quarta-feira, 4 de julho de 2012

Uma noz acaba com a Pangeia


“Se você tomar água pela tromba, ela fica com gosto de meleca?”, diz uma espécie de galinha pré-histórica para a mamute Ellie no desenho A Era do Gelo 4. Essa foi uma das frases que mais me fizeram rir enquanto eu assistia ao filme ontem.



Muito bem feito, engraçado e exagerado. Tudo no filme é extremo. É bem o efeito borboleta. Uma simples noz enterrada causa o caos no planeta. A mistura dos ótimos personagens antigos com mais alguns novos, como a avó da preguiça Sid, a filha dos mamutes Manny e Ellie e a tripulação louca do navio do Capitão Entranha, dá para dar bastante risada. Mas, não tanto quanto do filme 3, que, para mim, é o melhor da franquia.

A história da A Era do Gelo 4 começa, como sempre, com o esquilo Scrat. Atrás da noz desde o primeiro trailer do primeiro filme, o faminto animal nunca consegue dar uma mordidinha que seja na sua tão amada comida. Quando ele tenta enterrar uma noz, acaba sendo o motivo para a divisão dos continentes e do cenário caótico de mudanças que se instala a partir daí. Todos os animais acabam sendo obrigados a sair dos seus locais que origem por causa das transformações geográficas.

Enquanto Manny e sua filha adolescente, Amora, brigam e ela solta a fatídica frase comum da idade “Eu queria que você não fosse o meu pai”, a terra se abre, os separa e a confusão começa. O mamute, o tigre Diego, a preguiça Sid e a sua avó acabam em uma pelota de gelo em alto mar enquanto os outros animais continuam no continente que se despedaça. Os náufragos encontram a tripulação pirata do capitão Entranha, que, apesar de engraçada e afeita a canções, não tem nada de boazinha.

Enquanto Manny e seus amigos tentam voltar para casa e despistar os piratas, os outros animais estão em peregrinação em busca de um lugar seguro.




Senti falta dos gambás loucos e sem noção Crash e Eddie. Eles aparecem pouco, mas, o pouco é sempre engraçado. Em compensação, a avó do Sid é o maior motivo de piadas. E vale uma ressalva também para os esquilinhos SUPER-MEGA-FOFOS-CUTI-CUTI que o bando encontra numa ilha. Apesar dos rostinhos doces e de serem muito parecidos com Alvin e os Esquilos, eles lutam contra os piratas. São um mimo!

Infelizmente, A Era do Gelo 4 não é dirigida e nem criada pelo brasileiro Carlos Saldanha (que fez os outros filmes), o que dá para sentir um pouco pelo roteiro um tanto mais fraco. Mesmo assim, é muito bom, uma ótima diversão, motivo de risadas e ajuda a relaxar.

Antes do filme começar, tem um curta metragem com a Maggie Simpson chamado O Dia Mais Longo na Creche. É super bonitinho e dá vontade de chorar. Vale a pena não chegar atrasado ao cinema para poder assistir.

Recomendo.

Teca Machado

P.S.: Hoje o meu lindo bloguinho (que é domínio .com, perceberam?) chegou a 2 mil visualizações! Vou gritar bem alto para vocês: OBRIGADA! Vocês são os melhores e mais lindos leitores do mundo. UM BEIJO!

Um comentário:

  1. Também gostei mais do 3.
    Acho que superar os 2 gambás nonsense vai ser difícil !

    ResponderExcluir