sábado, 24 de maio de 2014

Feios – Mais uma distopia para você entregar seu coração


Ando numa fase de distopias e sociedades alternativas, bizarras e muito loucas. Jogos Vorazes, Divergente e outros. Terminei ontem o primeiro livro da série distópica Feios, de Scott Westerfeld, e posso dizer que também já virou mais um amor do meu coração.


Séculos depois do colapso da atual era da civilização como conhecemos, a sociedade vive em cidades-bolhas autossuficientes. Para acabar com guerras, desentendimentos, preconceitos e brigas, o governo dá um presente às pessoas quando elas fazem 16 anos: uma operação plástica para que se tornem perfeitas fisicamente falando (E todas muito parecidas também). Ficam lindíssimas, com grandes olhos, lábios volumosos, cabelos sedosos, ossos de uma liga resistente, uma pele nova sem nenhuma marca, nenhum pneuzinho e tudo o mais que você precisa para ser maravilhoso de cair o queixo.

Tally Youngblood está se aproximando do seu aniversário de 16 anos e não vê a hora da sua operação chegar. Cansou de ser feia (Não que seja realmente feia, mas, como diz o slogan do livro, num mundo de perfeição, o normal é feio). Ela mora em Vila Feia, onde os adolescentes ficam confinados até o dia da cirurgia, mas está doida para ir viver em Nova Perfeição, onde os perfeitos moram e tudo é apenas diversão o tempo todo. Enquanto esse dia não chega, ela morre de tédio no seu alojamento, até que conhece Shay.

Shay, ao contrário de Tally, não quer ser perfeita. Quer fugir e viver na Fumaça, uma comunidade alternativa fora-da-lei na natureza que abriga quem não quer passar pela operação e prefere viver ao ar livre. Quando Shay foge para lá, Tally é obrigada pelos Especiais, FBI da cidade, a procurar a amiga e a mostrar a localização da pequena sociedade. Se ela não fizer isso, vai acontecer o seu pior pesadelo: Ser feia para sempre. Tally tem certeza que irá fazer o que pediram, mas ao chegar à Fumaça, seu conceito de mundo vira de cabeça para baixo e ela não sabe mais o que fazer ou em quem acreditar, pois descobre segredos que podem acabar com a sociedade como ela é construída.

Scott Westerfeld

Dividido em três partes, Feios é narrado em terceira pessoa e é muito envolvente. O comecinho é meio enjoado. As primeiras páginas são legais, mas então ele fica com muito blá blá blá de conversas entre Tally e Shay, enrolado e com uns mimimis. Quando acaba a primeira parte é que realmente fica interessante e é quase impossível largar o livro até o final, que é bem amarrado para a continuação.

O leitor vai mudando de opinião com o passar do livro. Torce pela Nova Perfeição ou pela Fumaça? Quer que Tally vire perfeita, viva de festas e seja feliz sem problemas ou aprenda a viver em comunidade, sendo “feia”, mas livre de um governo que se mostra cruel?

Tally é uma boa personagem, bem construída e coerente em suas atitudes. Sim, ela muda de opinião e conceitos algumas vezes, mas devido às circunstâncias, não do nada. Em certos momentos ficamos com raiva dela, pois, afinal, ela precisa trair os amigos. Mas até entendemos o que a Tally passa e a nossa “relação” com ela fica tranquila. A Shay é um tanto chata. Idealista demais, ela tenta sempre convencer os outros que a sua filosofia é a melhor do mundo. Não morri de amores. O David, um cara da Fumaça, é um fofo que ganhou o meu coração devagarzinho.

Simplesmente não vejo a hora de saber o que acontece mais para frente! 

Os livros da série são:


1- Feios
2- Perfeitos
3- Especiais
4- Extras (Que é um livro meio avulso, com outra história, mas que aparecem os personagens centrais)

Recomendo.

Teca Machado

Um comentário:

  1. Adorei o que você falou sobre o livro. Quando eu li "Feios" e vi a capa do livro, me deu vontade de jogar tudo pros altos. Afinal, se a moça da capa era referente a personagem principal e ela é consideravelmente "feia" neste mundo do livro, cara, se eu estive lá, não teriam adjetivos para classificar abaixo desse "feia". Kkkkk' Mas, enfim, fui lendo a resenha e imaginando tudo. Me deu uma baita curiosidade para ler o livro, inclusive. Ótima resenha.

    Beijos,
    www.nerd-absoluta.blogspot.com

    ResponderExcluir