quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Capitão Kirk e Bane entram em guerra


Tem dias que depois de resolver pepinos durante todo o expediente, tudo o que a gente quer é chegar em casa, sentar num sofá e assistir a um filme despretensioso e de riso fácil. Nada de roteiros como Syriana, do George Clooney, ou O Bom Pastor, com o Matt Damon (Dois filmes que desafiaram o meu cérebro , me deixaram intelectualmente cansada e sem entender nada). Para dias como esse, uma boa dica é Guerra é Guerra.


Ok, meninos, é uma comédia romântica e tem caras bonitões (e bota bonitões nisso...), mas eu garanto que não é melodramático e nem água com açúcar. Tem muitas sequências de ação e explosões e o romantismo que aparece está sempre encoberto por humor. Mesmo as cenas que vão fazer as meninas fazerem “Ahhhuuum, que lindo!”, poucos segundos depois vão fazer todos rirem.

Lauren (a ótima Reese Whiterspoon) é uma moça bonitinha e loira que, como todas nós, mortais, teve o coração partido certa vez. FRD e Tuck (Chris Pine e Tom Hardy, que arrancam suspiros do meu coração todas as vezes que aparecem na tela, ou seja, o filme todo) são dois agentes da CIA que, mais do que amigos, são praticamente irmãos. Por infortúnio do destino, ambos se apaixonam por Lauren e ela pelos dois, sem saber que se conhecem, e sai com ambos ao mesmo tempo.

Chris Pine - FDR e Capitão Kirk. Coração suspirando 1...

Como estragaram tudo numa missão secreta, estão de “castigo” no escritório da CIA, o que lhes dá bastante tempo para utilizar os recursos da agência para espionar Lauren e descobrir os seus gostos. E ao espionar a namorada, eles espionam também um ao outro. As melhores sequências são quando um tenta atrapalhar o encontro do outro e os seus avanços com a garota.

FDR e Tuck são tão lindos, fofos, engraçados e dedicados que você não sabe por quem torcer. E essa é uma das diferenças desse filme em relação às comédias românticas comuns quando você sempre adivinha quem é o par principal. Imagina a dúvida: Um é o Capitão Kirk (interpretado em Star Trek por Chis Pine) e o outro é o Bane (vilão do último filme do Batman, Tom Hardy). Não é de se espantar que Lauren não saiba qual escolher. Eu também não saberia. 

Tom Hardy - Tuck e Bane. Coração suspirando 2...

Os três atores estão ótimos em seus papéis, perfeitamente naturais na pele dos personagens. Não é um filme que concorre ao Oscar, é óbvio, mas eles fazem um trabalho muito bem feito. Fora que a química entre os dois amigos é totalmente crível. Não é possível que Chris Pine e Tom Hardy não sejam amigos na vida real. E a química dos dois rapazes com Reese Whiterspoon também é muito grande. Ela tem uma personalidade diferente com cada um. Com FDR ela é mais louca e espontânea, com Tuck é mais doce e frágil.

Do diretor McG (o mesmo do horror de As Panteras) acertou em cheio na escolha do elenco, do cenário, dos roteiristas e da produção como um todo. 

Como eu disse, não é um filme para se emocionar, te marcar ou lembrar para o resto da vida, mas é deliciosamente engraçado e relaxante, o que não tira o seu brilho.

Recomendo.

Teca Machado 

Um comentário:

  1. Otima dica pra quem tem namorado, eles geralmente detestam comedia romantica agua com açucar, este da pra negociar kkkkkkkkkk

    Bjos

    ResponderExcluir