quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

"Biblioterapia": oferecendo prescrições de leitura para problemas da vida! - Por Emily Antonetti


"Caro 'Não-Original',                                             
Ralph Waldo Emerson disse: 'todos os meus melhores pensamentos foram roubados pelos antigos'. Sua busca por singularidade é impossível e indesejável. Vejamos alguns livros que inspiraram imitadores para comparar o original e o spin-off"

É dessa maneira que a biblioterapeuta Ella Berthold responde à carta de um pintor lutando com a inspiração. Um novo estilo de serviço que recomenda livros para o sofrimento particular de seus clientes. Não importa quais são as suas preocupações, sonhos ou desafios: há sempre um livro esperando para te guiar.

(Imagem:reprodução/The School of Life)


Em uma mistura da grande literatura com a auto-ajuda, o autor Alain de Botton se uniu com "A Escola da Vida" (The School of Life), de Londres, para oferecer sessões de biblioterapia personalizadas aos interessados no projeto. Na equipe estão artistas, escritores e, até mesmo, proprietários de livrarias independentes.

A ideia é se reunir com você (via Skype, telefone ou em pessoa) para determinar qual obra que você mais precisa ler neste momento. De acordo com o programa, "a vida é muito curta para livros ruins - mas, com um novo livro publicado a cada 30 segundos, isso pode ser difícil saber por onde começar".

(Imagem: reprodução/The School of Life)
Especializados em ficção, poesia e não-ficção artística, a avaliação que dura em torno de uma hora (£ 80,00) vai deixar você com uma "prescrição" sob medida para o seu drama particular. A intenção é guiar você até trabalhos da literatura, do passado e presente, que tenham o poder de encantar, enriquecer e inspirar.

De certa forma, o serviço recria a análise a "la Big Data" em um equivalente analógico - peneirando uma gama de títulos conhecidos e desconhecidos para entregar os mais adequados para cada cliente. Sites emergentes de leitura tentam fazer o mesmo. O ByLiner ajuda você a "descobrir ótimas leituras por grandes autores"; o Good Reads cria recomendações baseadas em títulos anteriores que você tenha gostado; e o Readmill permite que você veja o que seus amigos leram.

Além das sessões individuais, o programa também oferece serviços de terapia cultural como "biblioterapia para dois", "biblioterapia para crianças" e um aplicativo que sugere "livros como terapia". As categorias costumam variar entre amor, trabalho, pessoal, política, tempo livre e ansiedade.

Quando se trata de algo tão íntimo como aconselhamento pessoal, a "biblioterapia" com engrenagem humana pode se provar uma interface perfeita diante à tecnologia. Mas, é de se questionar se vale a pena ou não recorrer à um "coach" pra leitura. Aos interessados, o programa tem duas sedes no Brasil - SP e RJ. Basta dar uma chance.

Emily Antonetti

3 comentários :

  1. Que programa legal, Teca!
    Eu não pagaria por ele - até porque não estou podendo pagar nada! -, mas a ideia é muito boa.

    Concordo que a vida é muito curta para ler livros ruins, mas tem livro que eu acho ruim que outras pessoas não acham e aí entra uma polêmica, né?
    Afinal, sou da opinião que gosto não se discute só se lamenta! Hahahahaha

    Mas eu gosto de recomendações de amigas que têm um gosto parecido com o meu para indicar títulos. Além de tentar a sorte também. Já comprei livro pela capa e pelo preço então acredito que o acaso irá me proteger nesses momentos! Hahahaha

    Bjs

    livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, sou igualzinha!
      Amo uns que odeiam e odeiam uns que amam.
      Eu também sempre compro livro pela capa e por recomendações.
      Tem dado certo na maioria das vezes.
      :P

      Beijooos

      Excluir
  2. Achei esse projeto muito bacana!
    Livros podem mesmo ser o melhor remédio que uma pessoa esteja precisando.
    Nada melhor do que ler para superar algum problema ou ganhar inspiração para seguir com algum projeto pessoal ^^
    bjin

    http://monevenzel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir