terça-feira, 4 de março de 2014

A volta da coluna de viagens: Castelo Neuschwanstein – Por Iara Vilela


Volteeei!

Sim, nossa coluna sobre viagens pelo mundo está de volta ao Casos Acasos e Livros! \o/ E para comemorar, não pensei em outro post para a Teca que não fosse sobre castelos e princesas. Por isso, hoje vou falar sobre o Neuschwanstein, o belíssimo castelo que fica em um pequeno vilarejo entre a Alemanha e a Áustria. 

Esta é a vista do castelo quando se sobe a pé! 

Antes que você pense que nunca ouviu um nome tão estranho na vida, eu lhe digo que esta belezura arquitetônica inspirou nada menos que o senhor Walter Elias Disney. Sim, o cara responsável por grande parte de nossos sonhos quando criança (ou adulto, no meu caso). Para facilitar ainda mais, eu lhe pergunto: Sabe aquele castelo que é o símbolo dos Estúdios Disney e que aparece no começo de todas as produções da companhia? Então, é o Neuschswanstein! Há ele também foi inspiração para o castelo da Cinderela, apenas. 

Agora que estamos todos familiarizados com nosso destino, vamos falar um pouco deste fascinante lugar (perdoem o clichê, mas é verdade)! Ele fica na região da Baviera e foi construído no século XIX. Quem estiver na região, pode facilmente chegar lá de carro ou de ônibus. 

Eu fui de carro e não tivemos problemas em encontrar o castelo, pois há muitas placas. Chegando no estacionamento que fica bem no pé da montanha, você compra o bilhete para subir até o Neuschwanstein. A subida a pé é bem íngreme e leva uns 30 minutos, mas caso você não esteja disposto a andar tanto, há charretes e um microônibus que te levam até perto da entrada. O mais bonito é ir a pé! Caso esteja muito frio (lá neva gente, aqui tem fotos dele branquinho) ou chovendo, o melhor é ir de ônibus (€ 1,80 para subir e €1 para descer). 

Detalhes do castelo. Ah, desculpem pela falta de qualidade da foto, estava chovendo MUITO!

Conhecer um castelo emociona muita gente, pois é algo que não faz parte da nossa realidade. E é bonito, imponente e impressionante, principalmente pelo tamanho. Comigo não foi diferente, fiquei olhando as paredes, torres e imaginando como seria a vida em um lugar como esse (láááá no século XIX). É possível entrar no castelo, mas não é permitido tirar fotos! 

Como se não bastasse toda a sua beleza e exuberância, lá de cima dá para ver o castelo de Hohenschwangau. Este nome estranho quer dizer: Castelo do Grande Condado do Cisne. O nome realmente parece coisa de filme não é?

Este é o Hohenschwangau. Paisagem incrível com direito a floresta e lago! 

Valores

A entrada não é gratuita, mas compensa cada euro gasto. Para entrar no Neuschwanstein e no Hohenschwangau paga-se € 9 (para cada castelo). Se você quiser conhecer os dois juntos há um descontinho de €1. Há, menores de 18 anos não pagam.

É possível comprar bilhetes para os dois castelos pela internet, pelo site de Hohenschwangau. Comprando on-line há um acréscimo de € 1,80 euro por castelo.

#Wanderlust


Iara Vilela é jornalista e como boa wanderluster, ama viajar e já conhece mais de 50 cidades em 11 países. Ela também gosta de chocolate, esmaltes, cervejas especiais, tulipas, moda e é dona de um São Bernardo e de um Golden Retriever. Pseudo-nerd que é, adora toda a obra de J.R.R. Tolkien e Isaac Asimov, além de ter paixão por festivais de música! Entre uma viagem e outra, ela escreve para este lindo blog e também para o "Com os Erros Aprendi", que conta furadas e erros de navegação em muitas de suas viagens pelo mundo!





P.S.: Gente, é a Teca aqui. Domingo eu apareci no blog da Iara contando a maior furada de viagem da minha vida. Vejam aqui que história simplesmente absurda que me fez querer socar o cretino do Murphy.

Nenhum comentário:

Postar um comentário