terça-feira, 15 de setembro de 2015

Para Continuar – Mistério, romance e lanternas japonesas


Uma das situações literárias que mais tem me deixado feliz é ler ótimos livros de autores nacionais. Para Continuar, do brasileiro Felipe Colbert, lançamento da Editora Novo Conceito, foi uma dessas obras que me deixaram encantada. Não conhecia a escrita dele, mas agora fiquei mais interessada ainda, principalmente depois de ler resenhas de outros livros seus.

Livro cedido pela Editora Novo Conceito

Para Continuar é um romance, mas não fica só aí, já que envolve também mistério e fantasia, três ingredientes que são os meus preferidos numa leitura. Além disso, há uma pitada de cultura oriental, basicamente japonesa, o que deixa tudo ainda mais doce e diferente.

No livro, conhecemos Leonardo César, um rapaz de 20 anos que tem uma vida um tanto tediosa. Por ter uma doença de coração que o impossibilita de fazer atividades físicas, passar por grandes emoções ou qualquer outra situação que dispare o seu ritmo cardíaco, ele vive meio isolado, sem fazer muito, se resguardando. Seus pais nem ao menos o deixam dirigir sozinho, já que ele pode sofrer um acidente de carro e o coração disparar com o impacto. Sua vida se resume a faculdade, seus pais e o melhor amigo Penken.

Por não poder dirigir, Leonardo anda muito de metrô em São Paulo e é numa dessas vezes que vê Ayako, uma garota oriental por quem fica completamente fascinado. Mesmo sem trocarem uma palavra, eles dividem um fone de ouvido e uma música japonesa. Antes que ele perceba, Ayako já saltou do vagão. E o que ele faz? Começa a andar na mesma linha de metrô todos os dias até encontra-la outra vez.

Felipe Colbert
Mas o que Leonardo não sabe é que Ayako esconde um segredo de família que envolve lanternas japonesas no porão da loja em que trabalha com o seu avô e que rege a vida dos moradores do Bairro Liberdade. Na medida em que o relacionamento entre os dois cresce, fica mais difícil para ela lidar com essa missão, ainda mais quando Ho, um garoto chinês com problemas mentais, pode colocar tudo a perder tanto para Ayako e Leonardo quanto para todo o bairro.

Apesar de ser um romance, Para Continuar não é no estilo Nicholas Sparks cheio de água com açúcar, mesmo que tenha amor à primeira vista. Felipe Colbert mistura muito bem a questão do amor entre os personagens com o mistério, a ação e o suspense que nas últimas páginas te deixa com a respiração um tanto suspensa. Não é muito difícil desvendar o papel das lanternas. Logo que elas apareceram eu já entendi do que se tratava, mas a confirmação só vem depois da metade do livro.

O relacionamento de Leonardo e Ayako é muito bonito, mesmo que não tenha sido muito aprofundado. Para mim faltou um pouco mais de interação entre eles para surgir tanto amor, sabe? Algo lindo é a relação entre Ayako e seu avô. Ele é tão fofo, mesmo sem falar português, que eu super queria ser neta dele.

Leonardo é um bom protagonista. Mesmo com a doença que o limita a fazer muitas coisas, ele não se deixa abater e até tem uma atitude positiva em relação à vida. Às vezes é meio egoísta, mas quem não é? Ayako é doce, batalhadora e totalmente voltada para a família e seus deveres. Ho me irritou um tantinho. Mesmo o leitor perdoando seus atos por ele ter problemas psicológicos, ele tenta ser bom, mas sempre atrapalha.

A leitura de Para Continuar é extremamente dinâmica, rápida e ágil. Felipe Colbert não desperdiça páginas com descrições detalhadas demais e nem com situações supérfluas. Fui tão prendida pela história que terminei em menos de dois dias (Só não foi mais rápido porque eu estava trabalhando bastante nesse tempo). Algo muito interessante é que aprendemos um pouco mais sobre a cultura japonesa, quando alucinado por Ayako e pelas lanternas, Leonardo pesquisa sobre o país da sua amada.

A capa é de uma lindeza só. Muito condizente com a história e bem viva, chama a atenção em qualquer livraria ou estante. A Novo Conceito acertou muito ao colocar ilustrações das lanternas no início de capa capítulo e também um dragão estilizado ao dividir parte deles.

Recomendo.

Teca Machado

18 comentários:

  1. Oiii Teca!!
    Ah que dor no coração!
    Queria muito esse livro. Venho desejando lê-lo há um tempo, mas infelizmente não dá pra comprá-lo agora.
    Mas ele está na minha lista de desejados com certeza!!

    Beijos
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Raissa!
      Assim que puder, compra um para chamar de seu.
      É muito lindo!
      :)

      Beijoooos

      Excluir
  2. Acho que já descobri o livro que levarei nas férias \o
    Bem do jeito que eu gosto \o

    Faroeste Manolo
    Página Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que leve e goste do livro, sei que eu adorei!
      *.*

      Beijoooos

      Excluir
  3. Olá! Como vai?

    Puxa, primeira resenha que li deste livro e gostei demais!
    Achei super fofo e quero poder ler em breve, pois pela sua resenha, ele é lindo! :)

    Visite-nos e caso queira siga-nos:
    http://www.irmaoslivreiros.com/

    PS: Já estou seguindo seu blog, super fofo! :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Daniel!
      Que bom que gostou tanto da resenha quanto do blog.
      Fico feliz.
      O livro é muito bom mesmo. Você vai gostar.

      Beijoooos

      Excluir
  4. Alo
    Posso perguntar, se não for muito chato da minha parte, como fica a fantasia? Fiquei um tanto curioso, até porque a cultura japonesa traz uns elementos bem interessantes quando se trata de fabula mitológica. Mas melhor ainda é ver os escritores brasileiros com grandes obras publicadas, é algo que deixa a gente feliz mesmo, quero dar uma olhada nesse livro, fiquei curioso com sua instigante resenha.
    LP
    quatroselos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, LP!
      A fantasia não é tanto voltada para a cultura japonesa, mas é muito bem trabalhada pelo autor.
      Acredito que não tenha relação com mitologia japonesa.
      Tão bom ver os autores brasileiros com livros tão bons, né?
      Dá orgulho.
      *.*

      Beijoooos

      Excluir
  5. Oi, Teca!

    A capa é muito bonita e convidativa, assim como a história em si. Por gostar de romance, mistério e fantasia, fiquei interessada em ler o livro. Aliás, estou bem curiosa para saber como foi desenvolvida a fantasia / mitologia japonesa na narrativa.
    Uma pena que o romance tenha sido pouco aprofundado, é difícil quando o casal se apaixona rapidamente.
    Adorei a resenha! Espero ler em breve.

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa!
      Aah, essa capa... Ganhou meu coração à primeira vista!
      *.*
      Se você gosta do gênero, com certeza vai gostar do livro também.
      A parte da fantasia é bem legal, mas nem tem tanta relação com a mitologia japonesa em si.

      Beijooos

      Excluir
  6. Oi, Teca.
    É a primeira resenha que li deste livro e achei sensacional!
    Também não entendi bem a parte da fantasia.
    Como disse a Rafaela, é mesmo uma pena que o romance tenha sido pouco aprofundado.
    Abraços.
    Diego || Diego Morais Viana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Diego!
      Que bom que gostou da resenha.
      O livro é beeem bonito e interessante mesmo.
      A parte da fantasia é muito boa e deixa tudo com um tcham a mais, sabe?
      :)

      Beijoooos

      Excluir
  7. Que livro bacana, parece ser bem interessante!

    http://geekcoolture.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isabela!
      É, sim.
      Eu achei ele bem diferente dos outros romances por aí.

      Beijoooos

      Excluir
  8. Oi, Teca!

    Achei a capa muito linda! Eu amo ler mangás, então sou meio aficionada na cultura japonesa e fico feliz de conhecer um livro brasileiro que retrate um suspense envolvendo algo incomum para muitos brasileiros.

    Fiquei curiosa e interessada na história. Vou adicionar no meu skoob para não esquecer! Hahaha

    Obrigada pela dica! Gostei muito da resenha.

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Essa capa é tão linda que dói o coração, haha.
      Aah, se você gosta da cultura japonesa, vai ficar doida com esse romance que passa no bairro da Liberdade.
      Adiciona mesmo e não esquece.
      Ele é muito lindo!

      Beijoooos

      Excluir
  9. Que capa linda desse livro!
    Adorei a resenha!
    Já fiquei morrendo de vontade de ler... ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda demais, né, Mone?
      Eu fiquei apaixonada!
      *.*
      Fora que o livro também é muito bom.

      Beijooos

      Excluir