quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

“Adiós, losers! Hello, mundo!” – O dia que eu nasci


Há exatos 26 anos fui mais inteligente, mais esperta e mais rápida do que outras 40 milhões de supostas “pessoas”. Sim, eu fui o espermatozoide vencedor e nasci às 9h da manhã do dia 13 de fevereiro de 1988, um sábado de carnaval. Gosto de imaginar o meu eu ainda nem nascido olhando para trás, dando tchauzinho enquanto entrava no óvulo dizendo “Adiós, losers! Hello, mundo!”.

"Hello, mundo!"

Às vezes eu fico pensando que havia tanta chance de isso tudo (Fecundação, gestação, nascimento) ter dado errado, mas deu certo. Eu nasci “perfeita”, vamos dizer assim. Não me faltou nenhum órgão, nada estava fora do lugar, não tive dedos a mais e nenhum problema psicológico (Bom, eu acho que não, apesar de não parecer às vezes, haha). Fora que eu era uma graça de neném, modéstia à parte, haha. :P

Formar um ser humano é algo tão delicado, tão sensível, que só pode ser chamado mesmo de milagre da vida quando dá certo. E, por incrível que pareça, dá muito certo. Deus, em sua infinita sabedoria, criou um processo complicado, mas que dá resultados surpreendentes.

Além da questão da formação vital do corpo em si, penso que eu poderia ter nascido de incontáveis maneiras diferentes visualmente falando. Tenho pai de cabelo preto e mãe de cabelo loiro, mas nasci de cabelo castanho, como a minha tia. Por uma pequena mudança no DNA, eu poderia ser loira platinada, como a minha mãe era. Ou com os cabelos enrolados, no caso do meu pai. Talvez nem fosse canhota e ou talvez tivesse olhos verde mar, como meu pai e a minha irmã. Meu nariz, que eu gosto tanto, poderia ser de “tucano” porque isso está nos meus genes. Fora que poderia ser baixinha, já que tenho tias pequenininhas e mãe com 1,60.

Minha versão bebê com mais ou menos uma semana de vida *.*

Tudo o que eu gosto em mim e também o que eu não gosto poderia ser diferente. No fim das contas, gosto do conjunto geral e nem me importo muito com os defeitinhos (Alguns deles, porque outros simplesmente me dão ódio nos olhos). Todo mundo tem, não é verdade? 

No dia 13 de fevereiro de 1988 eu nasci desse jeitinho (E tenho o mesmo rosto e feição desde bebê) e não trocaria de corpo e de vida com ninguém (Talvez com a Angelina Jolie, porque ela é bem linda, rica e casada com o Brad Pitt. Quem não quer, não é verdade?).

Feliz aniversário para mim e que os 2.6 sejam lindíssimos (Recheados com vendas de livro e próximas edições de I Love New York)!

Teca Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário