sábado, 30 de novembro de 2013

Manhattan, corações partidos e um Louboutin – I Heart New York (Parece o meu livro, mas não é)


Tem um restaurante aqui em Cuiabá que eu gosto muito. É o Carpe Diem Bistrô. Além de a comida ser maravilhosa e de o ambiente ser super gostoso, o que me chama atenção é que no meio do salão tem uma biblioteca. O dono do lugar, que está sempre por perto e conversando com os clientes, explica que os livros podem ser levados para casa, desde que você traga outro para fazer reposição. Não é um dos lugares mais maravilhosos do mundo? Comida e livros! O que mais eu posso querer? Então, na primeira vez que eu fui, olhando as prateleiras, vi um título que definitivamente me chamou a atenção: I Love New York. E não era o que eu escrevi. Opa! Peraí, tem um livro com o mesmo título que o meu

Essa é a capa do livro que eu tenho, mas ela é a versão "econômica". A original está abaixo

Na hora peguei e folheando descobri que era um pouquinho diferente: I HEART New York (Tem o desenho de um coração, então eu li Love, não Heart). O site do livro e nos dados dele diziam que era Heart mesmo. Ufa! Menos mal. Claro que uns dias depois voltei com um livro meu, deixei lá e capturei I Heart New York, de Lindsey Kelk.

O livro é em inglês. Dei uma pesquisada na internet e não tem versão dele em português. Mas como de vez em quando leio em inglês para não esquecer tudo o que eu passei a vida toda estudando e para aprender palavras novas, não vi problema nisso. A leitura fluiu fácil, apesar de ser o inglês britânico, que é um tantinho mais complicado, mas nada de outro mundo.

Em I Heart New York, Angela Clark, uma inglesa que escreve livros e filmes infantis com muitos ogros verdes e tartarugas mutantes, teve a maior decepção da sua vida. Pegou o seu noivo com as calças nas mãos. Literalmente. No dia do casamento da sua melhor amiga, Mark, com quem estava nos últimos 10 anos, o único namorado que já teve na vida, foi encontrado numa posição comprometedora com sua colega de tênis.

          
Essa capa colorida é a original e essa com foto é outra das versões

Depois de estragar o casamento da amiga com um escândalo e passar uma noite miserável chorando, Angela teve um surto de inspiração. Pegou sua pequena mala de final de semana, seu par de Louboutins e embarcou no primeiro avião para Nova York, o melhor lugar para se curar um coração partido, sem passagem de volta marcada. Após o período inicial de fossa profunda, se apaixonou totalmente pela Big Apple (Óbvio), fez algumas amizades, um makeover e, sem ter a intenção, começou a sair com dois caras lindos, gostosos e totalmente diferentes um do outro.

Agora Angela vive dois dilemas: Qual dos dois namorados é o melhor para ela? E mais, ficar em Nova York indefinidamente ou voltar para a chuvosa Londres?

I Heart New York é bem divertido. O tipo de livro que te faz esquecer um dia ruim porque te distrai. A história me fisgou e os personagens ganharam o meu coração, principalmente Jenny Lopez, amiga de Angela, e os dois namorados da protagonista (Um eu gostei mais do que do outro, mas se eu revelar a minha torcida posso sem querer contar o final). Angela também é legal. O leitor passa a gostar dela, a ter dó, a ficar com raiva, a compreender sua indecisão. Ou seja, é uma garota relativamente comum com um ótimo gosto para sapatos.

A autora escreve num ritmo que não fica cansativo. Ela descreve bem a cidade, tanto que é possível se imaginar nas ruas de Manhattan, mas não detalha demais a ponto de dizer até qual é a cor da pedra na calçada. Foi a medida certa. São quase 400 páginas, mas eu li rapidinho, em menos de uma semana.

Lindsey Kelk

Entrei no site do livro e descobri que Lindsey Kelk fez continuações: I Heart Hollywood, I Heart Paris, I Heart Vegas e I Heart London. Preciso dar um jeito de ler esses também.

Recomendo I Heart New York (Mas eu com certeza gosto mais de I Love New York, haha).

Teca Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário