sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Conhecendo Sophie Kinsella! Projeto Drama Queen #46 ♥ - Por Carol Daixum


Meta dramática do dia: conseguir pegar a senha para conhecer a minha autora preferida na Bienal do Livro. Status atual: sofrendo por antecipação, óbvio! Será que vai dar certo? Se eu não conseguir, vou levar numa boa. Tudo bem que a probabilidade de pintar outra chance de conhecê-la é 0,1%. Mas não custa tentar, né? Vai que... Se não rolar, ok. Vida que segue! Vou ficar deprimidinha, chorar um pouquinho, reclamar da vida. No final, vai passar... Né? :( Apesar do medo, não vou desistir. Coloquei o despertador para seis da manhã, acordei com o barulhinho de chuva e deixei a preguiça de lado. Para prevenir, coloquei na bolsa um gelol, vai que eu ganho uns roxinhos de presente, né? Pensamento positivo, Carol. Respira! Vai dar tudo certo. Me ajuda aí santinho dos leitores desesperados. Fico um mês  sem ler e sem comprar livro, JURO! Brincadeirinha, viu? Mas dá uma forcinha aí! ;-) Voltando: desci e o táxi estava me esperando. Quando chegamos na porta da Bienal, o taxista olhou horrorizado a fila gigantesca. Aí ele me perguntou se eu teria coragem de encarar tudo aquilo SÓ para encontrar a "autora da consumista". Óbvio que eu vou, né? E lá vamos nós (eu, no caso).


Pergunto para a sortuda, a primeira da fila (sério, que HORAS ELA ACORDOU????), se todo mundo está ali para ver a Sophie Kinsella e ela me dá a melhor resposta do mundo: "não, é uma fila para tudo". Ou seja? Minhas chances de pegar uma senha aumentaram. Será que a Sophie tem muito fã? Ela merece, sem dúvida, mas quero tanto pegar uma das 380 senhas. Quero tanto perguntar para a Sophie o motivo da echarpe ser verde e não off-white, azul bebê, algo do tipo. Nada contra a cor, mas NUNCA CONSEGUI ACHAR UMA BENDITA ECHARPE VERDE! Por isso, ainda não encontrei meu Luke. Ela tem noção do que isso significa? Enfim...  Enquanto viajo nos meus pensamentos, o portão da Bienal finalmente abre. Uhul \o/!!! Mas querida leitora, nunca subestime um evento desse porte! Se eu achava que lá fora estava cheio, não sabia o formigueiro que me aguardava lá dentro. A sorte é que eu estava com ingresso na mão. Não que a fila fosse mini, mas já era um grande avanço. A hora passou e, finalmente: 10h00. A partir de hoje, o número 10 vai ser meu número da sorte (se ele me der sorte, claro!). Enquanto a fila andava, eu e uma amiga (que fiz na fila mesmo) pegávamos fôlego para correr uma meia maratona. A minha asma teria que me dar uma folga! Passamos pela entrada do Pavilhão laranja e CORREMOS TANTO! SÉRIO, SE EU NÃO MORRI, NÃO MORRO MAIS! =D


E mais uma fila nos aguardava. Depois de muito suspense: CONSEGUIMOS!!!!!! Tanto para o autógrafo quanto para a senha. AHHHHHH! Eu, Carol Daixum, apaixonada por chick-lit, vou ficar cara a cara com a criadora da BECKY BLOOM!!!! AI MEU DEUS!!!!!!!! Só tem um detalhe: será que ela entende algumas palavrinhas em português? Ai, será que o pessoal da editora deixa eu usar o Google Tradutor? Ai, meu Deus, eu sabia que ia rolar um arrependimento. Por que eu faltei as aulas do curso de inglês, hein? Droga! Nunca façam isso... Vocês podem encontrar um ídolo e nem sinais malucos com as mãos vão ajudar. :( Mas, tudo vai dar certo! Respira, Carol! E a grande hora chegou: bate-papo com a Sophie. Com tradução simultânea! Uhuuullll \o/!!!! Primeira etapa concluída com sucesso. Entretanto, o nervosinho continuava firme e forte, mega companheiro. Mesmo com a pulseirinha, a fila estava giga para pegar um autógrafo dela. A sessão era até às 14h e 13h30 parecia que tinha triplicado o número de leitores. O pior é que a salinha teria que ser liberada para entrar outra autora. Tentei não pensar no pior, mas era quase impossível! Eis que um cara da editora pede silêncio e lá vem a bomba:  A SOPHIE NÃO VAI PODER FICAR MAIS. OI??? Quando meu lado "vou manifestar" foi acionado, as palavras seguintes do moço (fofo) alegraram o meu dia. A Sophie não poderia ficar lá, porém... Tinha uma salinha para atender os leitores no estande da editora (t-♥ Grupo Record!!! - não é publi!!!!). Todos os fãs seguiram para o estande de mãos dadas (até a metade do caminho) e ninguém furou a fila (eu acho). Depois de horas, finalmente, eu era a próxima. ^^

Ieiii!! Pequena dramática que vos bloga e Sophie!!! ♥

O carinha da editora me chamou e não acreditei. A criadora de uma das minhas personagens literárias preferidas na minha frente? Autografando o meu livro???? Com o meu nome? C-A-R-O-L? Muita emoção, gente! Tentei enrolar com um inglês fajuto, mas não deu certo. A sorte que tinha um tradutor acompanhando a sessão. ♥♥♥♥♥♥ Enfim... Agradeci, falei que ela era a minha escritora gringa preferida, que os livros dela eram os melhores e que eu ainda não tinha encontrado o meu Luke porque não achava uma echarpe verde para comprar. Não tinha como perder essa oportunidade, né???? =D Ai tirei foto, dei meu marcador de livro (vai que ela usa a parte de trás como rascunho para uma nova história???), me despedi e sai da salinha com um sorriso gigantesco. Valeu correr meia maratona, ficar em pé na fila com os meus dedinhos do pé doendo e sentir um pouquinho de falta de ar.... Pelo menos um draminha com final feliz. \o/ Ajeitei a coroa, mas nem tive vontade de tacar longe. Ieiii!!! Tá, tirando o fato que pediram de volta a pulseirinha rosa, que era a tal da senha (e tinha o nome da autora), tudo caminhou como manda o figurino. Sou a leitora mais sortuda! E daí que não deram muita bola quando eu ajoelhei implorando para levar a pulseira de lembrança? Acontece! Tem que relevar.... Modéstia parte, estou evoluindo muito. Becky teria orgulho de mim! ♥


Tinha que terminar o post com um draminha, né? ;-)

***

O texto de hoje é inspirado na vida real com um pouquinho de ficção. Conheci a Sophie ao vivo e não me decepcionou nadinha. Uma fofa e mega atenciosa! Mas não perguntei a história da echarpe verde e nem me ajoelhei para conseguir ficar com a pulseira de lembrança (até tive vontade, massss). JURO!!! Ah! Já passou por um drama assim? Conta na caixinha de comentário. ;-)

Lembrando que o Projeto Drama Queen é uma parceria entre o Pequena Jornalista e o blog Casos, Acasos e Livros. Toda 5ª feira um draminha peculiar. Quer compartilhar seus momentos dramáticos? Manda um e-mail para a gente: projetodramaqueen@gmail.com. E não esqueçam de curtir a nossa Fan Page. ♥

Beijo, Carol.

12 comentários :

  1. Oi querida,
    Nem me fala disso...Mulher...eu aqui também consegui ver a Sophie e até agora nem acredito...ao contrario de você cheguei lá já com todas as esperanças perdidas. Somente quando vi que a fila estava pequena decidi tentar a sorte. E quando a moça me deu a pulseirinha pedindo se eu queria autografo quase tive um enfarto. Serio!!!! Foi só emoção.A Sophie é linda e simpática ne?? Valeu cada instante.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah, que legal que você conseguiu também.
      E eu fiquei aqui de longe babando, hehe.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  2. Ai que legal que você conheceu a autora. Eu ainda não li nenhum dos livros da Sophie.
    Big Beijos
    Lulu on the Sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Sophie tem muitos livros legais.
      Vale a pena dar uma olhadinha, Lulu.
      :)

      Beijoooos

      Excluir
  3. que maximo ela ter vindo, vc ter conseguido conhece-la! eu ainda nao li nenhum livro dela, mas claro que conheço de nome, tenho super curiosidade em ler algo dela!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lívia, os livros dela são uma graça!
      Começa por Menina de Vinte, meu preferido.
      *.*

      Beijoooos

      Excluir
  4. Oi Carol!
    Eu nunca li nada da Sophie Kinsella, mas vi que muita gente ficou em polvorosa com a vinda dela para o Brasil.
    Que bom que deu tudo certo e você conseguiu conhecer a autora! Acho que se fosse comigo eu ia ficar louca nessas filas todas. Imagina a ansiedade na espera...
    PS.: Que feio ter faltado as aulas de inglês, rsrs
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah, ela tem muito livro legal, Mari!
      Dá uma olhadinha.
      :)
      Ela matou meeeeeeesmo. Shame on you, Carol!
      Hahaha.

      Beijooos

      Excluir
  5. A Sophie veio para São Paulo, mas foi no mesmo dia que a Colleen Houck. Como eu só tinha as edições impressas da Colleen, acabei só indo lá. Não tinha como pedir para a Sophie autografar meu Kindle infelizmente! Hahaha

    Mas eu tenho um amigo que fez maratona e conseguiu ir aos dois eventos no mesmo dia e praticamente no mesmo horário e pegar autógrafo das duas. Coisa de louco. Só que fazemos tudo para conhecer esses autores, né?

    Compreendo perfeitamente esse drama porque vivi algumas vezes isso! Hahaha
    Mas depois dá uma sensação tão boa falar com a pessoa por dois minutos que seja, né? :)

    Bjs!

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gente, seu amigo foi muito sortudo!
      Conseguiu as duas?
      Eu estou ansiosa que a Carina Rissi vem para Brasília esse mês lançar Destinado.
      Teca quicando de alegria, haha.

      Beijooos

      Excluir
  6. Conhecer um ídolo sempre deixa a gente nervosa né!?
    E o medo de não conseguir, de dar tudo errado, de não conseguir falar nada.... rs
    Ainda bem que no seu caso deu tudo certo! ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim, a gente fica meio boba, né?
      Hahaha.
      Fiquei feliz pela Carol.
      :D

      Beijoooos

      Excluir