quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

E sããããããããão 500!



Era uma tarde de junho de 2012. Não tinha o que fazer. Há tempos queria criar um blog, mas faltava ideias sobre o que escrever. Um sobre moda? Há mais deles do que estrelas no céu. Um sobre piadas? Não sou tão engraçada assim. Um sobre eu mesma, uma espécie de diário? Isso é tão 2002. Por que não sobre uma das coisas que mais gosto da vida: Livros? Livros, filmes, seriados, histórias engraçadas que aconteceram e tudo o que há de interessante nessa internet tão grande? Sim, sobre isso mesmo. 

E o nome? O nome nasceu do nada, de um estalo na cabeça. De vez em quando o cérebro da gente faz isso. Dá um clique e sem que a gente perceba está tudo ali, prontinho nos esperando. Talvez em sonhos, num nível de subconsciente escondidinho, a mente trabalhe no que a gente quer quase que anonimamente. E a minha mente me deu um nome: Casos Acasos e Livros.

Naquela tarde o blog foi criado. Com texto de abertura e um layout pronto que vinha do próprio hospedeiro. Não sabia mexer com HTML. Meio burra com essas coisas tecnológicas. Mas tudo bem. Por mais que quisesse algo bem bonitinho e pessoal, não acreditava que ia longe. Tinha quase certeza que ia ser um projeto que me cansaria em um mês ou dois, sendo bem otimista. Talvez fosse ser a única leitora de mim mesma.

No primeiro dia, teve mais de 200 acessos. Com o passar do tempo, uns dias mais, uns dias menos, uns dias a mesma quantidade de visualizações e assim foi indo. 500 posts, mais de um ano e meio depois e uma identidade visual personalizada, hoje é um xodó, quase um filho, uma espécie de trabalho não remunerado tratado como se fosse.

500 posts. 

500 posts e muita coisa que já foi dita. 

500 posts, sendo mais de uma centena sobre livros.

500 posts e umas duas centenas sobre filmes.

500 posts com algumas dezenas de seriados.

500 posts e várias séries fotográficas para rir, amar, emocionar, ficar com medo.

500 posts com um monte de casos engraçados sobre a vida da autora (Que, diga-se de passagem, são as postagens sempre com mais acessos).

500 posts lotados de coisas fofas achadas pelo mundo digital e tudo o mais que for julgado minimamente interessante. 

500 posts e até mesmo um livro que nasceu porque as visitas das pessoas inspiraram a escrever sempre mais e mais (Estou falando do meu lindo I Love New York).

500 posts e, até a última contagem, mais de 85 mil visualizações.

500 posts e um coração de blogueira e escritora extremamente agradecido e emocionado.

500 posts e projetos para, no mínimo, mais cinco mil.

Obrigada pelo carinho nos últimos 500 posts, gente linda!

Teca Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário