sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Clarice Falcão, a louca


Na primeira vez que escutei músicas da Clarice Falcão, pensei imediatamente: “O que essa menina fumou para escrever essas letras?”. Mas achei tão estranhamento divertido, tão esquisito, tão stalker, que não teve como, eu me apaixonei. 

As melodias são doces, a voz dela suave, o rosto de garota boazinha querendo sempre sorrir, mas as letras são um tanto sombrias e loucas. Sempre que coloco para tocar, começo a rir sozinha.


Pesquisando, descobri que ela denomina o que faz como músicas com sons experimentais. A garota, que só tem 23 anos, é cantora, compositora, atriz e roteirista. Estuda cinema na PUC do Rio de Janeiro, participou da trilha sonora do filme Lisbela e o Prisioneiro, dirigiu e atuou em muitos curta-metragens (Inclusive um deles, chamado Laços, ganhou o primeiro lugar num concurso mundial do segmento realizado pelo Google e foi exibido até no Festival Sundance de Cinema), participou de novelas da Globo e trabalhou como roteirista no seriado Louco Por Elas, também da emissora. Acho que ela é tão talentosa porque é filha de um cineasta com uma roteirista/escritora.

Enfim, dá uma olhada em algumas das músicas dela (Cuidado, elas grudam na cabeça):

Oitavo Andar (Uma Canção Sobre o Amor)

Macaé

A Gente Voltou

Qualquer Negócio

Meio (Muito) louca, né?

Teca Machado

Um comentário:

  1. A Clarice Falcão é demais, sinceramente vim a conhecer seus trabalhos depois que viciei na série dos curtas de comédia do site KibeLoco "Porta dos fundos", me divirto com seus papéis. Muito talentosa e lindíssima, seus olhos azuis são apaixonantes. Eu Desconhecia o lado musical, gostei do post, vlw!

    ResponderExcluir