terça-feira, 7 de abril de 2015

Homem perfeito e genética: Eve & Adam


Imagine poder criar o homem/a mulher perfeito(a)? Parece interessante, né? Mas talvez não seja. Perfeição demais não é o ideal para nós, que somos tão cheios de defeitos. É irritante, na verdade. E essa é a premissa de Eve & Adam, de Michael Grant e Katherine Applegate, da editora Novo Conceito, que peguei em parceria com a Livraria Janina.


Eve é uma adolescente normal. Ou quase. Terra, sua mãe, é uma famosa geneticista, dona de um império de laboratórios que encontra a cura de várias doenças, mas também tem alguns setores meio obscuros nos quais ninguém sabe o que acontece. Nada maternal e bem frígida, mas uma mulher de negócios impiedosa, por isso mãe e filha não se dão muito bem. 

Certo dia, Eve é atropelada e quase perde a perna. Terra a retira a força do hospital para que se trate nos laboratórios da família. A recuperação da garota é impressionantemente rápida, o que desperta a sua atenção. Mas a mãe a distrai com um novo projeto: Um software educacional sobre genética no qual Eve pode montar o homem perfeito, tanto física quanto emocionalmente. Ainda em teste, a menina é a cobaia da mãe nessa empreitada que parece divertida e inofensiva. Mas só parece.

Enquanto Eve se recupera e brinca com o programa de computador criando Adam, o homem dos seus sonhos, Solo, um rapaz que trabalha nos laboratórios e que é filho dos ex-sócios de Terra, luta para juntar informações para desmascarar a geneticista e mostrar ao mundo quem ela realmente é. Mas seus esforços entram em crise no momento em que conhece Eve e se apaixona pela filha da mulher que quer destruir.

Katherine Applegate e Michael Grant
O livro é narrado em primeira pessoa com capítulos que se alternam entre Eve e Solo, o que é ótimo para que nos aprofundemos na personalidade dos personagens. O livro é rápido, com cenas de ação e com uma leitura que voa em suas mãos. Em apenas dois dias, isso porque estava sem tempo, terminei a leitura. A história é interessante, a premissa é divertida e é muito bem escrito.

Apesar de ter sido feito por duas pessoas, a continuidade de Eve & Adam é tão bem amarrada que nem mesmo parece que mais de um autor criou a história. A sintonia entre Michael Grant e Katherine Applegate é visível.

Gostei do livro, mas não adorei loucamente. Por ele ser relativamente curto, com 272 páginas, são muitas informações ao mesmo tempo que acabam não sendo bem exploradas, então vários pontos que poderiam ser mais profundos ficam muito rasos. Exemplos disso são quando o assunto é engenharia genética, em relação o próprio Adam e o relacionamento tanto de Eve com a mãe quanto com Solo.

Em comparação, outros assuntos que não precisavam tanto destaque, ganham grande parte do livro, como Aislin, a amiga doida e meio periguete de Eve. Suas desventuras e confusões ficaram meio perdidas no meio da história de genética e do homem perfeito. Fora que achei ela bem vaca e a Eve um cachorrinho atrás dela.

A capa de Eve & Adam é muito bonita e combina bastante com a história. O título, Eva e Adão no inglês, e a referência à maçã do pecado original, mas modificada por tecnologia, foi uma sacada genial. 

Pesquisando descobri que tem um conto de Eve & Adam com 32 páginas chamado Love Sucks and Then You Die - Eve & Adam 0.5 (O Amor é uma Droga e Então Você Morre). Ele mostra um pouco da vida da protagonista antes do acidente e como ela sempre se sentiu inadequada quando o assunto são garotos e relacionamentos.

Recomendo.

Quer comprar? Tem aqui na Livraria Janina.

Teca Machado

38 comentários:

  1. Oi Teca, é meio chatinho quando o livro tem uma historia incrível com muitas informações mas não são totalmente exploradas não é mesmo? A gente fica querendo aquele MAIS, mas a autora nunca dar aquele mais né?! As vezes sofro com livros assim. Em breve lerei esse livro pois ganhei ele em uma promoção espero que ele não seja de todo o ruim. A capa achei muito bonita!

    Bjuuus!
    http://livrosseriesecitacoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada, ele não é ruim, não.
      Eu gostei bastante, mas não ia achar ruim se aprofundassem um pouquinho mais.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  2. Eu já tinha visto esse livro e fiquei interessada é bem diferente , e vc ainda acrescentou coisas que eu não tinha visto em outra resenha, e que chato essa parte que vc não ficou tão satisfeita, isso irrita né?
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um pouco, mas acontece.
      Difícil sem 100% maravilhoso.
      Mas é muito bom!

      Beijooos

      Excluir
  3. Antes de mais nada:
    http://beinghellz.blogspot.com.br/2015/04/i-love-new-york-teca-machado.html
    Saiu a postagem enfim, Bistequinha *-*

    ENFIM... achei a capa linda, diagramação SUPER COOL, gostei da história de criar o homem perfeito e tudo mais. MAS é fato: A Perfeição seria um saco u.u HAHAHA Onde nós, Drama Queens, ficaríamos? u.u sem contar que depois de um tempo ia dar tédio, blé.

    Me diz uma coisa: Como você consegue ler tão rápido? :(

    beijo
    beinghellz.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hellz, eu também acho perfeição um saco.
      Qual é a graça?
      :P
      Então, eu leio rápido porque leio muito, hehe. Questão de prática, sabe? Quando mais eu leio, mais rápido leio.

      Beijooos

      Excluir
  4. gostei da sua resenha, o livro parece msm bem interessante

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Eles podiam ter separado o livro em dois, para ter mais informações, de qualquer maneira fiquei interessada! Mas ao contrário de você não souuma devoradoras de livros e estou começando pelos menores

    Beijoos, Love is Colorful

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também pensei que poderiam ter dois, Barbara.
      Mas fazer o que, né?

      Beijooos

      Excluir
  6. Oi, Teca!

    Quero ler esse livro desde que ele foi lançado. Também achei a capa muito bacana e parece estar em sincronia com a história. Uma pena que alguns pontos não foram tão aprofundados, a história poderia ter sido melhor trabalhada. Porém, ainda assim quero ler, pois parece ser uma leitura bem bacana.
    Adorei a resenha!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa!
      Mesmo com um ponto negativo, a história vale muito a pena ser lida.
      Eu gostei muito.

      Beijooos

      Excluir
  7. A proposta do livro parece ser interessante. Eu daria uma chance, viu?
    Tecaaa, tô participando do sorteio de teu livro que sooooou louca por um! Torce por mim haha
    www.iamcamilakellen.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que daria. Vale a pena!

      Sérioooo? Estou torcendo, Camila!
      :D
      Boa sorte!

      Beijooos

      Excluir
  8. Nossa que capa LINDA! Nunca tinha ouvido falar nada sobre esse livro, juro pra você, e olha que eu amo os livros da Novo Conceito, geralmente são ótimos.. Amei sua resenha, realmente, a perfeição seria um téédio e eu não teria paciência para um homem perfeito kkkk não teria motivos para dramatizar kkkk brincadeiras a parte, fiquei curiosa em ler.. Amei a dica! Beijokas :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro me conquistou pela capa também.
      Natz, super te entendo quando você diz que precisa de imperfeições para dramatizar, haha.
      Viva as dramas queens!
      :D

      Beijoooos

      Excluir
  9. Adorei a capa e principalmente saber que são dois autores que escrevem. Fiquei bem curiosa, parece muito divertido.
    ;**

    Red Behavior

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duda, eu gostei bastante.
      É engraçado quando são dois autores, você tenta descobrir onde cada um escreveu.

      Beijooos

      Excluir
  10. Adorei a resenha, me motivou mais uma vez a ler essa história hehe. Fico sempre na dúvida, uma hora quero ler, outra troco por outro livro. Mas ainda quero descobrir mais coisas dessa história.

    beijos

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br
    @rs_juliete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha.
      Eu fiquei assim, Juliete. Até que tomei vergonha na cara e li logo.
      :D

      Beijooos

      Excluir
  11. O tema do livro sempre me deixa curiosa, mas saber que logo a parte da engenharia genética foi pouco tratado me desanimou. Esse é uma das coisas que eu realmente não gosto. Mas parece uma boa história.

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi assim comigo também, Larissa, mas a história é boa, se sustenta.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  12. Oii ! Nossa eu to muito afim de ler esse livro.
    Li varias coisas sobre ele e cada vez quero mais. Adorei sua resenha.
    Beijos
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou.
      É um livro que vale a pena ser lido.

      Beijooos

      Excluir
  13. Oie! Vou te contar que logo de cara eu já gostei da capa do livro. Tenho uma mania impressionante de "julgar o livro pela capa"! Kkkk' Estou extremamente curiosa com tal justamente por ter visto hoje mesmo uma reportagem de um cara que quer fazer transplante de cabeças. Literalmente, ok? Procure a reportagem que passou no programa Hoje em Dia, na Record. E esse negócio de transplante de cabeça e o de criar uma pessoa me deixou completamente curiosa, dando um quê a mais na minha vontade de ler o livro.

    Beijos,
    www.nerd-absoluta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saah, eu vi essa matéria sobre o transplante, haha.
      Fiquei rindo!
      E suuuuuuuuper julgo o livro pela capa. Foi o caso desse e gostei muito.

      Beijoooos

      Excluir
  14. Oi Teca!
    Já tinha ouvido falar nesse livro, parece realmente ter uma história bem criativa!
    Pelo pouco número de páginas, as críticas que você fez fazem sentido. Acho que valeria mais a pena investir menos em coisas desnecessárias (tipo a amiga) e mais no desenvolvimento. :(
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E a amiga é um saco, apesar de ter um papel importante no fim.
      Podiam aumentar as páginas. Eu não me importaria.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  15. Gente.. a história parece ser bem interessante, mas por tudo que você falou, to achando 272 páginas muito pouco também! rs
    Mesmo assim vou querer ler depois.
    Adorei a resenha!
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito pouco, Mone!
      :(
      Mas mesmo assim eu gostei.

      Beijooos

      Excluir
  16. Eu achei esse livro engraçadinho, mas como você disse, é raso em vários momentos e nos momentos que ele poderia se posicionar sobre essa questão de criar pessoas. Os autores meio que jogam pra gente a opinião, se achamos certo ou não. Foi legal, mas apenas isso.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente.
      Legal, gostei, mas talvez um pouco "esquecível".

      Beijooos

      Excluir
  17. Oi Teca!
    Essa capa me despertou a atenção desde o lançamento. Confesso que não tinha lido a sinopse, mas sua resenha despertou muito minha atenção, parece uma trama muito instigante que te deixa preso aos mistérios da ficção. Penso seriamente em colocar na minha lista de desejados que cada vez é maior.
    Paradise Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carla, coloca.
      Ele é legal, vale a pena.
      A capa sempre me despertou também, por isso acabei comprando.

      Beijooos

      Excluir
  18. Oi Teca

    A temática desse livro é bastante interessante e o fato dos autores não terem explorado de forma mais aprofundada realmente é um ponto negativo. Seria interessante ver tudo de forma mais detalhada para ajudar ao leitor a mergulhar de ver na história.
    Eu ainda não li o meu e confesso não estar muito empolgada para isso. Talvez quando o próximo livro for lançado, se as resenhas forem em sua maioria positivas, eu me proponho a ler Eve e Adam.

    Beijos
    Mundo de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, já que você tem ele, vale a pena ler.
      Eu recomendo.
      Tem pontos negativos, mas ele é muito bom!

      Beijooos

      Excluir
  19. Muito antes de a Novo Conceito finalmente lançar esse livro, a minha curiosidade em relação a ele era muito grande, mas no fim acabei recebendo o meu exemplar, deixando a leitura para depois e hoje não tenho qualquer previsão de leitura. x.x Apesar dessa enrolação, gosto muito da premissa da obra, mesmo sabendo que os autores não se aprofundaram quanto deveriam - algo que inclusive li em outras resenhas.

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que a decepção em relação a isso foi geral.
      Parece que eles ficaram com preguiça de pesquisar mais sobre genética, sabe?
      Mas ele é legal, vale a pena.

      Beijooos

      Excluir