segunda-feira, 6 de abril de 2015

Insurgente – Sobre o filme


Dos quatro livros da série Divergente, de Veronica Roth (Comentei aqui, aqui, aqui e aqui), Insurgente, o segundo, é o meu preferido. O filme do primeiro (aqui), lançado ano passado, foi muito bom e bem parecido com o livro. O mesmo pode ser dito dessa continuação, que está nos cinemas. Mudando um fato ou outro, mas sem nunca alterar a essência da história, a produção levou em conta o original da autora, mas tem mais fatos diferentes do que a abertura da série.


Agora Tris (Shailene Woodley) e Quatro (Theo James – SUSPIROS) são foragidos. Depois de acabar com a batalha – mais conhecida como chacina – orquestrada pela líder da Erudição Jeanine (Kate Winslet) em Divergente, eles e mais um grupo fogem para a sede da Amizade. Lá buscam abrigo, mas sabem que é temporário. O destino deles é voltar para a cidade e descobrir a causa de tantos assassinatos e repressões segredos que foram até motivo para a morte dos pais de Tris. Ela ainda está traumatizada com tudo o que aconteceu, principalmente a morte da família e de amigos, o que acredita ser sua culpa, enquanto Quatro esclarece fatos do seu passado que todos, inclusive Tris, achavam que eram diferentes.



Insurgente é direção de Robert Schwentke, que não é o mesmo do primeiro filme da série, Neil Burger. O estúdio não esperava o sucesso estrondoso que foi Divergente e achou que teria mais tempo para filmar o segundo filme. Com olho na bilheteria, correu para o próximo e já dividiu a história de Convergente, livro que fecha a série, em dois filmes. Com o cronograma apertado, Neil não pôde continuar e passou o bastão para Robert. 

A troca de diretores fica muito clara, principalmente no que se diz de cenários e fotografia do filme. Temos em Insurgente uma Chicago muito mais destruída, devastada, mas, ao mesmo tempo, tecnológica. Os livros deixam muito claro que grande parte da cidade está abandonada e apenas alguns setores são usados, mas eu não imaginava tanto abandono. Não me incomodou, mas segue uma linha diferente do primeiro filme.



Shailene Woodley faz um bom trabalho, como costuma fazer. Com a personagem devastada, traumatizada e levemente descontrolada, a atriz consegue levar para a tela essa desolação de conviver com a culpa de carregar a morte de uma facção inteira nas costas. Mas estou completamente incomodada com o corte de cabelo dela (Eu sempre me incomodo com cabelos muito curtos e sobrancelhas grandes, já repararam?). Theo James não é o melhor ator do mundo, mas é muito competente (e lindo *.*). Ele tem um quê de macho alfa malvadão, mas é apenas um rapaz atormentado e apaixonado. Ansel Elgort, como Caleb, irmão de Tris, sempre trabalha bem, apesar de que nesse filme ficou um pouco apagado. E Miles Teller, o chatíssimo e mau elemento Peter, faz tão bem o seu papel mais uma vez que nos faz odiá-lo. Em Whiplash (aqui), que foi o protagonista, demorei a gostar dele porque ainda tinha a imagem de Peter na cabeça, haha. Sou altamente influenciável, como vocês podem ver.


Kate Winslet, aquela linda, nunca nos dá menos do que pode nos oferecer, independente de ser um filme blockbuster adolescente ou um drama épico. A atriz é uma senhora atriz. Outras duas mulheres de peso, mas que ficaram subaproveitadas em Insurgente são Naomi Watts, como Evelin, líder dos sem-facção, e Octavia Spencer, como Johanna, líder da Amizade. Nos livros elas ganham mais destaque em Convergente, próximo volume. Tomara.


Insurgente é ótimo. Enquanto Divergente nos apresenta ao mundo e aos personagens da distopia, Insurgente desenrola a história e a leva para rumos não imaginados (Eu mesma quando li os livros fiquei “WHAAAAAAT???”). O final, um tanto bombástico, é uma boa prova do talento tanto da autora Veronica Roth quanto do diretor. Vamos esperar ansiosamente pelos dois próximos filmes.

Recomendo bastante.

Teca Machado

22 comentários:

  1. Olá, tudo bem?

    Eu amei Insurgente. Não é o meu livro preferido da trilogia pois eu acho que foi caindo um pouco a qualidade do livro, mas adoro.

    O filme foi incrível. Os efeitos foram os melhores. Eu fiquei um pouco triste por não ser fiel ao livro, contudo adorei a caixa que ele criaram para o filme e as enas da Tris passando pela simulação de cada facção para abrir a caixa foram as melhores cenas. To doida para rever o filme <3

    E os atores agora mandaram muito bem! Claro, em Divergente eles já estavam maravilhosos, só que agora... wow. Eles entraram ainda mais no personagem e Shai soube muito bem ser a Tris novamente nessa fase dela mais badass.

    Beijos, Ana K | http://universoaoquadrado.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, já Insurgente é o meu livro preferido da trilogia.
      Os efeitos foram realmente incríveis, né?
      Adorei a história da caixa, mesmo sem estar no livro.

      Beijooos

      Excluir
  2. Insurgente é muito muito comentado... A trilogia toda na verdade. Não tive a oportunidade de ler nem assistir :/
    www.iamcamilakellen.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você gosta de distopias, Camila, vai gostar.
      É muito bom.

      Beijooos

      Excluir
  3. Genteee quero muito ver insurgente e ainda não tive tempo credita? se sábado ainda tiver em cartaz eu quero ver.

    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que vai ficar bastante em cartaz ainda. Pode ficar tranquila!

      Beijooos

      Excluir
  4. Oii, Teca!!

    Não li nenhum dos livros e não assisti nenhum dos filmes, mesmo tendo escutado ótimos comentários sobre o enredo. Acredito que seja mesmo uma ótima história, pois as imagens são sempre muito bonitas e cheias de ação. Que bom que tu gostou!!!

    beijos

    http;//mundo-restrito.blogspot.com.br
    @rs_juliete

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ju, você é uma das únicas pessoas que gostam de livros que eu conheço que não leu e nem viu os filmes, hehe.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  5. Desde que assisti Divergente estou louquinha pra conferir Insurgente!
    Na verdade, após o filme, fiquei vidrada nessa distopia. Sério, é genial e super interessante. Assisti o filme duas vezes e pretendo comprar o livro muito em breve - apesar de todo mundo criticar o terceiro livro.

    Beijos
    Daisy - nuvemdeletras.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, o terceiro livro não é ruim.
      É que os rumos da história são doidões, você não imagina nunca lendo os dois primeiros.
      Mas eu gosto bastante!

      Beijoooos

      Excluir
  6. Oi Teca,
    Quero muito ver esse filme já que amei o primeiro Divergente.
    Big Beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lulu, ele é tão bom quanto o primeiro e ainda mais corrido.
      Gostei muito!

      Beijooos

      Excluir
  7. Eu ainda não li os livros e consequentemente não vi os filmes, mas quero de mais fazer ambas coisas. Pois, tenho ouvido e lido tanto sobre a série que a vontade só aumenta. E os atores, só suspiros!

    www.meucotidiano.com ,
    beijos :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou certinho, Pri: Só suspiros!
      Hahahaha.

      Beijooos

      Excluir
  8. To louca pra veer!
    Esse mês tá cheio de filme bom no cinema, acho que vou à falência! kkkk

    www.stephania.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filmes bons, livros bons!
      Acha dinheiro para sustentar esses vícios, haha.

      Beijooos

      Excluir
  9. Friend, eu ainda estou lendo esse livro. Mas como sou ansiosa, já fui no cine assistir. E gostei bastante. Principalmente o final. A história do perdão é bem interessante e faz a gente refletir bastante. Pelo menos, eu refleti hahaha. Algumas diferenças, por enquanto, estão me incomodando, mas nada de "meu Deus que raiva do filme". E você sabia que eu suspiro muito mais pelo Quatro do livro do que pelo Quatro do filme? Acho o ator lindo, mas sei lá do livro (e da minha imaginação) eu sou completamente apaixonada. ^^ Ah! Ansiosa pelos próximos filmes!

    Beijocas,
    Carol
    www.pequenajornalista.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Friend, você não aguentou e foi ao cinema?
      Shame on you, sua ansiosa, hahaha.
      É bem diferente mesmo, né? Mas eu gostei. A essência é a mesma.
      Olha, eu suspiro um monte pelos dois igualmente, haha.

      Beijooos

      Excluir
  10. Oi, Teca!

    A Kate Winslet é incrível e uma atriz excelente. Ainda não assisti "Insurgente", mas espero fazer isso até semana que vem! Gostei do Theo James como Quatro, combinou.
    Fico contente em saber que o filme foi ótimo!

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Combina, né?
      Não é aquele cara lindo, mas é sexy e charmoso, haha.
      A Kate, como sempre, dá um show.
      Muito amor por ela.

      Beijooos

      Excluir
  11. Com o bendito spoiler do final da trilogia, eu ainda estou com o pé atrás de ler os livros, mas estou acompanhando a adaptação no cinema e adorando. Tinha gostado bastante de Divergente e Insurgente foi melhor ainda, com muita ação e cenas de efeito. O final me chocou, confesso. Muito ansiosa, e um pouco receosa também, pelos próximos.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Denise, eu fui totalmente surpreendida com esse tal spoiler que você disse enquanto lia o livro mesmo.
      Mas vale a pena, mesmo com esse fim que nem todo mundo gosta.

      Beijooos

      Excluir