segunda-feira, 2 de setembro de 2013

A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista – Livro super amor

Há chances de você encontrar o amor da sua vida em um avião? Quatro minutos realmente podem fazer a diferença na sua vida? A resposta é sim para as duas perguntas.

Capas e títulos de livros me chamam a atenção. Tanto que para mim é super normal comprar um livro porque gostei da maneira como ele se apresentou. Então, quando vi A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista, de Jennifer E. Smith, ele ganhou o meu coração no mesmo segundo. Nome interessante, foto bonitinha, bem cara de romance adolescente, meu estilo preferido. Pensei “Ok, é esse mesmo que vai ser a minha próxima leitura. Quantas páginas falta para eu acabar o que eu estou lendo agora?”.


O estilo da leitura me lembrou muito o meu amado Anna e o Beijo Francês (Comentei aqui). Leve, engraçadinha, com uma protagonista bem birrenta e um mocinho bem lindo, um cenário legal e uma história que prende a atenção do leitor (Mas só se ele gostar do gênero). Para mim, o defeito desse livro é a quantidade de páginas: Só 125. Li em duas noites antes de dormir.

A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista é sobre destino, amor, família, arrependimentos, tristezas, reconciliação e relacionamentos. Tudo isso sem ser piegas ou profundo demais. Ele se passa num período de 24 horas. Hadley, 16 anos, americana, precisa viajar para Londres no final de semana para ir ao casamento do seu pai. Mas ela não quer ir de jeito nenhum. Há dois anos ele abandonou ela e a mãe para viver na Europa e ficar com a sua nova namorada, que Hadley nem seu deu ao trabalho de conhecer. Ir ao casamento, ainda mais sendo madrinha, está sendo basicamente uma tortura para a menina. Mas por causa de quatro minutos ela perde o voo. O próximo sai em três horas e ela é obrigada a ficar no aeroporto de Nova York lotado esperando.

As capas do livro em inglês. Uma mais linda do que a outra.

Tudo está mais do que péssimo, até que conhece Oliver (Eu me apaixonei por ele, é claro). Um inglês de 18 anos que estuda em Yale e que a ajuda com as suas bagagens. Ele também está indo para Londres para o final de semana e está sentado quase ao lado de Hadley no avião. Apesar de se conhecerem a poucas horas, um marca o outro e eles se ajudam mutuamente num momento complicado das suas vidas.

O drama de Hadley e Oliver são as suas famílias um tanto problemáticas. Ambos não gostam de falar sobre o assunto, mas surge uma cumplicidade tão verdadeira e inesperada entre os dois que esse acaba sendo o assunto principal da espera do aeroporto e das sete horas dentro do avião. Sem perceber contam coisas que nem os seus melhores amigos sabem.

Super gracinha. Esse é o meu veredito.

Essa é a autora Jennifer E. Smith

O melhor de tudo foi descobrir que os direitos do livro foram comprados e A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista vai virar filme. A especulação é que seja lançado no ano que vem. Vamos esperar ansiosamente, então.

Recomendo muito.

Teca Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário