quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Maze Runner – Prova de Fogo: Sobre o livro e sobre o filme


Como li o Maze Runner – Prova de Fogo, de James Dashner em parceria com a Livraria Janina, e logo em seguida assisti a adaptação no cinema, a resenha de hoje é dupla, parte sobre o livro, parte sobre o filme. Vamos começar com a obra original:

Livro:


Esse volume dois começa exatamente onde o primeiro terminou (Comentei sobre ele aqui): Os Clareanos foram resgatados por uma equipe e levados para um local seguro. Bom, pelo menos é o que eles pensam. Em poucas horas tudo desanda. Seus salvadores morrem, Teresa desaparece, outro cara é colocado no lugar dela, Aris, e todos os garotos foram tatuados com mensagens estranhas enquanto dormiam. Desse modo, descobrem que a CRUEL tem mais um teste para eles: Foram infectados com Fulgor, serão soltos no mundo real e terão que chegar a um local determinado em exatamente duas semanas para que aí sim sejam salvos e curados. O problema é que o mundo real basicamente acabou. As explosões solares transformaram vastas regiões em desertos impiedosos, o sol queima de forma absurda e grande parte da população do planeta se tornou Crank, pessoas infectadas pelo vírus Fulgor.

Os rapazes percebem que os desafios do Labirinto foram fichinha perto do que enfrentam dessa vez. Terrores muito piores e mais reais os perseguem o tempo todo e eles precisam confiar em Brenda e Jorge, dois Cranks no estágio inicial da doença, para chegar ao ponto demarcado pela CRUEL.

James Dashner
Mais uma vez James Dashner nos faz ficar sem fôlego. Correria sem fim, tudo sempre dando errado e Thomas precisando inventar um jeito de sobreviver e reencontrar Teresa. Os Verdugos eram dos males os menores perto das criaturas que os Clareanos encontram agora. É um livro com muito mais mortes, violência e tristeza do que o primeiro, deixando bem claro que apesar de ser uma série infanto-juvenil, não é necessariamente para criança.

O leitor se sente preso nesse universo pavoroso e fica com ainda mais dúvidas sobre os mistérios que rondam a trilogia. Algumas perguntas são respondidas em Prova de Fogo, mas poucas. O autor joga ainda mais suspense e reviravoltas (#TeresaVaca). Em alguns trechos muito malucos tudo o que eu conseguia pensar era “What the hell?”.

Basicamente engoli o livro, precisava saber aonde ele ia chegar. Alguns momentos foram meio chatinhos, principalmente quando Thomas se perde do grupo com Brenda, com quem forma um triângulo amoroso meio bizarro, mas passa rápido e vale muito a pena.

Ainda não li o terceiro, mas imagino que James Dashner tenha sido legal ao responder tudo o que deixou em aberto, senão ficarei muito frustrada. Curiosidade me consome.

Recomendo muito. Compre a trilogia Maze Runner aqui na Livraria Janina.

Filme:



A adaptação do diretor Wes Ball é boa. É muito muito boa. É completamente diferente do livro, mas não me incomodou muito porque tenho bem claro que linguagem de cinema é diferente de linguagem de livro. E o roteiro no qual ele se baseou funcionou muito bem.

Prova de Fogo começa exatamente onde acabou o primeiro (Comentei o filme aqui) e onde o livro dois tem início: os rapazes sendo resgatados e levados para um local seguro, mas a partir daí fica diferente. É uma fortaleza contra o terrível mundo exterior. Mas logo Thomas (Dylan O’Brien) desconfia que algo não está certo, que eles continuam nas mãos da CRUEL. Com um pouco de investigação com a ajuda de Aris (Jacob Lofland), rapaz resgatado de outro Labirinto, ele descobre que a CRUEL irá fazer experimentos com todos eles. E junto com seus amigos dá um jeito de fugir.



Quando chegam ao mundo real, com deserto, Cranks, explosões solares e muita devastação, Thomas e seu grupo precisa encontrar o Braço Direito, uma espécie de exército rebelde que luta contra a CRUEL e salva os jovens dos Labirintos. Com a ajuda de Jorge (Giancarlo Esposito) e Brenda (Rosa Salazar), dois remanescentes da humanidade ainda não infectada, os Clareanos enfrentam perigos muito piores do que os do Labirinto um dia foram.

Como vocês podem ver, é basicamente outra história que a do livro, mas com alguns pontos em comum. Começou igual, só que foram por caminhos diferentes. Acreditei que o desfecho seria o mesmo, o que não aconteceu nem de longe. Senti o tempo todo que estava assistindo um filme que não li o livro, então os fatos e as reviravoltas me deixaram surpresa.



Vou confessar algo que quase nenhum leitor amante de livros faz: Acho que gostei mais da história do filme. Foi mais esclarecedora e mais crível, apesar de que o ponto chave, que era que eles tinham mais uma prova a realizar, ficou de fora.

Os cenários e os efeitos especiais ficaram muito bem feitos, as cenas de ação são de tirar o fôlego, as atuações são boas (Nada de Oscar, mas enfim) e a direção fez um trabalho excelente. Alguns personagens ficaram meio apagados, como Newt (Thomas Brodie-Sangster), Minho (Ki Hong Lee) e Teresa (Kaya Scodelario), mas acredito que no terceiro serão mais importantes.



Me disseram que misturaram muitos fatos do livro 3, Cura Mortal, e que outras inventaram. Vou ler o livro em breve e aí conto para vocês. Agora é esperar o último filme, que será só em 2017. :(

Recomendo muito.

Teca Machado


14 comentários:

  1. Oiee!
    Eu literalmente devorei esse livro, para mim ele foi muito melhor que o primeiro, ainda não consegui assistir o filme, mas estou ansiosa para ver.
    Beijão
    Lilica - O maravilhoso mundo da leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei tanto dos dois que não consegui decidir de qual gosto mais.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  2. Caramba Teca, não sabia que as histórias eram diferentes assim...
    Jogos Vorazes eu achei tãããão parecido, e gostei muito, Agora Maze runner eu achei que iria assistir os filmes e nem iria precisar ler o livro!... se bem que seu comentário acabe me "libertando" da leitura! hauahuahuahau Enfim.. preciso assistir os filmes!
    Teca, desculpa meu sumiço, eu tô bem devagar com o blog, e acabo ficando devagar com as minhas visitinhas tb! rsrs

    Bjinhos
    JuJu
    www.asbesteirasquemecontam.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jujuuuuu
      O primeiro filme é muito parecido com o livro, mas o segundo é fora da casinha.
      :(
      Fica tranquila, Juju, também ando super corrida.
      :D

      Beijooos

      Excluir
  3. Oi, Teca!

    Olha, vou te contar uma coisa...nunca me interessei pelos livros Maze Runner! Eu fiz uma viagem de avião muito longa no final do ano passado, foram catorze horas de voo. Eu não gosto muito de assistir filme dentro do avião, prefiro ler. Mas depois de um tempo fiquei entediada e comecei a zapear pelos filmes que estavam disponíveis. Maze Runner era um deles e, como eu sabia que estava fazendo muito sucesso, resolvi assistir mesmo sem ter lido o livro - coisa que eu não gosto de fazer.
    Resultado: não curti o filme e, se já não tinha interesse em ler os livros, depois disso ele passou de quase nulo para inexistente! hahahaha

    Quando eu falo isso todo mundo fala que eu preciso ler, que é muito bom, eletrizante...estou tentando fazer uma forcinha, sabe?

    Vi muita gente comentando nos grupos literários que o segundo filme é muito ruim, e por muito ruim eu entendo, assim como você falou, muito diferente. Eu também concordo que a linguagem do cinema é diferente da linguagem do livro, afinal, é uma adaptação e não uma cópia. Mas acho também que tudo tem limite, né?

    Acho que todo mundo envolvido na produção do filme sabe que os leitores ficam frustrados quando alterações importantes são feitas! Mudar uma coisa aqui e outra acolá, ok...criar uma outra história...aí eu acho errado. Tomara que eles melhorem essa questão no terceiro filme! :)

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tamires!
      Acho que é ou 8 ou 80, muita gente detestou, muita gente amou.
      Bom, sou da turma que gostei.
      Assiste o filme 2, vai que você gosta. Ele é bem diferente do 1.

      Beijooos

      Excluir
  4. Olá,
    O James é INCRÍVEL, eu já li os dois primeiros livros da trilogia e estou com A Cura Mortal aqui, só preciso ler, mas acredita que eu não vi o filme ainda? Aliás, os filmes, ando tão sem paciência para filmes, mas vou fazer um esforcinho pra ver. Ate porque amo essa história.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Inês!
      Estou com Cura Mortal também, morta de curiosidade.
      :D

      Beijooos

      Excluir
  5. Não vi o filme e não li os livros. Confesso que não conhecia Maze Runner até recentemente. Gostei das suas resenhas! Não sei se leria o livro, ainda não é o meu tipo de leitura preferida. Mas o filme talvez valha uma ida ao cinema :)

    Beijos,
    Malu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Malu!
      Acho que pelo menos o filme vale a pena mesmo que você não goste da leitura.
      :)

      Beijooos

      Excluir
  6. Ah, eu não acho legal quando o filme é totalmente diferente do livro, mesmo sabendo que os dois meios tem linguagens bem diferentes. Quando é assim, acho que o filme deveria ter um outro nome qualquer e nem ser falado que tem a ver com o livro. Mas como o marketing liga as duas coisas pra fazerem os dois venderem mais, não tem jeito, né!? rs
    De qualquer forma, tanto o filme quanto o livro parecem ótimos. Com certeza que já quero ler e ver os dois! rs
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mone!
      Pois é, eu não gosto quando muda tanto, mas, sei lá, o filme ficou legal, mesmo que diferente.
      Mas eu até queria que fosse igual.
      :D

      Beijooos

      Excluir
  7. Tecaaaaaaaaaa! Estou com esse livro há séculos na prateleira! Hahahahahaha
    Minha irmã leu todos os livros (devorou na verdade) e me indicou. Li o primeiro e não achei tão legal assim como todos diziam, mas aí estou com o segundo aqui me xingando porque tinha dito a mim mesma que iria ler antes de sair o segundo filme e, bem, obviamente não cumpri. Hahaha

    Pretendo ler em breve o segundo (e o terceiro), só não sei quando será possível. xD

    Mas eu confesso que não gostei tanto do primeiro filme. Achei legal, mas nada demais. Minha irmã odiou o segundo filme porque estava completamente diferente da história do livro e nem quis me dizer o que era diferente porque "você não leu o livro então não vai entender" (palavras dela).
    Então, obrigada por me esclarecer! :)

    Vou assistir o filme qualquer dia desses também. Só preciso acertar meu horário. Ainda não terminei de ver a primeira temporada de Outlander, acredita?!
    Estou atrasada em tudo relacionado a filmes e séries... Hahaha

    Bjs

    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Hahaha, que malvada a sua irmã!
      Que bom que você gostou, mesmo que não tenha amado loucamente.
      Assiste o filme, mesmo antes de ler o livro.
      É tão diferente, mas tão diferente, que você nem vai ter spoiler do livro, haha.

      Beijooos

      Excluir