quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O melhor imaginador de mundos fantasiosos


Como eu disse no primeiro post do blog, há longínquos quatro meses, o primeiro livro que eu lembro de ter lido por gosto e por vontade foi Meu Pé de Laranja Lima, de José Mauro de Vasconcelos. Depois disso, descobri o gosto pela leitura e ninguém me segurou mais. Logo depois dessa obra de estreia ao mundo da literatura, meu pai me comprou alguns livros de Julio Verne. E foi uma das melhores coisas que ele poderia ter feito por mim.

Cara de Papai Noel bonzinho, né?

Se hoje eu tenho a imaginação fértil, que produz imagens instantaneamente no momento que alguém me conta uma história, é algo que eu devo agradecer a Julio Verne. Seus livros são detalhados (Sem serem chatos), mostrando mundos maravilhosos e inexplorados. Ele me mostrou como era o fundo do mar, o centro da Terra e vários países. Lendo A Volta ao Mundo em Oitenta Dias me apaixonei pela primeira vez por um personagem e fiquei tremendamente triste quando terminei a leitura.

Devia ser fascinante conversar com Julio Verne. Ele devia ser muito doido. Se me dissessem que eu poderia escolher um autor de qualquer época para sentar comigo e bater um papo, com certeza escolheria ele.

Um dos mais famosos livros do Julio Verne

Nascido na França em 1828, ele viveu até 1905. Suas mais de 100 obras foram traduzidas para 148 línguas (!). Considerado por críticos o precursor do gênero da ficção científica, ele fez algumas “previsões” em seus livros de como seria o futuro e os seus avanços científicos. Falou sobre máquinas voadoras, submarinos e viagens à Lua. Homem a frente do seu tempo, nos seus últimos anos de vida escreveu sobre o uso errôneo da tecnologia e os seus impactos ao meio ambiente.

Seus livros mais famosos são:

Cinco Semanas em um Balão
Viagem ao Centro da Terra
Vinte Mil Léguas Submarinas
A Volta ao Mundo em Oitenta Dias

De todos esses, o único que eu não li foi Cinco Semanas em Um Balão.

33 das suas obras foram adaptadas para o cinema gerando um total de 95 filmes. Vinte Mil Léguas Submarinas virou filme nove vezes, Viagem ao Centro da Terra cinco vezes e A Volta ao Mundo em Oitenta Dias duas vezes.

Esse é o meu preferido entre os que eu já li.

Apesar de fantasiosos, seus livros nunca ficam velhos e não são exclusivamente para crianças. Eu sou suspeita para falar por causa da minha adoração por leitura infanto-juvenil, mas gosto das suas obras. Fazem bem para a mente.

Assim que eu tiver filhos, antes mesmo de aprenderem a ler, vou comprar uma coleção de livros do Julio Verne para eles. É o tipo de presente que vai fazer a diferença em suas vidas.

Recomendo.

Teca Machado

Um comentário: