sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Casamento surpresa na Tailândia: Conto de fadas da vida real


Você acha que histórias maravilhosas de amor são exclusividade dos contos de fadas? Bobinho. Elas são reais. São meio raras, é verdade, mas existem sim. Vou dar um exemplo. Esses dias a minha amiga Iara Vilela, que escrevia posts sobre viagens aqui e é dona do blog Como Os Erros Aprendi, foi protagonista de uma das surpresas mais lindas que eu já vi: O marido dela organizou uma cerimônia de casamento surpresa na ilha Phuket, na Tailândia, na última viagem dos dois no início de janeiro.

Eberson e Iara

Em junho de 2014 eles vão fazer 10 anos de relacionamento, contando namoro e casamento. Como não fizeram festa e nem nada quando ficaram juntos, ela disse que há algum tempo o casal estava planejando uma cerimônia simples, do tipo mini wedding, em alguma praia. Mas esses eram projetos só para o final desse ano e olhe lá.

A Iara me contou que o marido não é do tipo mais romântico. É mais racional e faz os “agradinhos básicos de todo marido”. E foi exatamente por isso que ela não desconfiou de nada, mesmo que os sinais tenham sido super claros. “O Eberson começou a perguntar coisas demais como ‘O que é um casamento na praia? Precisa de vestido de noiva?’. Outro sinal foi quando pedi a opinião dele para escolher entre um vestido longo na cor verde ou preta e ele respondeu ‘Compra o branco, você não tem nada dessa cor’", disse. E mesmo assim ela não desconfiou. 

Para elaborar esse plano, o marido da Iara procurou a agência de viagens onde eles compraram passagem, hospedagem e alguns passeios. Eles deram uma lista de lugares para fazer esse tipo de cerimônia e ele escolheu o que melhor encaixava com o gosto dos dois. “Três meses antes de viajarmos já estava tudo organizado”.

É muita lindeza para esse meu coração

O problema foi que o Eberson teve que revelar a surpresa um pouquinho antes de a cerimônia acontecer. O marido disse para ela que eles tinham ganhado um jantar de um guia. “Na verdade, esse ‘jantar’ era o casamento, mas como eu não sabia de nada achei que seria um golpe, pois na Tailândia - infelizmente - existem muitos golpes contra os turistas”. Como já passou por alguns apertos em viagens e já está profissional no assunto, não queria ir no tal jantar de jeito nenhum. Então ele foi forçado a contar para ela umas três horas antes que se tratava do casamento deles. 

Quando ficou sabendo da surpresa, ela duvidou que era verdade. “Mas depois que ele repetiu umas 10 vezes eu fiquei tão surpresa que mal consegui chorar (e acredite, sou chorona). Fiquei em estado de choque mesmo. Quando pude refletir e pensar em tudo que aconteceu me senti uma pessoa de sorte, pois como todo relacionamento temos nossos problemas e diferenças. Só que que quando um homem toma uma atitude dessas é uma prova não só de amor, mas do quanto esses problemas do dia a dia de um casal são pequenos e podem sempre ser resolvidos com parceria”, conta a noiva tailandesa. 

A cerimonia aconteceu no Laguna Hotel na ilha de Phuket, Tailândia, no dia 6 de janeiro. Apesar de não serem budistas, foi um monge quem celebrou o casamento.

Cerimônia

E já que estamos falando da Iara, tenho novidades: Nas próximas semanas ela volta com posts regulares aqui no blog! Se você estava sentindo falta de um pouco de wanderlust no Casos Acasos e Livros, se prepare para matar a saudade.

Iara, obrigada por me ceder a sua história para o post de hoje. Tenho certeza que muitas mulheres por aí estão suspirando! Bem vinda de volta.

Teca Machado

2 comentários:

  1. Muito lindo mesmo!! Já acompanho a Iara no blog, e também no Insta; tb tenho um blog/insta de viagens e adoro acompanhar todo mundo que escreve sobre os destinos também.
    Tb vou me casar e há um ano fico flertando com a Tailandia, pais que já conheço e me encantou. Esta historia me inspirou ainda mais.

    ResponderExcluir
  2. www.casamentonatailandia.com

    Me casei na Tailandia tbm, foi tudo muito lindo e perfeito. Casei com essa empresa, achei otima pois havia um representante brasileiro para dar um suporte, ajudou muito, pois o meu inglês é terrivel.

    ResponderExcluir