sábado, 13 de agosto de 2016

O Despertar do Príncipe – Ação no Egito


Quando olhei os lançamentos da Editora Arqueiro de agosto, vi que O Coração da Esfinge, segundo volume da série Deuses do Egito, de Colleen Houck, era uma das obras publicadas. O primeiro volume, O Despertar do Príncipe, estava na minha estante há uns meses e percebi que esse era o momento. Não li a outra série de sucesso da autora, A Maldição do Tigre, então esse foi o meu primeiro contato com a sua escrita. E posso dizer que estou apaixonada.

Levei o livro para os jogos de futebol masculino das Olimpíadas em Brasília. Li enquanto passava Iraque e Dinamarca.
Mas Brasil e África do Sul foi tão ruim que devia ter lido durante ela também, haha.

Já vi dezenas de resenhas falando bem de O Despertar do Príncipe, então fui com as expectativas altas. Mas elas foram ultrapassadas com essa história incrível, criativa e envolvente que fala sobre uma das minhas culturas preferidas, a egípcia.

Nessa obra conhecemos Liliana Young, ou apenas Lilly. Ela é uma garota rica de Nova York, que, apesar de estar sempre rodeada de todo o luxo, não se sente verdadeira na sua própria pele, já que seus pais exigem que ela siga certos parâmetros e exigências que não são dela. Lilly se vê presa numa vida confortável, porém chata. Até que certo dia, ao visitar a ala egípcia do Metropolitan, museu de Manhattan, uma múmia desperta e forma uma conexão vital com a garota, a impedindo de fugir dele.

A múmia é Amon, um príncipe egípcio com poderes divinos que tem como missão a cada mil anos despertar e impedir a destruição do mundo pelo deus do caos Seth. Lilly se vê obrigada a ir com ele para essa jornada até o Egito, mas ao longo dela descobre que era exatamente isso que precisava para quebrar as correntes que a prendiam e se tornar a menina que sempre quis ser e, ao mesmo tempo, ainda salvar a humanidade e se apaixonar.

Colleen Houck
O Despertar do Príncipe é um livro que me tomou o fôlego. Dividido em três partes e narrado quase sempre em primeira pessoa por Lilly, ela passa por NY e pelo Egito exótico e misterioso com seus oásis, pirâmides e crenças. Vários são os momentos em que a ação corre solta e o leitor se vê desejando ardentemente que tudo dê certo. Se eu tivesse o hábito de roer unhas, tenho certeza que agora elas estariam no talo. No início de cada ato há um pequeno capítulo em terceira pessoa com um flashback sobre Amon, que explica como ele se tornou uma múmia e porque a cada mil anos acorda.

Colleen Houck equilibra o enredo na dose certa. Tem muita ação, mas ao mesmo tempo tem sentimento. Não é só correria desenfreada. Lilly e Amon (<3) têm diálogos inteligentes e divertidos, além de emocionantes. Conhecemos por meio do príncipe histórias egípcias e seus costumes e ele passa a entender um pouco melhor o nosso mundo através dos olhos de Lilly.

Por falar nesses dois, impossível não se apaixonar por seu relacionamento fadado a tragédia. Lilly é uma ótima protagonista. Com seus 17 anos e toda riqueza, ela tinha tudo para ser mimada e chata. Mas ela não é, nem de longe. É comum eu ter ódio das personagens principais, mas Lilly ganhou meu coração com sua maturidade, coragem e altruísmo, e mesmo insegurança. E é até difícil falar de Amon sem dar uns dois suspiros. Eu que queria uma múmia dessas para mim! Inteligente, fiel, liiiiiiiiindo, bom caráter e atencioso, Amon se tornou um dos meus crushs literários logo que apareceu. Meu lado periguete literária está em polvorosa! Haha. Lilly e Amon juntos combinam, parece certo e o leitor torce muito, muito mesmo por eles. E apesar do romance entre os dois, o foco do livro não é esse, então não é açucarado demais.

O ritmo da leitura não cai em nenhum instante, ao invés disso, ela só acelera. Ainda mais quando os irmãos de Amon aparecem, Asten e Ahmose. Também me apaixonei perdidamente por eles. E o que dizer dessa capa maravilhosa? <3

Depois de um desfecho de apertar o coração e nos deixar quicando de ansiedade para o próximo volume, percebi que preciso urgente ler O Coração da Esfinge.

Volume 2 de Deuses do Egito

Recomendo muito.

Teca Machado

11 comentários :

  1. Oii Teca

    Me uno à ti no grupo das leitoras que precisam do Coração da Esfinge urgente! Aii que ja me dói o coração só de pensar em esperar pela próxima parte...rsrs
    Amei esse livro de paixão, Lilly me pareceu tão valente e otimista, adorava como ela nunca escondia seus sentimentos de Amon mesmo sabendo que ele estava resistindo à ela. Aii morrendo de curiosidade para ver o que nos aguarda nessa continuação.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiiim, eu amei isso.
      Ela demonstrava, mesmo sendo "rejeitada" o tempo todo.
      Quero leeeeeeeer!

      Beijooos

      Excluir
  2. É somente com o coração que podemos ver corretamente; o essencial é invisível aos olhos".

    acesse: http://xvideosxvids.com

    ResponderExcluir
  3. BISTEQUINHA
    se você foi com expectativas altas e se surpreendeu, tô passada com a qualidade que essa leitura deve ter proporcionado ;O confesso que não li também A Maldição do Tigre. Meio que o julgo pela capa D: HAHAH

    P.S.: sonhei com você hoje ;O

    beeeeijo
    beinghellz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério, Hellz, é um negócio de louco.
      Eu ameeeeeeeeeeeeeei!!!!

      Beijooos

      Excluir
  4. Oi, Teca! Tudo bem?

    Esse livro tem uma carinha legal... tenho vontade de ler também, e espero fazer o que mais breve possível!

    E Tu estava no estádio? Ostentando, hein? :D
    Beijos!
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é só a cara. É ele todo. <3
      Hahahaha

      Ostentando nada.
      Comprei há um zilhão de anos e foi em Brasília, não no Rio.
      :P

      Beijoos

      Excluir
  5. Oi, Teca!!!!

    Fico tããããão feliz que tenha gostado do livro também!!! Ele é ótimo, né?!
    Também fiquei apaixonada pela Lilly e pelo Amon!! <3
    E mal posso esperar para que chegue o meu O Coração da Esfinge!!! *-*

    Já li a sinopse e estou bem empolgada com a próxima aventura de Amon. Será bem tensa também.

    E eu provavelmente vou roer minhas unhas! Hahahahaha
    Não tenho capacidade de me controlar nesses casos... >.<

    Mas te conto o quão legal é depois que lê-lo! Hahahaha

    Bjs!!!!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu tenho zero autocontrole quando amo o livro, hahahaha.
      Eu ameeeeeeeei!
      Obrigada pela dica e por me indicar.

      Beijooos

      Excluir
  6. Ai Teca, eu também amo a cultura egípcia! Quando vi que esse livro tinha muito disso já fiquei super querendo!
    A história parece mesmo muito boa e envolvente. Preciso!
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir