quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Google Creative Sandbox Brief


Entre os cinco sentidos, paladar, olfato, tato, visão e audição, o que eu sentiria mais falta se perdesse era a visão. Tudo bem que eu vivo para escutar música, amo falar e cantar (Sou falante e desafinada mesmo, assumo), tenho prazer em sentir cheiros e adoro tocar nas coisas e nas pessoas. Mas sem visão eu me sentiria tão perdida e vulnerável que nem consigo imaginar como é sem me dar vontade de chorar. 

Como seria se nunca mais pudesse ver a praia, o por do sol, minhas sobrinhas ou a cara linda do Gianechini? Fico pensando às vezes em como os cegos de nascença imaginam tudo. Como explicar para eles as cores ou como é lindo o mundo em que vivemos?

As coisas não são fáceis para quem não enxerga. Por isso, iniciativas que ajudam a aumentar a sua qualidade de vida tem a minha simpatia e apoio. 

Sendo assim, um amigo meu, o Saulo, juntamente com dois amigos, está participando do Creative Sandbox Brief, do Google, com o Blind Street View. É um projeto que orienta pessoas cegas pelas ruas e precisa do seu voto para ser colocado em prática e patrocinado pela empresa.

Nessa hora você me pergunta: Mas, Teca, o que é o Creative Sanbox Brief? Explicação segundo o próprio Google “Sabe aquela sua ideia brilhante que nunca saiu do papel? Essa mesma, que você guarda no coração, esperando o brief que vai fazer ela desencantar? A gente quer dar uma chance para ela. Inscreva sua ideia no Creative Sandbox Brief. Ela será vista pelos principais profissionais da propaganda brasileira. Se eles gostarem, você terá a chance de desenvolvê-la junto à equipe do Google, nos Estados Unidos”.

A ideia dos meninos é bem legal. Tem um vídeo em inglês explicando do que se trata nesse link AQUI.

Se você não sabe inglês ou está com preguiça de ver o vídeo e traduzir o que o cara fala, eu te dou um resumo geral. É um aplicativo para smatphone que o deficiente visual (É politicamente correto falar assim, né?) é localizado por meio de georreferenciamento. Feito isso, a pessoa fala para o aplicativo onde deseja ir e como um GPS ele indica o caminho. Além disso, mostra onde tem obstáculos, como postes e cabines telefônicas, além de avisar onde tem lanchonetes no meio do caminho.

Super simples, né? E nesse momento você se pergunta: “Como eu não pensei nisso antes?”

Agora é o seguinte: Vai na página do vídeo, bem AQUI, e vota neles. Clica no G+1 que tem ali no canto superior direito e pronto. Só precisa ter uma conta de e-mail do Gmail ou um perfil no Google+.

Se eles vencerem, vão ganhar um investimento, sessões de coach na sede do Google para viabilizar a ideia e vão fazer um vídeo bem legal divulgando o aplicativo.

Recomendo. Você gostou? Recomenda para os seus amigos também.

Teca Machado

Um comentário: