terça-feira, 1 de setembro de 2015

Mentiras Que Confortam – Um livro sobre relacionamentos quebrados e cheios de mágoa


Três mulheres tristes. Assim são as personagens do livro Mentiras Que Confortam, de Randy Susan Meyers, lançamento da Editora Novo Conceito. Elas estão devastadas por motivos diferentes, mas todos envolvendo o mesmo acontecimento: O nascimento da pequena Savannah.


Há cinco anos Tia tinha um caso com Nathan e engravidou. Por mais que fosse loucamente apaixonada por ele, não era correspondida na mesma medida. Ele era casado e sempre deixou muito claro que não ia largar a esposa para ter algo permanente com Tia. Ao descobrir a gravidez, Nathan foge, o que deixa a garota devastada. Com medo de fazer um aborto e sem condições de cuidar da menina, ela deixa a filha para adoção.

Quem adota a criança é Caroline. Médica, inteligente, independente e pouco afeita à cuidar da aparência, Caroline nunca teve o sonho de ser mãe. Apesar disso, seu marido queria um filho, por isso mesmo sem conseguir engravidar, ele sugere a adoção. O casal é escolhido por Tia para receber a sua filha, a quem dão o nome de Savannah. Caroline até tenta, mas não consegue ser uma boa mãe. Se preocupa mais com o trabalho do que com a filha.

Quando descobriu que Tia estava grávida e a abandonou, Nathan contou para a esposa, Juliette, que teve um caso. Bonita, perfeita mãe e dona de casa e empresária de sucesso, ela tentou passar por cima da humilhação e da tristeza da traição para perdoar o marido. Agora, cinco anos mais tarde, quando tudo finalmente estava bem, ela intercepta uma carta que Tia enviou para Nathan com fotos da filha. Surtada com a notícia, Juliette não sabe o que fazer.

Randy Susan Meyers
A vida dessas três mulheres é entrelaçada por meio de mentiras e enganações, seja delas próprias, seja de Nathan. Cada uma tem o seu motivo, mas a cada nova descoberta, mais uma mentira é acrescentada ao pacote. Não há bonzinhos, não há vilões, há pessoas “reais”, mais cheias de defeitos do que de qualidades, que passam por momentos complicados e precisam enfrenta-los de frente, por mais que isso doa em si mesmo e nas pessoas que amam.

A lealdade do leitor muda o tempo todo, afinal, fica difícil torcer por um personagem só quando todos vão mentindo e enganando a torto e a direito. É tudo muito conflitante. Numa análise mais rasa, você pode odiar de cara a Tia, afinal, ela teve um caso com um homem casado e deu à filha para adoção, mas é tudo tão mais complicado do que isso, sabe? Julgar fica complicado conhecendo o histórico de todos os personagens, ainda mais porque os capítulos são narrados em terceira pessoa sob o ponto de vista de cada um, alternando entre Tia, Carolina e Juliette, e um pouco o Nathan, o grande causador dessa confusão toda. E mesmo ele é meio difícil de odiar o tempo todo porque tem seus momentos de humanidade, que nos faz pensar “Será que ele mudou ou continua uma cafajeste covarde?”.

O grande trunfo de Mentiras Que Confortam é que a história é altamente verossímil. Nada mágico, fantástico ou irreal, só problemas que acontecem no dia a dia dos relacionamentos. Conseguiu identificar alguém que você conhece entre as páginas do livro?

Com a escrita tranquila, páginas amarelas e espaçamento legal entre as linhas, você vai lendo e, quando percebe, opa, acabou. Não é uma leitura acelerada, de tirar o fôlego ou cheia de acontecimentos, correria e reviravoltas, mas te ajuda a refletir, pensar nos seus relacionamentos, nas suas mentiras de confortam e a entender que cada uma delas traz consequências, às vezes irreversíveis. Mais do que tudo, é sobre aprender a conviver com as escolhas que se faz na vida.

Recomendo.

Teca Machado

20 comentários:

  1. Oi, Teca! Tudo bem? Adorei a resenha, mas infelizmente esse livro não me chama a atenção. Não gosto de sua trama e de seus personagens mentirosos e traidores! rsrs Algo me diz que eu ia detestar todos os seus personagens se lesse a obra e eu odeio ler o livro onde detesto todos os personagens! rs

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/2015/08/resenha-premiada-johnny-bleas-um-novo.html <- Tá rolando promoção do livro "Johnny Bleas - Um Novo Mundo" lá no blog! ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tony!
      Que pena. Mas a questão é que são mentirinhas e mentironas que todos nós cacabamos contando no dia a dia.
      É um livro que faz refletir e aprender.
      :)
      Dá uma chance, vai? Hehe.

      Beijoooos

      Excluir
  2. nossa! esse é praticamente o livro ideal pra td mundo nessa sociedade moderna né, fiquei bem curiosa

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lívia!
      Exatamente isso que você disse.
      Que bom que ficou curiosa. Espero que leia.
      :)

      Beijoooos

      Excluir
  3. A resenha ficou incrível!
    Não conheço o livro mas só pela sua resenha acho que todo mundo deveria ler ele.
    Super fofo seu blog....seguindo viu....bjs

    http://cheirodapreta.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      siiiiiiim, todo mundo deveria ler para aprender a mentir menos, hehe.
      Esse livro é a prova de que as mentiras geram consequências terríveis para muitas pessoas.

      Beijoooos

      Excluir
  4. Oi, Teca!!!

    Estou terminando o meu TCC sobre adaptação literária - 50 Tons de Cinza, e fiz um pequeno questionário para isso. Pode responder algumas perguntinhas para me ajudar???

    obrigada, guria!
    beijos

    http://mundo-restrito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Juliete.
      Vou lá, sim, pode deixar.

      Beijooos

      Excluir
  5. Oi Teca.
    Li Mentiras que Confortam e concordo com você. Apesar de mentir e se enrolar não ser a melhor maneira de lidar com as coisas, isso algo que todos já fizemos um dia, o que torna a estória ainda mais palpável.
    Gostei do livro, achei que faz o leitor repensar algumas coisas em sua própria vida.

    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raíssa!
      Podemos ter mentido por motivos diferentes, mas todos nós já mentimos por aí, né?
      Que bom que gostou também.

      Beijoooos

      Excluir
  6. Olha, eu tenho lido muitas resenhas de livros que definem os personagens como "humanos" e sinceramente, não sei tenho capacidade de fazer um julgamento sobre a profundidade dessas historias, quero dizer, tanto que eu já vi a respeito usando essa mesma forma de descrição que você usou, penso que, será uma tendencia das historias? Acho que preciso ler mais livros, ver se alcanço a quantidade de filmes hehe...
    bjos LP
    quatroselos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiz!
      Acho que é uma tendência, sim, e isso é muito bom porque o leitor se identifica com o personagem, identifica sua história com a dele.
      Claro que de vez em quando é bom ter um personagem fora da realidade, com poderes e tudo o mais, mas em tipos de histórias como de Mentiras Que Confortam é algo excelente.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  7. Oi, Teca, tudo bom?

    Só venho lendo resenha positivas sobre este livro. A realidade é que sinto muita vontade de lê-lo. O fato das histórias se entrelaçarem chama muito a minha atenção e deve ser muito interessante. Ninguém reclamou de ser mau amarrado nem nada, muito pelo contrário.
    Eu acho o título do livro bem pertinente até onde eu conheço a obra. Uma mentira só já é complicada, imagina uma teia delas?
    Com certeza vou ler. De repente encontro um preço bom na Bienal, vamos ver!

    Beijão
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook - Participe do sorteio e concorra
    a um exemplar do livro Como Eu Era Antes de Você e a um lindo marcador de página pintado à mão! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tamires!
      Realmente o título combina muito com a obra.
      Que bom que tem ouvido comentários positivos, é algo bem real. O livro é muito bom e muito bem escrito.
      Espero que consiga comprar e ler.
      :)

      Beijoooos

      Excluir
  8. Oi Teca,
    Mas que nojento essa Nathan, cruzes!
    Fiquei aqui pensando como deve ter sido o final, se a história deles se cruzaram bem.
    Tia agiu no desespero, então, em partes, acho que a compreendo =/

    Adorei tua resenha, esse livro tem cara que merece adaptação haha

    bjs e tenha uma ótima quarta
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Nathan é o vilãozinho mesmo, mas é meio difícil odiá-lo, haha.
      Menos ainda a Tia. Realmente, ela só era muito nova, burra e apaixonada, hahaha.
      Com certeza merece uma adaptação.
      :)

      Beijoooos

      Excluir
  9. Oi, Teca!

    Eu costumo não me atrair muito por histórias verossímeis... Hahahaha
    Gosto muito mais quando temos uma fantasia jogada no meio. xD

    O livro parece ser interessante pelo simples fato que todos são "ruins" e nenhum personagem é perfeito. Gosto disso. Porque ninguém realmente o é.

    Espero que o final não seja infeliz para todos os envolvidos também!

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi, Carolina!
    Ah, de vez em quando é bom uma história mais real, mas confesso ser super fã de fantasia.
    Posso ir para Nárnia e Hogwarts? Hehe.
    Esse livro é bem interessante mesmo, a imperfeição dos personagens é algo muito bom.

    Beijoooos

    ResponderExcluir
  11. Parece um livro bem legal Teca. Depois vou querer ler também. ^^
    Essa coisa de mentira é sempre um problema, né!? Uma hora ou outra ela com certeza virá a tona devastando tudo pela frente.
    Adorei a resenha!
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mone!
      Que bom que se interessou.
      Fico muito feliz.
      E é um tema legal porque todo mundo mente e a gente vê as consequências disso.
      :)

      Beijoooos

      Excluir