quarta-feira, 31 de maio de 2017

A Quinta Onda: Sobre o livro


Estão sentindo cheiro de distopia no ar? Cheiro de ficção científica? Cheiro de alienígenas? Cheiro de ação numa história que te prende?

Estamos falando de A Quinta Onda, de Rick Yancey, da Editora Fundamento.


Quando o filme baseado no livro passou no cinema, não quis assistir porque preferi ler o livro antes. Nem mesmo vi o trailer. Tudo o que eu sabia era que se tratava de uma distopia sobre aliens. 

Uma nave alienígena paira sobre a Terra, mas ninguém tem contato com ela. Não se sabe o que ela quer, não se sabe o que ela vai fazer. Até que começam as “ondas” de destruição. Depois da Primeira Onda, tudo ficou escuro. Depois da Segunda Onda, somente os sortudos sobreviveram. Depois da Terceira Onda, somente os que não tiveram sorte sobreviveram. Depois da Quarta Onda, não se pôde confiar em ninguém. E agora com a Quinta Onda ninguém sabe o que esperar, mas se sabe que será cruel.

Capa original

Trilogia A Quinta Onda

Cassie perdeu seus pais nos ataques e seu irmãozinho Sam foi levado pelos militares. Ela está sozinha, na floresta, completamente sem esperança. Tem certeza que é a última pessoa viva na Terra, além dos Outros. Até que conhece Evan, um garoto fazendeiro que a salva de um ataque. Ele é cheio de mistérios, mas pode ser a única chance que ela tem de resgatar o irmão. Enquanto isso, Ben, mais conhecido como Zumbi, colega de escola de Cassie, também perdeu tudo, mas foi resgatado pelo exército e está passando por um treinamento de batalha para combater os Outros.

A narrativa de Yancey é em primeira pessoa, alternando os personagens. Cassie e Ben são dois núcleos diferentes da história e os dois narradores protagonistas. Mas há alguns capítulos com o irmão de Cassie narrando, outros com Evan e outros com o atirador.

Rick Yancey
A Quinta Onda demora um pouco para engrenar a história. O início é muito parado, com Cassie totalmente sozinha e desesperançada na floresta. Mas acredito que isso seja proposital, para que o leitor tenha dimensão da sua solidão e vazio. Assim que ela encontra Evan e passamos a também ter a narração de Ben, o enredo passa a prender mais e a ter mais cenas de ação. O terço final do livro, por exemplo, é daquele tipo que você simplesmente não consegue parar de ler. Parecia que ele tinha grudado na minha mão e tudo o que eu precisava era saber o desfecho.

A história que Yancey criou é diferente, interessante e muito chamativa. Foge um pouco dos clichês de distopias e histórias de alienígenas, ainda que eu tenha descoberto o plot twist muito tempo antes de ele ser revelado. A construção dos personagens foi muito bem feita, principalmente de Cassie e Ben, cujos pensamentos, anseios e medos temos acesso. 

Rick Yancey escreveu sobre um tema – destruição da humanidade por aliens – que funciona muito bem na tela do cinema, mas nem todos os autores do gênero conseguem trazer essa atmosfera caótica para as páginas de um livro. Só que ele consegue. A desesperança, a solidão, o medo, a tristeza e o vazio que permeiam a história entram também no leitor. Por várias vezes me peguei sentindo o mesmo que Cassie, pensando “e agora, o que vamos fazer?”. E quando um livro te faz entrar tão profundamente na história é sinal que o escritor é bom no que faz.

  

A Quinta Onda é o primeiro de uma trilogia que leva o mesmo nome. O segundo se chama O Mar Infinito e o terceiro é A Última Estrela. Todos já foram publicados no Brasil. E eu mal posso esperar para continuar a leitura (e assistir ao filme!).

Recomendo.

Teca Machado

3 comentários :

  1. Oi, Teca! A premissa desse livro é muito interessante, pelo menos ao meu ver. Tenho muita vontade de ler essa obra, pois gosto bastante do gênero. Sua resenha só fez despertar a minha vontade em lê-lo. Parabéns pela resenha, aliás tu resenhas muitíssimo bem Teca. Abração!

    www.marcasliterarias.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Teca!! Eu não fiquei muito interessada na época porque é difícil eu gostar de distopias, mas pela resenha o livro parece ser mais interessante que eu imaginava! Que bom que vc curtiu a leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Olá! Tudo bem?
    =)
    Acho tão interessante a premissa desse livro, mas algo me prende e eu acabo não lendo o livro. Não sei por que ainda não me despertou aquela louca de ir lá e pegar pra ler. Acho que o problema são os alienígenas, eu meio que tenho uma birra com livros que trazem vampiros e elienigenas.

    Bjinhos.
    Di, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir