Mas sabe, eu queria que ele me adicionasse, não eu. Mas digamos que eu adiciono, ai ele me aceita, aí curte uma foto, aí tudo bem e mais NADA acontece. Por que essas coisas acontecem comigo?? Por quê???
- Filha, adiciona sem medo de ser feliz. Ele nem vai se ligar. É coisa da sua cabecinha. Vai por mim!
- É verdade... Ai, mãe, você está querendo dizer que ele não tá nem aí se me tem ou não no Facebook? Que é perda de tempo?? Droga. E eu aqui desesperada! Por que, Deus? Por quê?
- Ai, como é dramática. Então faz o seguinte não adiciona e fica ai criando mil histórias na sua cabeça de neurótica.
- Ai, mãe. Que horror!
- Filha, você não deixa eu te ajudar.
- Já decidi, não vou adicionar. Tenho que me conformar, vou ficar aqui encalhadona forever!
- Claro. Óbvio! Até porque sua vida amorosa depende disso.
- Mãe, eu tô aqui sofrendo e você não tá me levando a sério.
- Filha, olha só. Adiciona. Mesmo! O máximo que vai acontecer é não ter o carinha lá no Facebook. E tudo bem. Tenta, vai que... Dá certo!
- Tá bem. Vou pensar direitinho.
- Só não pensa muito, tá?
- Ok, Mamys!


2 horas depois, tive coragem e adicionei. Mal pisquei e ele confirmou a amizade. Aí agora estou no dilema: mando inbox ou não? Se ele visualizar e não responder, vou ter um treco. Melhor não. Já fiz muito, agora ele que fale. Ai, mas um oi não mata, né? É só um "oi" e não um "partiu casar?". Melhor não. Vou desligar esse computador e ler um livro. Ai, God, vai que ele tá esperando o meu oi? Vai que ele é tímido? Dane-se, vou mandar. Se ele não responder, vou ficar mal, mas acontece, né? Eu supero isso! Mas vai que meu coração não aguenta? {tá bem, parei}

***

Vocês também são assim, gente? Drama Queen do tipo mega neurótica? Contem aí! ;-)

Ah! Vale lembrar que o Projeto Drama Queen é uma parceria entre o Pequena Jornalista e o blog Casos, Acasos e Livros. Toda quinta, um texto para vocês. Cheio de draminha e com uma dose extra de exagero e, muitas vezes, de imaginação das blogueiras (como no caso de hoje, hahaha). Nossa intenção é sempre deixar o drama mais leve e divertido!

Beijos, Carol.

9 comentários:

  1. Adicionar ou não, eis a questão! hahaha
    Eu nunca tive esse dilema, na verdade meu dilema é: aceitar a solicitação ou não.
    Mas isso porque às vezes aparece umas pessoas aleatórias pedindo solicitação de amizade e eu fico tentando descobrir se eu conheço ou não hahaha
    Mas adorei o texto!!!

    Beeijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahaha
      Eu também já pensei muito isso.
      Mas pessoas aleatórias eu não adiciono, não.

      Beijooos

      Excluir
  2. Oi Carol, tudo bem ???
    Geeeeeente, esse texto resume muitas pessoas que eu conheço, hahaha.
    Como essa era tecnológica nos tornou confusos e estranhos né ?! As vezes eu fico pensando no quanto pensamos apenas para adicionar uma pessoa, para mandar mensagem então, minha nossa, é muita reflexão, rsrsrs. Mas olha, concordo com a mãe da história, é só adicionar e pronto, hahahah.

    Beijinhos
    Hear the Bells

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que às vezes dificultou ao invés de ajudar, né?
      Hahahaha

      Beijooos

      Excluir
  3. Drama queen mega neurótica fazendo check in aqui: Prazer, Hellz HHAHAH

    Também sou dessas que nunca consegue fazer as coisas no impulso. Penso, repenso, já prevejo catástrofes e as vezes acabo perdendo oportunidades boas u.u HAHAH

    beeeeeijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha
      Eu consigo numa boa, mas não deveria muitas vezes.
      :x

      Beijooos

      Excluir
  4. Eu normalmente só entro no dilema de adicionar ou não quando é chefe ou cliente. Vai que alguém posta uma foto minha não muito favorável, né?? Hahahaha!!

    Acho que não sou muito dramática não! Hahahaha

    Bjs!!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, Carol, já que minha vida está sem desfile de boys. Tenho só o meu <3
      Hahahaha

      Beijooos

      Excluir
  5. Nossa.. eu só adiciono assim quando o interesse é amizade, mas se foi algum crush não adiciono não.. hsauhsuahsua
    Deixo pro outro adicionar se ele quiser, se não, vida que segue.. shaushauhsa
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir