segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Globo de Ouro 2018


E foi dada a largada para a temporada de prêmios!

Aconteceu ontem, domingo, 7, o Globo de Ouro. Com apresentação de Seth Meyers, infelizmente, não consegui assistir – e geralmente eu adoro porque é bem mais informal do que o Oscar, com o pessoal bebendo nas mesas e de vez em quando ficando bem bêbado nos discursos -, mas, é claro, trago aqui a lista dos vencedores. 


Como geralmente a premiação é tipo um “esquenta” para o Oscar, indicando quem talvez possa ganhar o prêmio mais cobiçado, é bacana saber quais filmes estão em alta, muitos dos quais nem passaram por aqui ainda. Fora que o Globo de Ouro também contempla televisão, o que é bem bacana para nos guiar pelas séries.

E quem ganhou um prêmio especial foi a atriz e apresentadora Oprah Winfrey, que recebeu o Cecil B. DeMille, entregue pelo conjunto da obra. Além de ser um fenômeno televisivo, ela autou em filmes como A Cor Púrpura, O Mordomo da Casa Branca e Selma: Uma Luta Pela Igualdade.

Um dos destaques do evento em 2018 foi que muitas atrizes, modelos e jornalistas – quase todas, na verdade – apostaram num dress code preto, como forma de protesto no movimento Time’s Up, que denuncia os abusos sexuais de atores, produtores e diretores contra mulheres em Hollywood, além dos salários diferentes. E não só as celebridades femininas aderiram à luta, mas também os homens. Até mesmo o apresentador Seth Meyers fez chacota com alguns dos homens denunciados, como Kevin Spacey, Woody Allen e, é claro, Harvey Weinstein. Os discursos foram cheios de empoderamento feminino, assim como as entrevistas. Aparentemente, as únicas mulheres que não usaram preto foram a modelo alemã Barbara Meier, a atriz americana Blanca Blanco e a indiana Meher Tatna, presidente da associação que organiza o evento.







 


Vamos ver quem levou o Globo de Ouro 2018?

Cinema

Melhor filme dramático: Três Anúncios para um Crime
Melhor filme cômico ou musical: Lady Bird: É Hora de Voar
Melhor diretor: Guillermo Del Toro – A Forma da Água
Melhor ator – drama: Gary Oldman – O Destino de uma Nação
Melhor ator – comédia ou musical: James Franco – O Artista do Desastre
Melhor atriz – drama: Frances McDormand – Três Anúncios para um Crime
Melhor atriz – comédia ou musical: Saorsie Ronan – Lady Bird: É Hora de Voar
Melhor ator coadjuvante: Sam Rockwell – Três Anúncios para um Crime
Melhor atriz coadjuvante: Alisson Jenney – Eu, Tonya
Melhor roteiro: Três Anúncios para um Crime
Melhor trilha sonora: A Forma da Água
Melhor canção original: This is Me – O Rei do Show
Melhor animação: Viva: A Vida É uma Festa
Melhor filme estrangeiro: Em Pedaços (Alemanha/França)

Televisão

Melhor série dramática: The Handmaid’s Tale
Melhor série cômica: The Marvelous Mrs. Maisel
Melhor minissérie ou filme para TV: Big Little Lies
Ator em série dramática: Sterling K. Brown – This is Us
Ator em série cômica: Aziz Ansari – Master of None
Atriz em série dramática: Elisabeth Moss – The Handmaid’s Tale
Atriz em série cômica ou musical: Rachel Brosnahan – The Marvelous Mrs. Maisel
Ator em minissérie ou filme para TV: Ewan McGregor – Fargo
Atriz em minissérie ou filme para TV: Nicole Kidman – Big Little Lies
Ator coadjuvante em TV: Alexander Skarsgard – Big Little Lies
Atriz coadjuvante em TV: Laura Dern – Big Little Lies

*** 

Crédito das fotos: Reuters

Teca Machado

2 comentários:

  1. hello,
    i'm a new follower of your blog, can you follow mine on my blog?
    https://amoriemeraviglie.blogspot.it/

    ResponderExcluir
  2. Oii Teca

    O discurso da Oprah roubou a cena, amei cada palavra dela, pois ela soube manter o foco e abordar o que é o assunto da vez sem entrar em ataques pessoais ou picuinhas. A idéia de todos de preto é muito boa, mas ainda fico chocada como cada vez mais segredos são destapados e vemos muita hipocrisia no meio de uma idéia que tinha tudo pra ser boa. James Franco por exemplo estava lá todo de preto, porta voz da campanha e infelizmente ja está sendo acusado de abusos. Espero que a camapnha realmente venha para mudar a realidade das mulheres, em Hollywood e no mundo, e não seja apenas mais uma voz perdida no tempo.

    Beijokas

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir