sexta-feira, 27 de julho de 2012

Serial Writer


Com mais de 230 milhões (Sim, esse número está certo) de livros vendidos em mais de 100 países e com 82 obras escritas, James Patterson é conhecido como o Autor Serial. Escrevendo desde a década de 1970 livros de suspense policial, é um dos escritores mais conhecidos atualmente mundo afora. No Brasil ele chegou há pouco tempo. Em 2011 os livros começaram a ser traduzidos para o português. Ainda só temos seis lançados na nossa língua.

James Patterson tem histórias avulsas e também séries. Eu já li três da saga Mulheres Contra o Crime, que tem como protagonista a tenente Lindsay Boxer e suas amigas: 3º Grau, 4 de Julho e 6º Alvo (que eu terminei de ler ontem). Outra série é a do detetive e psicólogo Alex Cross, a mais famosa do autor. Até o momento são 18 livros. Em português há apenas o primeiro, chamado Eu, Alex Cross.




Em uma entrevista, James Patterson contou que para lançar tantos livros por ano (três, quatro, às vezes cinco), ele tem uma equipe de co-autoria. O autor dá a ideia geral do enredo e os seus assistentes escrevem. Assim fica fácil, né? Depois de pronto, ele é quem dá o ok final. Às vezes, só faz uma revisão superficial e não muda nada, em outras deleta tudo e refaz o livro.

Segundo James Patterson, o segredo de ter tantos livros vendidos é que ele escreve pensando somente nos leitores. Descobre o que eles querem e dá o que foi pedido. “É ótimo quando a crítica profissional está ao meu lado, mas prefiro quando o público fica feliz, pois são eles quem compram e são os fãs devotados”, afirmou em uma entrevista.


Esse aí é o James Patterson, o serial writer

James Patterson sempre escreveu suspense policial pensando em adultos, mas, há algum tempo entrou no mundo da ficção científica para atrair mais os jovens. Essa franquia, chamada Maximum Ride (sem tradução ainda), já conta com sete livros.

As suas histórias são contadas com uma linguagem simples em capítulos pequenos, de forma ágil, rápida e interessante. Ele dá sempre um jeito de deixar o leitor curioso, doido para virar a página. Quando eu começo um, não consigo para de ler até terminar (Mas isso não é novidade).

Seus livros são muito bons. Não são os melhores que eu já li. Nesse gênero, gosto muito mais do Harlan Coben, do Dan Brown e do Sidney Sheldon. Mas, vale a pena sentar no sofá num dia frio e ler a obra toda numa tarde só (Isso é possível, já que não são longas. Tem em média 200 páginas ou um pouco mais).

Recomendo.

Teca Machado

Nenhum comentário:

Postar um comentário