terça-feira, 23 de agosto de 2016

O Caçador e a Rainha do Gelo – Tudo fica melhor sem a Kristen Stewart


Antes de começar o post, deixa eu te contar uma coisa: Meu novo livro, Je T’aime, Paris, está quase sendo lançado! Para isso, vou precisar de uma ajudinha de vocês. Deem uma olhadinha aqui no projeto e conheçam mais sobre isso.

Um dos maiores acertos do filme O Caçador e a Rainha do Gelo, do diretor Cedric Nicolas-Troyan, continuação de Branca de Neve e o Caçador, é a ausência da Kristen Stewart (argh), a volta de Charlize Theron e a aparição de Jessica Chastain e Emily Blunt. Além, é claro, do protagonista Chris Hemsworth (insira aqui a quantidade de suspiros de sua preferência). 


O Caçador e a Rainha do Gelo, que é um prelúdio e uma continuação da obra anterior, é uma espécie de Frozen mais sombrio, tanto que até o figurino de Freya (Emily Blunt) é parecido com o de Elsa. Esperei muito tempo ela sair cantando Let It Go (spoiler: não rolou).

Apesar do protagonista ser Chris Hemsworth, Eric, o Caçador, o filme foca muito mais nas personagens femininas, todas fortes a sua maneira. Freya, a Rainha do Gelo, é fria (juro que não é um trocadilho) e vive completamente isolada de qualquer sentimento bom depois que o seu coração foi partido e seu bebê morto. Ela governa com punhos de ferro um reino e um exército onde o amor foi banido. Sarah (Jessica Chastain) é a melhor guerreira de Freya. Ágil, forte, inteligente, bota qualquer homem no chinelo. Ravenna (Charlize Theron) está de volta e, como sempre, toma as cenas para si, tão linda, poderosa, incrível (e do mal) que é. Até mesmo as mulheres coadjuvantes, Sheridan Smith e Alexandra Roach, as anãs que acompanham Eric e seus amigos numa jornada, são muito mais interessantes que os homens.



O enredo de O Caçador e a Rainha do Gelo passa antes e depois de Branca de Neve e o Caçador. A história começa anos antes mostrando uma feliz e doce Freya, irmã de Ravenna. Ao contrário da irmã, ela não tem poderes. Até que um dia uma tragédia faz com que sua mágica se liberte, a transformando numa impiedosa rainha que odeia o amor e que o proíbe em seu reino, vizinho ao de Branca de Neve. Para conquistar mais terras, ela cria um exército de Caçadores, que treina desde que são crianças. Entra aí Eric e Sarah, que desde muito pequenos estão aos cuidados da rainha e são seus melhores soldados. Mas, o impossível acontece, eles se apaixonam. E Freya, sentindo-se traída, dá um jeito de separá-los.

Agora, anos depois de Branca de Neve ter tirado seu reino das mãos de Ravenna, o espelho mágico da antiga rainha desaparece. Eric é enviado para recuperá-lo, numa jornada perigosa em que encontra outra vez sua esposa há muito desaparecida. Mas Freya também deseja o antigo artefato da irmã e fará de tudo para tê-lo.




O filme tem como ponto alto o elenco maravilhoso e muitíssimo competente. É basicamente impossível errar quanto se tem Charlize Maravilhosa Theron e Jessica Incrível Chastain. Emily Blunt está muito bem também, assim como Chris Hemsworth, uma espécie de Flynn Ryder (de Enrolados) cheio de defeitos e arrogância, mas com um ótimo coração.

Outro acerto de O Caçador e a Rainha do Gelo são os figurinos incríveis, principalmente das duas rainhas, que sempre que aparecem enchem nossos olhos. Emily Blunt com o azul e prata, muito mais sóbria e elegante, e Charlize Theron abusando dos dourados e pretos, uma mulher fatal. Os efeitos especiais e fotografia da produção também são muito bonitas e bem feitas, enchem os olhos do espectador.



O único ponto em que o filme peca um pouco é no roteiro, que por vezes parece preguiçoso ou até mesmo simplista em resolver conflitos. Não deixa pontas soltas e nem falta coesão, só fica um pouco sem profundidade, principalmente no relacionamento do casal principal. Mesmo assim, isso não faz com que o filme seja ruim, pelo contrário. Ele é um conto de fadas, é entretenimento puro e simples. Não precisamos ficar procurando fio de cabelo em ovos.

Recomendo.

Teca Machado

3 comentários:

  1. OI BISTEQUINHA

    quando eu vi que o filme foi lançado, fiquei meio confusa. Como continuar o filme sem a branca de neve, já que ela é uma das protagonistas? Ainda não vi o filme, mas sinceramente... a kristen e aquela única expressão de nojo enche o saco HAHAHA muito melhor que o segundo filme fosse o primeiro, ou então escolhessem outra atriz pro negócio, né?

    beijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu fiquei confusa, apesar de detestar a Kristen.
      Foi ótimo ficar sem ela o filme, juroooo.
      Hahahaha.

      Beijooos

      Excluir
  2. Menina, sou doida pra ver esse filme, mas até hoje não vi.. haha
    E agora sua resenha me lembrou dele. Qualquer dia desses vou tirar pra ver.
    E poxa, que elenco e que figurino maravilhosos! É pra ficar de queixo caído! *-*
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir